PERGUNTAS FEITAS COM FREQUÊNCIA

04. QUAIS AS SÉRIES ESCRITAS POR MOORE QUE FICARAM INACABADAS?

As mais importantes: Big Numbers, Lost Girls (Meninas Perdidas), 1963, e Twilight of the Superheroes (Crepúsculo dos Super-herois)

Há, tambem, a minissérie sobre o Mundo Bizarro escrita por Alan Moore com arte de Kevin O'Neil que fracassou depois que a revista Man of Steel foi cancelada em 86.

Havia a edição one-shot dos Minutemen (de Watchmen) que nunca foi publicada. Embora Moore não tenha mais contato com Miracleman, a série ainda não estará completa sem que tenha o último storyline de Moore.

A série de Nightjar, com Bryan Talbot iria aparecer na Warrior Magazine. Para saber mais sobre esta série, confira no Fã-clube exclusivo de Bryan Talbot.

A série A Balada de Halo Jones que apareceu em 2000 D.C. foi destinada a ser uma série mais longa.

Moore também propôs uma série de Juiz Dredd e Batman, com arte de Brian Bolland.

Lux Brevis, uma série de ficção científica programada para acontecer em 6 capítulos de 8 páginas cada, por Moore e John Totleben.

Uma antologia sem título de Fantagraphics, com histórias diferentes de Moore a cada mês, junto com a arte de artistas diferentes. As primeiras duas edições eram uma sátira de duas partes sobre a indústria de Quadrinhos chamada Convention Tension, sobre uma convenção de quadrinhos. A segunda história seria uma biografia de Aubrey Beardsley.

Em uma entrevista publicada em The Comics Journal #93, Moore mencionou ter submetido propostas de histórias para DC sobre J'onn J'onzz (Ajax, o Marciano), Os Homens de Metal e Os Desafiadores do Desconhecido. Na mesma entrevista há também uma menção de uma história de 3 partes do Superman e Lois Lane que também nunca decolou.

A dupla Mister Monster e Monstro do Pantano.

Uma série de Tommy Tomorrow, com Dave Gibbons. Moore preparou mais histórias de Warpsmith (das páginas da Warrior Magazine).

Moore teve idéias para seguir adiante com a história Captain Airstrip-One, retratando o Capitão Empire e a Capitã Albion (personagens coadjuvantes das histórias do Capitão Bretanha escritas por Moore).

E finalmente, Depois de 300, a história de Cerebus que Moore iria fazer com Steve Bissette & John Totleben. Inicialmente concebida quando Dave Sim pensou que pudesse fazer um segundo título com Cerebus, que enfocasse o passado de Cerebus que mostraria colaborações de Sim com outros criadores, além de histórias feitas inteiramente por outros artistas. 300 seria feita após a 300º edição de Cerebus, e teria mostrado um Cerebus zumbi que volta dos mortos.

Voltar


 
 
 
1 1