Consultoria e Suporte  JVO

  ADSL

  pppop

Faça sua rede

  Sua Velocidade

Virus

  XP

  Linux

Downloads

Real Player

E-mail

Conectiva   Mandrake   Redhat    SuporteAvançado   Cisco   Certificação/MCP/MCSE

 Opera   |   Netscape 7.0  |  Explore 6    Segurança  |  Dica 1  |  Dica 2  |  Apostila DOS  |  Confira sua segurança

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Montando uma rede ponto a ponto com compartilhamento de banda larga

Você tem dois micros em casa e decide montar uma rede para que as duas máquinas possam trocar informações. Como uma delas está plugada à internet por uma conexão de banda larga, você decide também compartilhar esse acesso. Para executar essas tarefas, você precisa ter duas placas de rede - uma para cada micro - e um cabo cross. Esses elementos permitem montar uma rede Ethernet na configuração mais simples e mais barata possível e também cria a base física para compartilhar a conexão. Além desses itens de hardware, também é necessário instalar um firewall. Esse programa cria uma barreira que mantém a rede doméstica isolada da rede externa. É preciso, ainda, ter em mãos o CD de instalação do Windows.


Em nossa instalação, usamos placas 3Com EtherLink 10/100, que podem ser adquiridas no mercado por preços em torno de 120 reais. Quanto ao cabo cross, você pode adquiri-lo em lojas de informática. O programa de firewall utilizado é o ZoneAlarm Pro, da Zone Labs. Um detalhe: a versão ZoneAlarm (sem Pro) é gratuita para pessoas físicas, escolas e entidades sem fins lucrativos, mas funciona somente em micros isolados. Não permite, portanto, o compartilhamento de acesso à web. Nos dois micros (um Pentium III de 1000 MHz e um Pentium III de 450 MHz, ambos com 128 MB de memória) usamos o sistema operacional Windows 98 SE, que é ainda a versão do Windows mais utilizada. No Windows Me, os procedimentos são idênticos. A essa rede também foi conectada uma impressora HP DeskJet 890c, ligada ao PC mais rápido.


Primeiro, vamos montar a estrutura física da rede. Comecemos pelo micro que já está ligado à internet com a conexão de banda larga -modem a cabo do Ajato. Esse micro já tem uma placa de rede, que é utilizada na conexão de banda larga. Agora, vamos instalar outra, para ligá-lo à rede local. Clique com o botão direito no item Meu Computador e acione Propriedades. Em seguida, clique na orelha Gerenciador de Dispositivos. No item Adaptadores de Rede, veja qual é a placa de rede já presente no PC. Selecione essa placa e clique no botão Propriedades para ver mais detalhes sobre o nome dela. Anote-o. Clique na orelha Recursos e anote também o número do pedido de interrupção (IRQ) utilizado pelo dispositivo. Essas anotações serão importantes mais tarde para facilitar a identificação das duas placas, em especial se a nova interface de rede for idêntica à já existente.


Agora, desligue o micro, abra o gabinete e encaixe uma das placas de rede num slot livre. Ao reiniciar a máquina, o Windows detectará a presença do novo hardware. Se o sistema operacional tiver o driver dessa placa, pedirá o CD de instalação do Windows. Caso contrário, coloque no drive o CD que acompanha a placa e indique ao Windows que o driver está ali. Esse mesmo procedimento deve ser feito no segundo micro. Instaladas as duas placas, ligue-as entre si com o cabo de rede. Fisicamente, a rede está pronta. Mas ainda é preciso fazer algumas configurações para que ela funcione. Primeiro, vamos identificar as novas placas de rede. No micro que tem a conexão com a web, vá ao Painel de Controle e ative o item Rede (ou, na área de trabalho, clique com o botão direito em Ambiente de Rede e escolha Propriedades). Selecione, na lista de componentes de rede, a linha que começa com "TCP/IP ->" e indica o nome da placa recém-instalada (há outra linha, idêntica, com o nome daquela que faz a conexão com a internet). Clique no botão Propriedades e, na orelha Endereço IP, marque a opção Especificar um Endereço IP. Agora, em Endereço, digite192.168.0.1 e, na caixa Máscara de Sub-Rede, 255.255.255.0. Repita esta mesma operação no segundo micro. A única diferença é que nele o endereço IP deve ser 192.168.0.2. Agora, a rede ainda não está disponível, mas já deve existir um reconhecimento básico entre os dois PCs. Se, nos dois micros, você abrir a janela do DOS e digitar


ping 192.168.0.x


receberá mensagens positivas. Isso significa que uma máquina está efetivamente ligada à outra. O "x", acima, no comando ping, deve ser, é claro, o número IP do outro PC.


Mas as redes Windows desse tipo só funcionam mesmo depois que se ativa a capacidade de compartilhar informações. Para isso, vá ao Painel de Controle, abra o item Rede e clique no botão Compartilhamento de Arquivos e Impressoras. Na tela que se abre, marque uma ou as duas caixas que têm por legendas "Desejo que outros usuários tenham acesso a meus arquivos" e "Desejo que outros usuários tenham acesso a minha(s) impressora(s)". O compartilhamento está ativado. Falta, apenas, você definir quais recursos de cada máquina serão franqueados à outra. Conforme as escolhas ativadas no compartilhamento, você pode franquear unidades de disco inteiras, diretórios e impressoras. Para isso, abra o Windows Explorer e clique com o botão direito no item desejado e escolha Compartilhamento. Na tela seguinte, escolha a opção Compartilhar Esta Pasta (ou Impressora). A opção-padrão é o compartilhamento completo. Ou seja, quem faz o acesso remoto tem direitos totais: ler, modificar e apagar arquivos. Há ainda as opções Somente Leitura ou Depende de Senha.


É fácil reconhecer, na própria máquina, os recursos que estão compartilhados: os ícones deles passam a exibir uma pequena mão. No outro micro, os recursos tornam-se visíveis no Windows Explorer, no diretório Ambiente de Rede.


Até o momento, montamos uma rede ponto a ponto com os dois micros. O próximo passo é partilhar entre eles o acesso à internet e proteger a rede doméstica dos ataques de hackers. Passe ao micro equipado com as duas placas de rede. No Painel de Controle, abra a opção Adicionar ou Remover Programas e ponha em destaque a orelha Instalação do Windows. No grupo Ferramentas para a Internet, marque a linha Internet Connection Sharing. Entra em ação um assistente, que vai lhe pedir para indicar qual placa de rede está associada à rede externa e qual liga o micro à rede local. Se as duas placas forem de fabricantes e modelos diferentes, não há dúvida. No entanto, se elas forem iguais, você pode cometer erros. Mas não se assuste, pois esse tipo de erro não causa nenhum desastre: simplesmente impede o compartilhamento até que a correção seja feita.


No final, o assistente de instalação do Internet Connection Sharing pede que você coloque um disquete no drive. Ele copia para o disquete o programa Icsclset.exe, que deve ser executado na máquina cliente da rede - a que não está ligada diretamente à internet. Instalado o ICS, as duas placas vão aparecer identificadas no item Rede, do Painel de Controle. O componente ligado à internet vai ser marcado como Compartilhado e o outro como Local. Exemplo:


TCP/IP (Compartilhado) -> Nome da placa 1

TCP/IP (Local) -> Nome da placa 2


Agora, chega o momento de instalar o firewall. Execute o arquivo do ZoneAlarm Pro no micro principal, e somente nele. O programa ancora um ícone na bandeja do sistema - área da barra de ferramentas junto ao relógio. Clique nesse ícone para configurá-lo. Na tela principal, clique no botão Security e, depois, em Advanced. Na orelha General, escolha a opção "This computer is an ICS gateway" e, na caixa Local Address, escolha (ou digite) o número da placa de interface com a rede local: 192.168.0.1. Clique em OK. Esses são os requisitos mínimos para o ZoneAlarm na máquina que vai funcionar como um gateway - ou seja, um portão entre a rede local e a internet.


Ainda na tela Advanced Security Properties, passe para a orelha Internet Zone Custom Settings. Lá, certifique-se de que estão marcadas as opções Allow outgoing DNS e Allow outgoing DHCP. Agora, na orelha Local Zone Contents, clique em Add e, no menu, escolha Adapter Subnets. Nas três caixas da tela que surgem, escreva "Este micro" (ou outra indicação), o número IP da máquina (192.168.0.1) e a máscara de sub-rede (255.255.255.0). Se o gateway está ligado a uma impressora que vai ser compartilhada, desative a função Automatic Lock, do ZoneAlarm, no painel Lock. Se esse recurso estiver ligado, a outra máquina não poderá acessar essa impressora.


Agora, as configurações finais, que devem ser feitas no cliente. Na área de trabalho, clique com o botão direito em Ambiente de Rede e escolha Propriedades. Traga para o primeiro plano a orelha Endereço IP e nela clique na opção "Obter um endereço IP automaticamente". Na orelha Configuração WINS, clique em Utilizar DHCP para Resolução WINS. Na orelha Gateway, remova todos os gateways, se houver algum instalado. Por fim, na orelha Configuração DNS, clique em Desativar DNS.


O último toque na rede Windows foi a instalação do antivírus Panda Platinum 6.0. Agregado aos dois micros, o programa não mostrou incompatibilidade com o ZoneAlarm nem interferiu no funcionamento da rede ou no compartilhamento da conexão à internet.

-----------------------------------------------------------------------------

Montando uma rede Ethernet com switch com até cinco micros

A tecnologia Ethernet, criada nos anos 70, é, de longe, a mais usada tanto em redes domésticas como empresariais. Há boas razões para isso. Aperfeiçoada ao longo de três décadas, ela é, hoje, veloz, confiável e relativamente barata. Nesta rede, o INFOLAB empregou um switch OfficeConnect 5, da 3Com, para conectar três micros numa rede Ethernet. Esse chaveador para até cinco computadores aceita conexões a 10 ou 100 Mbps. É uma boa opção para uma pequena rede.


Os micros usados pelo INFOLAB foram um Pentium 4 de 1,7 GHz com 256 MB de memória e Windows XP, um Pentium III de 1 GHz com 128 MB de memória e Windows 98 e um Pentium II de 333 MHz também com 128 MB de memória e Windows 98. Os três micros já tinham interfaces Ethernet e o PC com Pentium 4 estava ligado a um cable modem para acesso à internet. O INFOLAB conectou também uma impressora DeskJet 930, da HP, a esse micro.


Na comunicação entre os micros, o INFOLAB verificou que as taxas de transferência são normalmente superiores a 70 Mb/s. Em algumas situações, a velocidade chega a passar de 90 Mb/s. O acesso à internet compartilhado funcionou muito bem para navegação e streaming. Quando os três micros fazem download ao mesmo tempo, a distribuição de banda é irregular, como nas redes sem fio.


Cabeamento


Nesse tipo de rede, a maior dificuldade é, muitas vezes, estender os cabos pela casa ou pelo escritório. O cabo UTP é comprado por metro. Para que possa ser passado por condutores embutidos na parede, deve ser adquirido sem os conectores. Com o cabo já em seu lugar definitivo, o conector RJ-45 é acrescentado com a ajuda de um alicate próprio. Quando a instalação vai ser feita externamente, sem passagem por condutores, o cabo pode ser comprado já com os conectores.


Começamos a montagem acrescentando uma segunda placa Ethernet ao PC com Pentium 4. Essa nova placa vai ser usada para conectar o micro ao switch, enquanto a primeira permanece ligada ao cable modem. Durante toda a montagem da rede, é preciso ter os CDs de instalação do sistema operacional à mão, já que eles serão necessários para a instalação dos drivers. Desligamos o PC, abrimos o gabinete, encaixamos a placa num conector PCI e apertamos o parafuso de fixação. Ao ligar a máquina, o Windows XP faz a instalação do driver adequado. Em seguida, acoplamos os cabos que conectam cada um dos micros ao switch e ligamos o aparelho. As luzes no painel do switch devem se acender indicando que as conexões foram estabelecidas.


Windows XP


Vamos, agora, configurar o Windows XP no PC com Pentium 4. Como esse micro estava ligado à internet, ele já tem o protocolo TCP/IP instalado. Vamos atribuir um endereço IP fixo à placa da rede local e ativar o compartilhamento de arquivos e impressoras. Para isso, é necessário que você faça o Login no Windows XP como administrador. Em seguida, abra o Painel de Controle e clique em Conexões de Rede. Clique com o botão direito na conexão com a rede local (não a do cable modem). Em geral, ela vai ser a última da lista, já que você acabou de instalá-la. Escolha Propriedades e selecione o protocolo TCP/IP. Clique em Propriedades e assinale a opção de especificar um endereço IP. Digite 192.168.0.1 e clique em OK. O micro precisará ser reiniciado.


Vamos, então, ativar o compartilhamento de arquivos e impressoras. No Explorer, clicamos com o botão direito na pasta que queremos compartilhar e escolhemos Compartilhamento. Assinalamos, então, a opção de compartilhar a pasta e clicamos em OK. Depois, clicamos em Iniciar/Impressoras e Fax. Clicamos no ícone da impressora com o botão direito e escolhemos Compartilhamento. Basta, então, assinalar a opção de compartilhar a impressora e clicar OK.


Windows 98


Para configurar os micros que rodam Windows 98, abrimos o Painel de Controle e damos um duplo clique em Redes. Na aba Configuração, verifique se o protocolo TCP/IP está instalado e associado à interface Ethernet. Se não estiver, clicamos em Adicionar. Escolhemos Protocolo e clicamos novamente em Adicionar. Selecionamos o fabricante Microsoft e o protocolo TCP/IP e clicamos em OK.


Novamente na aba Configuração, veja se o Compartilhamento de Arquivos e Impressoras está instalado. Se não estiver, clique no botão correspondente a essa opção para configurá-la. Em seguida, também na aba Configurações, selecionamos o protocolo TCP/IP associado à placa de rede e clicamos em Propriedades. Escolhemos a opção de atribuir um endereço IP fixo e digitamos 192.168.0.X, onde X é um número entre 2 e 255. Esse número deve ser diferente em cada micro. Depois de clicar em OK, vai ser necessário reiniciar o PC.


Depois disso, abra o Windows Explorer e escolha a pasta ou disco que quer compartilhar com os demais micros. Clique com o botão direito e escolha Compartilhamento. Na janela que se abre, assinale Compartilhado e, se quiser, digite uma senha. Se houver uma impressora ligada ao micro e você quiser compartilhá-la, clique em Iniciar/Configurações/Impressoras. Clique com o botão direito na impressora e escolha Compartilhamento. Para instalar o driver de impressora num micro que não tem a impressora conectada diretamente, clique em Iniciar/Configurações/Impressoras e, em seguida, dê um duplo clique em Adicionar Impressora. Vá clicando em Avançar. Escolha Impressora de Rede. Quando o Windows pedir o caminho de rede, clique em Procurar. Navegue até encontrar o micro que tem a impressora, selecione-a e continue clicando em avançar.


Acesso à internet


Depois de configurar todos os micros, eles já podem trocar arquivos entre si e imprimir usando a impressora da rede. O próximo passo é ativar o firewall do Windows XP, se ele já não estiver ativo. Para isso, abra o painel de controle e clique em Conexões de Rede. Selecione a conexão usada para acesso à internet (em geral, a primeira placa de rede listada) e clique com o botão direito. Escolha Propriedades. Na aba Avançado, habilite o firewall e clique em OK. Assim, a rede ganha uma proteção básica contra eventuais invasores.


A próxima etapa é compartilhar o acesso à internet. Como estamos misturando dois sistemas operacionais diferentes na rede, vamos usar o software AnalogX Proxy para compartilhar a conexão. Assim, evitamos as incompatibilidades que existem entre o compartilhador de conexão do Windows 98 e o do XP. O AnalogX Proxy suporta navegação, download via FTP, e-mail e outros serviços usuais. Ele não é compatível com o ICQ (não suporta o protocolo UDP e inclui apenas parte do Socks 5). Mas o INFOLAB verificou que ele funciona com outros programas de mensagens instantâneas, como o MSN Messenger.


Depois de instalar o AnalogX Proxy no micro onde está ligado o cable modem, vamos configurar os demais PCs. Abrimos o Internet Explorer e clicamos em Ferramentas/Opções da internet. Na aba Conexões, clicamos em Configurações da LAN. Assinale a opção de usar um servidor proxy e também a de não usar proxy para endereços locais. Clique no botão Avançado. Especifique o endereço 192.168.0.1 para os serviços HTTP, HTTP seguro, FTP e Socks. As portas são, respectivamente, 6588, 6588, 21 e 1080. Deixe em branco a linha referente ao protocolo Gopher. Vá clicando OK para confirmar as mudanças. Essa configuração deve ser feita em cada um dos micros, exceto, é claro, naquele que está ligado ao cable modem. Depois disso, o acesso à internet já deve funcionar em todas as máquinas. Resta acrescentar o antivírus. Nesta rede, optamos pelo Norton AntiVirus, que foi instalado nos três micros.









                                         Informações retiradas da internet (info-Abril)

 

 

 

 

Segurança

Suporte

T                 Virus

Linux

Rede

Copyright © 2002 por [Suporte - JVO].
Todos os direitos reservados.

1 1