O HOMEM E O TEMPO...
                                  Segundo a paleontologia, a vida vegetal e animal existem desde quatro bilhões e meio de anos, depois de uma série fantástica de interações, mutações de inúmeras espécies unicelulares até chegar às espécies multicelulares vegetais e animais... Já a existência e a evolução da espécie humana, do homo erectus até homo sapiens, se deu há um milhão de anos. É importante mencionar, que segundo teorias antropológicas, o homem antes de ser ereto, era quadrúpede. Pois, tinha quatro pés e possuía até mesmo rabo.
                                      Como se vê, neste tempo, o homem não se diferenciava muito do macaco, até porque, somos mamíferos primatas como eles os são. Segundo o dicionário Aurélio, os primatas são espécimes de mamíferos, que incluem os lêmures, os macacos e o homem. Os macacos são semelhantes ao homem em quase tudo, só diferenciamos deles no desenvolvimento da psique. Pois, segundo estudo da psicologia do macaco a sua psique só chega a equivaler à psique de uma criança de três anos.
                                     Agora, depois que o homem chegou ao estágio ereto, obviamente, segundo as teorias de Lamarck, embasadas na lei do uso e desuso, que diz, tudo aquilo que se usa, se desenvolve e aquilo que não se usa, se atrofia. Então, partindo desta premissa, os pés posteriores do homem quadrúpede, se transformaram o que é hoje, nos braços, antebraços e mãos do homem. Isto, devido a que os pés deixaram de ser meios de locomoção e passaram a ser usados no uso doméstico do homem na sua sobrevivência, desde a Idade da Pedra até a nossa Idade Contemporânea, principalmente, depois da fala e escrita... Já referente ao rabo, este se transformou no apêndice do homem, sem nenhuma função anatômica, pelo contrário, quando inflamada, pode causar apendicite, podendo levar o homem até a morte. 
                                      Entretanto, a ciência paleontológica não sabe precisar o local (a região), onde se deu a origem da vida, se foi no hemisfério norte ou no hemisfério sul, se numa pequena latitude ou numa grande latitude, se no oriente ou no ocidente, até porque, nesta referida origem, os continentes existentes hoje, eram um continente só, conhecido como Pangéia, continente antigo que, conforme certa teoria, era constituído pela reunião dos atuais continentes, os quais teriam surgido pela fissura do bloco original. Só depois da deriva dos continentes, que se definiu a continentalidade das Regiões do planeta Terra. Agora, provavelmente, a vida originou-se no mínimo num ambiente em que existissem calor e umidade (água), suficientemente para germinar a vida. E este ambiente,  não poderia necessariamente, estar fora dos trópicos,  mais precisamente, na faixa equatorial,  por ter um clima quente e úmido. Uma prova inconteste disto, é que a maior concentração de biodiversidade reside justamente nesta mencionada faixa equatorial, pois, à medida que  vai- se afastando da faixa equatorial em direção ao pólo norte e pólo sul, passando pelos trópicos de câncer e capricórnio e os paralelos temperados, diminui sensivelmente esta biodiversidade. E, como também o fóssil humano, que estima ser o mais velho encontrado até hoje, segundo, a arqueologia,  tem uma idade aproximada de três milhões de anos, e foi encontrado na África equatorial, na República Central Africana...Reafirmando mais uma vez, que a humanidade surgiu no continente africano.. 
                                 ...Enquanto, pelo visto, a vida, quer seja vegetal, animal, e, principalmente da espécie humana, foram germinadas entre os trópicos, na faixa equatorial....Já, entretanto, a evolução existencial das civilizações se deu fora dos trópicos, desde os primórdios da civilização humana,  passando por inúmeros Impérios...quer no passado ou na atualidade. No passado tivemos diversas civilizações, desde a Mesopotâmica,  passando pela Egípcia até a Romana,  para citar as mais importantes...
                                 ...Já na atualidade temos o Imperialismo Norte Americano, formado pelo G8, capitaneado pelos Estados Unidos da América (EUA), e mais Inglaterra, Alemanha, França, Itália, Canadá, Japão e Rússia. É bom ressaltar, que todas essas civilizações e as oito Potências econômicas citadas anteriormente, ficavam e ficam, sem exceção, em regiões de climas frios. Já os países de menores índices de desenvolvimento humano, como por exemplo: Gabão, Quênia, Somália, Uganda e Congo, entre muito outros, e se encontram localizados dentro da faixa equatorial, países esses de climas quentes e úmidos e, conseqüentemente, com terras férteis,   propícias a terem pelo menos, suas agriculturas desenvolvidas, e no entanto, não as tem. Sendo, países de verdadeiras miserabilidades.
                                    Não indo muito longe no tempo e no espaço, cito o caso do Brasil, onde a Região Norte, localizada entre os trópicos, em plena faixa equatorial, tendo um clima quente e úmido, onde o Estado do Amazonas é o maior e mais importante, pois, concentra 13% de toda água doce fluvial do mundo, quase totalmente banhado por água. Porém, é gritante seu subdesenvolvimento. Já as regiões Sul e o Sudeste Meridional, sendo representada por são Paulo, são regiões subtropicais, por se localizarem fora dos trópicos, tendo as mesmas regiões, climas mais amenos, no entanto, são regiões desenvolvidas. Deve-se salientar também, que o desenvolvimento dessas regiões Sul e Sudeste Meridional, não foi só essencialmente, devido sua localização geográfica, mas, sobretudo de suas colônias migratórias vindas da Europa, como, italianos, alemães, polonês, portugueses, entre outros, vindos desde o inicio e durante o século passado, ou seja, no séc. XX.
                                      
                                         Já a América Espanhola, desde do México na América do Norte até a Argentina na América do Sul, que tiveram uma só colonização, ou seja, a espanhola, conhecida pela América Latina. Pois, coincidente ou não, os países latinos americanos com melhores índices de desenvolvimento humano, são notadamente, México e Argentina, e são, países esses localizados fora dos trópicos. Enquanto que a Colômbia e a Venezuela, são os países latinos americanos de piores índices de desenvolvimento humano, e são localizados entre os trópicos em plena faixa equatorial. Já que estamos falando das Américas, merece destacar as civilizações Incas e Maias, que habitaram os trópicos Sul-americanos, entre os séc.III e XIII,  precisamente nos Andes Peruano. Talvez, essas civilizações (Incas e Maias), se  desenvolveram nos Andes Peruano, devido à Cordilheira dos Andes, lhe oferecer condições mais amenas para suas subsistências. Na atualidade, deve-se destacar também, o país da Suíça, por deter o melhor índice de civilidade da humanidade contemporânea. Talvez, devido a Suíça localizasse numa região de clima temperado, está bem próximo do circulo polar ártico e finalmente ser predominante favorecida pelo um clima mais ameno dos Alpes suíços.         
                                       Agora, como explicar que a vida vegetal, animal e principalmente a humana, tiveram origem, provavelmente, entre os trópicos (na faixa equatorial), enquanto que a evolução das civilizações passadas e desenvolvimento de todas as potências mundiais existentes hoje, ocorreu e se evoluíram fora dos trópicos e todos os países mais pobres do mundo, se localizam justamente dentro dos trópicos? No meu ponto de vista, não tem outra explicação, a não ser que foram os climas mais amenos das regiões temperadas e de altitudes, determinantes das evoluções de todas as civilizações mais desenvolvidas, desde as civilizações mais antigas até a nossa idade contemporânea.                                  
 
 
                                                    Do autor:
                                      Pedro Severino de Sousa 

                                                            

 

 

                                                                         

 


 

 

1