ANOTAÇÕES

As Aventuras da Liga Extraordinária

Por Jess Nevins (jjnevins@ix.netcom.com)

Esse texto é divulgado com a permissão do Autor. Thanks, Jess!


Capítulo II: Fantasmas & Milagres

Página 45, quadrinho 4

Estes objetos são referências à Viagem ao Centro da Terra (1864), de Júlio Verne. Neste livro, um professor alemão, Otto Lidenbrock, achou um livro pertencente a um alquimista islandês do século XVI, Arne Saknussemm (cujo nome é parcialmente visível na placa abaixo do objeto no topo do quadrinho); Saknussemm declarou ter viajado ao centro da Terra. Intrigado, Lidenbrock seguiu o caminho de Saknussemm, usando as marcas A.S. (como é visto no centro do objeto no topo do quadrinho) para guiá-lo. Entre as outras coisas que Lidenbrock encontrou, havia um mar subterrâneo, o mar de Lidenbrock na placa abaixo do ichthyosauro, além de vários animais pré-históricos.


Página 46, quadrinho 2

Professor Selwyn Cavor é uma personagem de Da Terra à Lua (1901), de H. G. Wells. Cavor, o inventor de um material anti-gravitacional chamado cavorita, é descrito no romance como um homenzinho gorducho, com pernas curtas e um ar desengonçado, que achava adequado vestir sua extraordinária mente com um boné de cricket, um sobretudo, um calção de ciclismo folgado preso um pouco abaixo dos joelhos e meias compridas. No romance, Cavor e seu amigo, Sr. Bedford, viajam à lua.


Página 47, quadrinho 1

Moore, tenho certeza, sabe disso, mas a idéia de que a Inglaterra poderia estar sujeitada a um bombardeio aéreo com explosivos não era inconcebível para os ingleses vitorianos; o caso era completamente inverso: bombardeios aéreos eram recorrentes na ficção científica britânica da era vitoriana, bem como na ficção científica americana da época.

Capitão Mors é o herói de Der Luftpirat und Sein Lenkbares Luftschiff (literalmente, O Pirata Aéreo e Seu Aeróstato Navegável) uma série de livros populares alemães, também conhecida como Kapitan Mors der Luftpirat (Capitão Mors, O Pirata Aéreo) como era mais conhecida em sua época. O nome do criador do Capitão Mors é desconhecido, mas é provável que os mais famosos escritores de ficção científica alemã dessa época, como Oskar Hoffman, pudessem estar envolvidos na criação de suas histórias; é creditado a Frank Astor a realização de pelo menos dois romances com a personagem. Mors, o Homem com a Máscara, é uma personagem ao estilo do Capitão Nemo - evitando o gênero humano com uma tripulação de indianos e envolvido em uma prolongada luta contra o mal, tanto na Terra quanto em Vênus, Marte e o resto do sistema solar.


Página 47, quadrinho 2

Aparentemente Mina e os demais não são a primeira Liga formada pelo serviço secreto britânico; Moore disse em entrevistas que ele planeja fazer futuras séries da Liga usando grupos anteriores, e, presumivelmente, este grupo de personagens é um deles. Os membros desta versão anterior da Liga são, de esquerda para à direita:

Lemuel Gulliver, o viajante e explorador de As Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift. De acordo com a cronologia de As Viagens..., Gulliver teria 127 anos neste retrato. Observe a presença, aos pés de Lemuel, de um boi (ou vaca) Liliputiano, que ele trouxe de sua primeira viagem.

Sr. & Sra. P. Blakeny, também conhecidos como Senhor Percy Blakeney e Senhora Marguerite Blakeney, o herói e sua esposa de The Scarlet Pimpernel (O Pimpernel Escarlate) de 1905 e sua dez sequências, escritas pela Baronesa Emmuska. O Pimpernel Escarlate era uma espécie de Zorro arrojado dos tempos da Revolução Francesa e inimigo de Robespierre. Na verdade, eles deveriam ser chamados de Senhor Percival e Senhora Blakeney. Senhora Margeurite Blakeney era conhecida em toda sociedade como A mulher mais inteligente da Europa, fato que poderia ajudar a explicar o seu lugar na Liga, e a faz mais do que simplesmente a esposa do Pimpernel Escarlate. O Pimpernell tornou-se poemas heróicos como resultado do Terror de 1792, e que ele se casou com a Senhora Blakeney ou em 1790 ou 1791, que faria da presença deles aqui uma incongruência.

Reverendo Dr. Syn, de Doctor Syn (Doutor Syn) de 1915 e sua seis sequências, escritas por Russell Thorndike. Syn, o vigário de Dymchurch por volta do fim do século XVIII, também foi o notório pirata e contrabandista Capitão Clegg, vulgo O Espantalho.

Madame Hill é a obscena heroína de Fanny Hill, Or Memoirs of a Woman of Pleasure (Fanny Hill, Ou Memórias de uma Mulher de Prazer), de 1749, romance pornográfica escrito por John Cleland (parece que é habito o serviço secreto britânico empregar mulheres caídas em desgraça). Essa sua imagem é uma mulher muito jovem para quem deveria estar com sessenta anos.

N. Bumpo é Natty Bumppo, também conhecido como Hawkeye (Olhos de Falcão), também conhecido como Leatherstocking (Meias de Couro), de James Fennimore. Dos livros de Leatherstocking, o mais famoso é The Last of the Mohicans (O Último do Moicanos), de 1826.

Casa Montagu, escrito no final do rótulo, foi uma mansão do século XVII. Posteriormente, o museu britânico foi construido em seu lugar.

Isso parece ser mais uma fotografia do que uma pintura - o que seria uma incongruência, devido à data na placa. Em Giphantia (1760), um dos primeiros trabalhos de ficção proto-científica, escrito por Charles François Tiphaigne de La Roche (1729-1774), o narrador é levado por um tufão a uma outra terra que tem, entre outras coisas, um tipo de máquina fotográfica. Se Giphantia estiver inserida na continuidade do mundo da Liga, poderia explicar essa fotografia.


Página 47, quadrinhos 3 e 4

O lider militar do Oriente, referido por Bond, é o insidioso Dr. Fu Manchu. Fu Manchu foi criado por Sax Rohmer e primeiro apareceu em uma série de histórias curtas de 1912, que foram reunidas, em 1913, como um romance chamado The Mystery of Dr. Fu Manchu (O Mistério do Dr. Fu Manchu).


Página 47, quadrinho 4

Bond diz que Fu Manchu é considerado como o próprio Satã; A descrição de Fu Manchu feita por Nayland Smith no segundo capítulo de The Mystery of Dr. Fu Manchu é a seguinte:

Imagine um indivíduo, alto, magro e felino, de ombros largos, com sobrancelhas iguais às de Shakespeare e uma face igual à de Satanás...


Página 48

Fu Manchu, em The Mystery of Dr. Fu Manchu, tinha pelo menos uma base em Limehouse. Durante a era vitoriana, Limehouse tinha uma prospera população de imigrantes chineses. Embora o estilo do bigode visto nesta imagem de Fu Manchu (no céu) seja tão relacionado com essa personagem a ponto de ser identificado como bigodes de Manchu Fu, nos romances de Sax Rohmer ele nunca é descrito como tendo bigodes.

N. do T.: É uma informação que não tenho certeza, mas que gostaria que alguém pudesse me informar, mas tanto em As Aventuras da Liga Extraordinária quanto nas atuais aventuras do Mestre do Kung Fu da Marvel, o nome Fu Machu (que seria o pai do Mestre do Kung Fu) não é pronunciado nem mesmo uma vez, diferentemente das antigas histórias do Mestre do Kung Fu. Será isso um reflexo de algum impedimento jurídico por parte de um provável dono do copyright dos romances de Sax Rohmer, ou o quê? Os direitos autorais desses romances já não estariam expirados?

Agradecimentos sinceros a todas as pessoas que colaboraram na realização destas anotações: Zimrah Ahmed; Pierce Askegren; Sean Barry; Jerry Boyajian; Mark Cannon; Mark Coale, as always; Steven Costa; David Crowe; Chris Davies; Dr. Argent; Duggy Dug; James Enelow; Frederic Ferro; Carl Fink; Steven Flanagan; Joe Gallagher; Sgarre; Stephen Geigen-Miller; Nat Gertler; Gillman; Joe Gottman; Greg; Peter Hardy; Fiona Harvey; David Hollander; Andrew Johnston; Stephen Johnston; Keith Kole; Kathy Li; Myles Lobdell; Dwayne Macduffie(!); Andrew McLean; Marcia/KingMobUK; Emilio Martin; Jon Meltzer; Joe Pacheco; tphile; T.E. Pouncey; Charles Prepolec; Eric R.; Jess Ray; Giles Robinson; SRoweCanoe; Alan Sinder; Geoffrey Tolle; Jason Tondro; Steve Trout; Todd VerBeek; S. Wayment e R. Winninger.


INÍCIO ------------- VOLTAR ------------- CAPÍTULO III

 

 

 
 
 
1 1