CONTRA A DITADURA DA ECONOMIA,

LUTEMOS PELA DITADURA DE NOSSAS NECESSIDADES!

500 anos de capitalismo são 500 anos de miséria, fome, guerras, exploração..., em poucas palavras, de destruição da humanidade e de seu planeta.
“Mundialização”       “Nova Ordem Econômica”

“Globalização”       “Capitalismo com face humana”

Novos termos para ocultar a invariabilidade de um sistema que só pode propor:
* cada vez mais lucro para os burgueses,
* sempre mais miséria para os proletários.

Os atuais aumentos do preço do petróleo e o aumento da exploração que os acompanha são uma expressão disso.

Proletário, quando reivindicas um capitalismo mais “humano”, estás ajudando teu inimigo a manter este sistema de exploração, estás atuando contra nossa classe.

Para os proletários que se deixam entreter com ridículos passeios em Seattle, Davos, Praga..., haverá primeiro desilusão, depois miséria e por fim massacres.

A luta do proletariado no Equador, Venezuela, Indonésia..., contra as medidas de austeridade do FMI é uma luta contra toda a burguesia.

É na luta contra “nossa própria” burguesia que nos solidarizamos com a luta de nossos irmãos de classe em todo o mundo. Só a intensificação e a coordenação dessa ação direta criará a força revolucionária para destruir o sistema burguês.

Organizemos nossas lutas, fora e contra todos os partidos e organizações burguesas!

A economia está doente? Acabemos com ela!
Proletariado contra a Burguesia!
Viva a revolução social mundial!

Grupo Comunista Internacionalista (GCI) BP 54 - Saint-Gilles (BRU) 3 - 1060 Bruxelles - Bélgica
icgcikg@yahoo.com
1