Esta é uma página que faz uma apologia ao amor, ao grande amor que é a motivação de minha vida e companheiro ao longo de minhas muitas vidas... Este amor está personalizado em minha querida esposa.   

Esta história vem de um lugar chamado "Flor do Vale"  (Ipauçu) e continua, atualmente em outro, que se chama "Primavera". Realmente, de lá até aqui a vida tem sido como a  estação, de tal modo que a Primavera continua em sua exuberância. Pretendo contá-la nesta página e lentamente irei introduzindo algumas passagens históricas, cronologicamente...

Na década de 70 reencontrei-a nesta vida e, logo, despertaram em mim sentimentos que estavam adormecidos. Daí para a lenta reconstrução de uma convivência mais estreita foi questão de tempo...Tínhamos 13 anos e já a consciência do reencontro...

Teve reinicio uma história de amor que propunha cumprir os sonhos planejados em conjunto no Plano Espiritual...

 

Adolescência, maturidade, foram fortalecendo o amor que alicerçava propostas de renovação e aprendizado...

Momento mágicos serviram de fortalecimento para construir o que viria a seguir... Em 1970 reencontrei-a nesta nova encarnação, e o reconhecimento foi imediato na forma de "É ela! É ele!" . A partir daí nossa vida foi retomando os propósitos de ambos antes de rencarnarmos...Adaptação a nova época, às circunstâncias, tudo serviu para, cada vez mais, aumentar nosso amor, nossos propósitos.

 Desde então tínhamos uma só meta: Formar um Lar e nele receber aqueles que estavam preparados para vir: nossos filhos! Em meio a surpresa de todos, tão logo tivemos condições, iniciamos nossa vida, simples, mas repleta de felicidade... Os longos anos de namoro foram um recordar de intenções e sonhos que juntos almejávamos.

Na humilde casa do lago, tivemos um período mágico que nos fortaleceu para o início do que estava a nossa frente: lutas para realizar nossos ideais em meio as adversidades que a vida na Terra propõe. Nossa determinação sempre foi fortalecida pelos Amigos "Invisíveis" que nunca nos faltaram nos momentos difíceis. Erámos dois jovens que na Terra, iniciavam uma longa caminhada, sabendo o que queriam...

E vieram os filhos...Espíritos queridos que partilhariam nossa existência acrescentando experiência e felicidade em todos os momentos. Novos rumos se desenhariam a nossa frente...Mudanças que proporiam momentos de amadurecimento e engajamento a tarefas já assumidas anteriormente...

Mudança de local para a concretização dessas tarefas...Assim iniciávamos nova etapa onde as alegrias se mesclavam as dificuldades terrenas que restabeleceriam a essa existência o valor que somente a eternidade de um amor verdadeiro pode proporcionar.

"Alma gêmea da minha alma,

 Flor de luz da minha vida,

Sublime estrela caída

Das belezas da amplidão!...

Quando eu errava no mundo

 Triste e só, no meu caminho,

Chegaste, devagarinho,

 E encheste-me o coração.

Vinhas na benção dos deuses,

 Na divina claridade,

 Tecer-me a felicidade,

 Em sorrisos de esplendor!...

És meu tesouro infinito,

Juro-te eterna aliança,

 Porque eu sou tua esperança,

Como és todo o meu amor!"

(de Públio Lentulus a Lívia, sua esposa, do livro "Há 2000 anos",

do Espírito Emmanuel, psicografia de Chico Xavier) 

Este site está em construção...permanente...

1 1