TRADEWINDS

Uma Longa Estória
"As flores que um amante de Deus colheu em seu jardim de rosas e que quis dividir com seus amigos subjugaram de tal forma sua mente por sua fragância, que caíram do seu regaço e murcharam". Poesia Sufi
UMA LONGA ESTÓRIA - Obstáculos ao Despertar de Sí Mesmo

À medida que o homem prossegue o estudo de si mesmo, vai deparar-se com obstáculos que o impedem de observar a si mesmo de forma correta.

O primeiro destes obstáculos é a IDENTIFICAÇÃO.

A identificação é um estado em que passamos quase a totalidade de nossas vidas, por isso mesmo é difícil observá-la em nós mesmos. Costumamos nos identificar com tudo que toca nossos sentidos: com o que vemos, ouvimos, tocamos etc; Trata-se de uma espécie de alheamento de si mesmo, difícil de definir. Primeiro nossa atenção é atraída para um determinado objeto ou assunto, e em seguida estamos completamente fascinados, imersos e "perdidos de nós mesmos", deixamos de existir. Muitas vezes ela é definida como interesse ou entusiasmo. Mas nesse estado de completo esquecimento de si mesmo não podemos estudar a nós mesmos. Trata-se de uma espécie profunda de sono, por isso devemos lutar contra a identificação.

Como tudo no mundo a identificação possui graus. Podemos estar mais, ou menos identificados com determinado objeto, com nossos pensamentos, sentimentos, nossa imagem de nós mesmos etc. Desta forma, podemos dizer que quanto mais consciente estivermos em um determinado momento menos identificados estaremos.

A identificação toma formas variadas. Em relação às outras pessoas com as quais nos relacionamos, ela é chamada de CONSIDERAÇÃO INTERNA. Assim chamamos de consideração interna à forma de identificação com a qual nos imaginamos perfeitos e os outros imperfeitos desta forma praticamos uma espécie de contabilidade interior na qual o débito sempre está do lado do outro - o outro não nos presta suficiente atenção ou não corresponde às nossas expectativas. Imaginamos que damos tudo de nós mesmos, e os outros nunca o fazem, e isso nos faz sentir lesados e mal pagos. A CONSIDERAÇÃO INTERNA é um segundo obstáculo à nosso estudo e trabalho interior. Contrapõe-se a CONSIDERAÇÃO EXTERNA, forma de lembrança de si em relação aos outras pessoas, na qual levamos em conta o que os outros pensam e sentem.

Um terceiro grande obstáculo ao nosso despertar é a MENTIRA, particularmente a mentira que dizemos a nós mesmos. Esta deve ser entendida como a pretensão de sabermos e falarmos de coisas que não compreendemos como se a compreendessemos. Falamos de Deus, de nós mesmos, do universo, da vida após a morte etc e acreditamos que realmente compreendemos estas coisas. Mas uma observação sincera mostra que não compreendemos tais coisas. A imagem que formamos de nós mesmos e defendemos a todo custo também é toda baseada na mentira. Imaginamos que somos seres conscientes, que podemos fazer, que temos vontade etc. enquanto isso não corresponde ao nosso ser, o que somos.

A IMAGINAÇÃO representa outro obstáculo ao despertar, particularmente a imaginação negativa. Imaginação negativa significa ficar tecendo quadros mentais de tudo de ruim que pode nos acontecer ou às outras pessoas. Boa parte de nossas emoções negativas tem como base a imaginação negativa. Ela fornece, por assim dizer o terreno adequado para a instalação da emoções negativas.

A imaginação criativa é totalmente diferente.

A EXPRESSÃO DAS EMOÇÕES NEGATIVAS representa outra barreira ao despertar. Entenda-se por emoções negativas principalmente as emoções violentas, depressivas ou desagradáveis.

O FALAR é um terrível obstáculo ao despertar. Falamos em demasia. Falamos por falar, por que alguém nos escuta. E se não temos ninguém para escutar falamos conosco mesmos. Essa tagarelice interior nos impede de ouvir, distorce idéias que ainda não compreendemos. Por isso, o silêncio é exigido nas Escolas. Aquele que não aprende a dominar sua língua não pode ser senhor de si mesmo. Em todas as escolas há exercícios sobre esta faceta de nosso ser. Em algumas delas, o silêncio absoluto como o de um anacoreta. Mas a forma mais difícil de fazer silêncio é na vida onde as condições são mais difíceis.

Todos estes traços: A identificação, a consideração interna, a mentira, a imaginação, a expressão da emoções negativas, o falar ajudam a compor o ser de um homem comum e devem ser estudados e trabalhados por quem quiser ascender seu nível de conhecimento e de ser.

Se por natureza não tiveres uma mente crítica, tua permanência aquí é inútil.
If you have not by nature a critical mind your staying here is useless