TRADEWINDS

Alegoria da Casa
"As flores que um amante de Deus colheu em seu jardim de rosas e que quis dividir com seus amigos subjugaram de tal forma sua mente por sua fragância, que caíram do seu regaço e murcharam". Poesia Sufi
Alegoria da casa

O homem se assemelha a uma grande casa com vários empregados mas que se encontra em desordem devido a ausência do AMO.

Assim, o jardineiro tenta fazer o serviço da cozinheira, para o qual não está preparado. A cozinheira faz o serviço da faxineira. A faxineira faz o serviço do estábulo e assim por diante. Em um dado momento, um dos empregados da casa percebendo a desordem resolve eleger um MORDOMO SUBSTITUTO que tentará recolocar cada empregado em sua verdadeira função.

Este MORDOMO SUBSTITUTO consegue momentaneamente por a casa em ordem até que chegue o verdadeiro MORDOMO.

Só com a presença do MORDOMO e com o seu trabalho é que a casa reassumirá a ordem necessária para a chegada do AMO.

O mesmo caminho percorre um homem em seu desenvolvimento.

No conjunto desordenado de eus que formam sua personalidade em que cada eu assume o comando temporariamente há lugar para um pequeno grupo de eus, que tem "interesses especiais" ou centro magnético formado pelas influências B. (Nessa pequeno grupo de eus que forma o seu centro magnético, o homem está liberto da lei do acidente.)

Quando um homem encontra uma escola seu centro magnético já realizou o seu trabalho que agora dará lugar à personalidade do "trabalho", que se alimentará das influências C.

Através de seus próprios esforços, depois de um tempo relativamente longo surge no homem o mordomo substituto provocando uma grande mudança de ser. Este mordomo substituto compreende e controla um número muito maior de eus do que o que formava o centro magnético. E aparece e desaparece segundo a constância e a qualidade dos esforços, nos momentos de lembrança de si mesmo.

Com a chegada do Mordomo que controla todos os grupos de eus que compõem a personalidade o homem sente o sabor temporário da realização da sua meta.

Embora também apareça momentaneamente ele dá aquela "sensação" dos momentos em que se realizam encontros extraordinários essência-a-essência com pessoas ou fenômenos da natureza, observados nos instantes mais importantes da vida, do qual a memória não esquecerá e se lembrará vivamente.

O amo é mais abrangente que o mordomo pois engloba tudo aquilo que existe no homem.

O aparecimento do mordomo substituto revela uma mudança de ser no homem para homem nº 4 que se completa com a presença do mordormo.

A presença do amo revela o nível do homem nº 5.

A analogia da casa mostra assim cinco níveis ou sentidos para a palavra "eu":

1. Múltiplos eus desordenados governados pela lei do acidente. Ausência de unidade

2. Centro magnético. Livre da lei do acidente

3. Mordomo substituto

4. Mordomo.

5. Amo. Unidade. Vontade. Consciência

continua...

Se por natureza não tiveres uma mente crítica, tua permanência aquí é inútil.
If you have not by nature a critical mind your staying here is useless