POESIAS E CONTOS
LINKS EM DESTAQUE
Yahoo!
Quem sou eu:
Ana Maria de Souza Mello
anaelyod@yahoo.com.br
Ler e escrever pode trazer muita cor a nossas vidas. Em tudo existe poesia ou algo importante para contar. E contar é uma arte natural que pode ser desenvolvida por todas as pessoas. Ler e contar torna a vida mais alegre e acrescenta uma nova energia, transforma a história do autor e do leitor.
Aqui, você que agora lê, pode acrescentar algo a sua história, a sua vida, e fazer a minha mais feliz.
Quer enviar um cartão?
HOME
No MURAL estão algumas notícias relacionadas com poesia, contos, concursos e outras novidades.
Em POESIAS e CONTOS estão algumas das minhas poesias e contos que também podem ser lidos na USINA DE LETRAS e no MAR DE POESIAS, que são links muito interessantes para quem gosta de ler e escrever.
Em POETAS estão meus poetas preferidos e suas poesias.
POESIAS DA SEMANA:
Solidão
Sombras

Suave alucinação

A rua

Assim não dá
Anjos
Viagem no tempo

Ansiedade

Desabafo

Na cidade
Ser
A volta dos bondes
Amigo
Dia de pagamento
Coisas passageiras
Beijo
Amor
Tempo

Uma porta
Tristeza
Aline
Alegria
Vida
Viagem

Da janela

Sentimentos

Filho
O homem que mente
Medo

Um minuto
Morte
Sonhar
O Bolo
Dona Nair
BOLHAS DE SABÃO
A vida e os dias
Idosos, amigos, antigos
Um dia de inverno
Nome
Palavras
Prece
Guerra
SEMPRE EM CONSTRUÇÃO
+LINKS
MURAL
POETAS
POESIAS e CONTOS
Visite minha coluna de poesias em Sortimentos.com
O teu olhar

Passam no teu olhar nobres cortejos,
Frotas, pendões ao vento sobranceiros,
Lindos versos de antigos romanceiros,
Céus do Oriente, em brasa, como beijos,


Mares onde não cabem teus desejos;
Passam no teu olhar mundos inteiros,
Todo um povo de heróis e marinheiros,
Lanças nuas em rútilos lampejos;


Passam lendas e sonhos e milagres!
Passa a Índia, a visão do Infante em Sagres,
Em centelhas de crença e de certeza!


E ao sentir-se tão grande, ao ver-te assim,
Amor, julgo trazer dentro de mim
Um pedaço da terra portuguesa!



Florbela Espanca
Eu te amo
Poesia
Meio-dia
Poeta ou poetisa
Poeta
VEREDAS - Revista Literária
Portal do novo autor
Pensando
Oficina
Círculo da vida
Perdão
Exercício
Amar
Pai
Para alguém
Livros
Lua
Biblioteca Virtual da CBJE
Lua adversa

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...


Cecília Meireles
Fragmentos

Muros castos e tristes
Cativos de si mesmos

Como criaturas que envelhecem
Sem conhecer a boca
De homens e mulheres.

Muros Escuros, tímidos:
Escorpiões de seda
No acanhado da pedra.

Há alturas soberbas
Danosas, se tocadas.
Como a tua própria boca, amor,
Quando me toca...


Hilda Hilst
Jornal Porto Alegre
Atualizada em 02/03/2004
POESIAS
Contos
LINKS EM DESTAQUE
POESIAS DA SEMANA
Nos  LINKS EM DESTAQUE   estão alguns liks que eu acho  interessantes relacionados a literatura, poesias, poetas, cultura.
Nas  POESIAS DA SEMANA a cada semana publico algumas poesias de poetas consagrados  ou quase.
Ana e os livros
Brincadeira de Criança
O trabalho em minha vida
Mini-saia
Cotidiano
Poeminhos & HAICAIS
Varredor
Coelho de Pano

Meu gato
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos
Painel Brasileiro de Novos Talentos
*
MURAL
Concursos de Poesias, Contos e Crônicas
Seletiva Nacional de Novos Poetas Brasileiros
Crônicas do cotidiano
Feira: troca de livros
Amigo

Fui roubada
Da janela
Na velhice do meu pai
Visitas desde: 04/10/02
Casa de Cultura Mário Quintana
Consumidores X Fornecedores
De carona na fama
Concurso de Haicais
Amor passarinho

Em vida de passarinho
Te amo.
És árvore frondosa,
Pedaço de pão,
Fruta doce e apetitosa,
Sol e calor,
Chuva que refresca,
Alegria ao coração.
Voas comigo para longe
Ou esperas meu regresso.
Ensinas um novo caminho
Aprendes lugares comigo.
Sou mesmo passarinho
E teu coração é gaiola
De porta sempre aberta para mim.
Ama, protege e arrola.


Ana Mello
PD - Literatura
VINÍCIUS DE MORAES
SOBRESITES - POESIA
Gabriela
Silêncio
poeta

Por mais pecadilhos
Que, acaso, você tenha,
Deus lhe dirá: venha!

Maria Seixas
1