Grupo Comunista Internacionalista


Embora seja produto da atividade de seus militantes, uma organização comunista resulta, antes de mais nada, das determinações históricas que impulsionam vigorosamente o proletariado a se constituir como classe, a se organizar como força social autônoma e distinta de todos os partidos da sociedade burguesa. O esforço organizativo das minorias proletárias, concretizado na criação de um agrupamento comunista, é essencialmente determinado pelo comunismo enquanto movimento e por seu partido histórico, isto é: a memória acumulada de toda a experiência das lutas precedentes, condensada sob a forma de um programa. A criação de nosso grupo não escapou dessas determinações históricas.

O Grupo Comunista Internacionalista (G.C.I.) existe desde 1978. Nosso pequeno grupo não tem qualquer realidade nacional, não está ligado a nenhum país, nem se refere à história de qualquer nação. A história do grupo começa com a centralização de um punhado de militantes de diversos continentes, falando línguas diferentes e que, a partir de experiências de lutas muito variadas, de reflexões sobre as derrotas dessas lutas e de rupturas proletárias com o exílio organizado, quiseram unificar suas atuações. Reapropriando-nos coletivamente das experiências passadas, criticando a democracia, o legalismo, o parlamentarismo, o pacifismo, o sindicalismo, a polarização fascismo-antifascismo,... destacamos um conjunto de afirmações programáticas que expressam cada vez mais a ruptura com o capitalismo em todas as suas formas. Sendo comum o conteúdo político de nossas rupturas, decidimos formalizar nossas discussões e nossas polêmicas numa estrutura organizativa comum, e nos definimos como "Grupo Comunista Internacionalista".

O Grupo Comunista Internacionalista luta pela auto-organização do proletariado internacional em classe e, portanto, em partido mundial, para a destruição do capitalismo, ou seja: para a destruição desta sociedade submetida à ditadura do lucro, que impõe a fome e destrói a natureza. Isto exige a destruição do trabalho assalariado, da mercadoria, das classes sociais, dos exércitos, das prisões, das fronteiras nacionais... enfim, de todo tipo de Estado. Nosso objetivo é, como o dos revolucionários de todos os tempos, a constituição de uma comunidade humana mundial, sem explorados nem exploradores.


Grupo Comunista Internacionalista - http://www.oocities.com/Paris/6368/



Biblioteca virtual revolucionária

RETORNAR AO ÍNDICE

1