Sou Alda Inacio

Nasci em Porto Alegre e fui registrada em Esteio em 05/12/1952; o erro foi do escrivão, assim, sou cidadã Portoalegrense e Esteiense, dupla cidadania e gosto disto. Mas fui criada em Sapucaia do Sul, ali na rua do cemitério.

Quando disse à minha mãe "vou entrar no ginásio" apanhei tanto que o vizinho, seu André, teve dó de mim e ofereceu pagar todos os meus estudos. Quando meu primeiro filho nasceu, eu o Chamei André, o nome mais bonito que Deus criou.

Fiz meus estudos primários e secundários no Ginásio Estadual Ruben Darío, em Sapucaia do Sul. Nesta época eu era tão pobre quanto boa na corrida dos cem metros. Mas no dia da competição entre escolas, ali no Ruben Darío, fazia três dias que não comia nada e me sentia leve como uma pluma. Eu não participei da prova, nem apareci na escola.

Gostava era de de ficar na Biblioteca lendo tudo que aparecia pela frente. Meus alimentos eram os livros e para quem se nutre de livros, pra que serve feijão e arroz?

Um dia, aos 18 anos, alguém me pagou para ir a São Paulo fazer uma compra de enchoval, passagem só de ida. Eu tinha que me virar com a passagem de volta. Uma amiga havia partido para Sampa e me escrevera. Só que não deu para achar a amiga e nem a polícia podia me ajudar a voltar pra casa. Então fui ficando ali em São Paulo e quando vi estava casada e com quatro filhos. Já haviam se passado 19 anos.

A literatura viveu cada dia do meu lado me fazendo crer que sua companhia seria eterna. Escrevi poesias, contos e romances; vi nas minhas andanças o lado avesso da vida, nas experiências com cada vivente que cruzou o meu caminho. E de tanto ver sofrer tanta criança neste mundo de meu deus, acabei virando combatente ferrenha contra a pedofilia.

Um dia mudei de São Paulo para Goiânia. Ali virei cronista, ganhei premios de litaratura, virei professora e diretora organizadora do Colégio Estadual Juvenal José Pedroso.

Em 1997, parti do Brasil para viver na cidade de Bruxelas, na Bélgica e ali estudei filosofia na ULB. Retornei à Goiânia e organizei em 2003 o primeiro Café Filosófico de Goiânia. Mas a esta altura da vida eu já era cidadã do mundo e havia espalhado as minha raízes: Porto Alegre, Esteio, Sapucaia, São Paulo, Goiânia, Bruxelas....

Em 2005 retornei para a Bélgica e na cidade de Bruxelas, entre muitas atividades sou colunista do jornal ABC classificados.

Livros:
Caminhos da filosofia popular
(filosofia)
  • Entre o real e o imaginário - as criaturas(romance filosófico)
  • Vou, venço e volto(romance)

  • Criadora dos sites:
    Pedofilia não
    Oksite - Hospedagem gratuita






    1