Rio São Jorge


Cada vez que fazemos novas caminhadas e acampamentos aqui no Rio São Jorge, ficamos impressionados com a beleza natural desta região. Para os visitantes iniciantes, conhecer a cachoeira de 25 metros é um atrativo interessante e que compensa. Mas se você tem um espírito de "Amigo do Boi" recomendamos uma exploração mais detalhada da região. Tudo o que você precisa é de uma corda, um bom equipamento de caminhada e muito espírito de aventura.

Existem muitos córregos, matas e vales pouco conhecidos e misteriosos. Já encontramos lugares em que praticamente nenhum ser humano esteve presente. Em compensação em outros locais encontramos latas, garrafas, plásticos e outros lixos deixados pelas pessoas. Portanto, pedimos para todos que evitem deixar lixo pelo caminho e, se possível, nos ajudem a limpar as regiões mais poluídas. Criando esta conscientização, podemos manter o Rio São Jorge limpo e atrativo para todos que aqui frequentam.

Segredos e lendas envolvem a região. Conta-se que no local está escondido o tesouro dos jesuítas (veja os contos). Eles habitavam a Fazenda Pitangui, onde fica a Capela de Santa Bárbara. Correntes grossas amarradas numa rocha da margem, sem explicação exata para sua presença, aumentam o clima de mistério. No local, ainda podemos ver dois painéis de pinturas ruprestes de cerca de 7000 anos, um já bastante danificado pela ação antrópica e outro mais acima com duas figuras.

Falando um pouco agora desta região, podemos separá-la em dois pontos mais visitados: a Ponte e a Cachoeira. Na ponte, o pessoal costuma fazer seu piquenique, nadar, pescar, enfim, passar o seu dia com muita tranquilidade. A local é relativamente limpo, com um terreno regular, muita sombra e água fresca. Aqui você poderá deixar seu carro e fazer sua caminhada. Para se chegar à cachoeira é só seguir a jusante do rio por uns dois mil metros. Outro local também bastante frequentado fica numa propriedade particular e é mais próximo da queda d'água. Antes de se chegar na Ponte, existe um caminho, indicado por placas, para a cachoeira do rio São Jorge. Pegue esta estrada e siga por mais uns 2 Km. Para entrar, você deverá pagar uma quantia por pessoa. Em compensação, aqui você poderá desfrutar de uma certa infra-estrutura como mesas, bancos, um barzinho, banheiro e uma bela paisagem.

Alertamos, aos menos avisados, alguns perigos que este rio esconde.

Não nade nos locais proibidos, pois são profundos e algumas pessoas já perderam suas vidas.

Tenha cuidado na cachoeira. As pedras são escorregadias e o rio é profundo.

É possível passar por trás da cachoeira, porém seja cauteloso nesta travessia.

Por último, preste muita atenção ao caminhar pelos campos da região. Existem buracos profundos e escondidos que podem lhe surprender.

Bons locais para se acampar, aqui não falta. Nas proximidades do bar, o barulho pode ser irritante. Mas se você quiser encontrar aqui um lugar tranquilo, também poderá achar. Não se esqueça de trazer carvão, pois a lenha é um artigo raro nesta região. A vegetação que predomina é o campo com alguns capões dispersos. A mata ciliar é escassa exceto após a cachoeira.

Para se chegar ao Rio São Jorge, você deverá seguir a estrada para os Alagados e percorrer uns 8 Km. Colocamos abaixo um simples mapa da região do Rio São Jorge, que indica alguns pontos interessantes. Siga a legenda para que você possa localizar-se. Bom passeio, amigo !!!





1- Neste morro você encontrará uma trilha bem legal para seguir. Alguns lugares são um pouco perigosos, deve-se ter muito cuidado. Duas pequenas cavernas poderão ser encontradas. Outra opção de caminhada é seguir o rio, após a cachoeira. Aqui existem algumas áreas possíveis de se acampar. Vale a pena conhecer.

2- Demarcamos aqui a cachoeira do Rio São Jorge.

3- É neste capão que muitos costumam acampar.

4- Indica uma pequena represa.

5- Representa o bar. Muitos acampam aqui nas proximidades.

6- Encontramos neste local uma fenda, de onde nasce um córrego que irá alimentar o Rio São Jorge. É bem interessante.

7- Mostra um outro capão, onde você poderá seguir um córrego. É um decida (ou subida) emocionante.

8- Siga este outro córrego e encontre a sua nascente. Aqui é um local bem alto e lhe proporcionará uma visão da região dos Alagados, de um lado, e da cidade de Ponta Grossa, do outro lado.

9- Demarca a Ponte do Rio São Jorge. Muitos gostam de passar seu dia aqui.

10- Aqui ficam as casas particulares. Infelizmente, é proibida a entrada.




Fotos do Rio São Jorge

Contos e Causos