Filtragem de Aquários


Sumário

Este artigo descreve como a filtragem pode ajudar a assegurar um aquário saudável. A primeira metade descreve o que são filtros, e como funcionam. A segunda metade avalia os diferentes tipos de filtros.

Conteúdo

1. Porque você precisa de filtragem e como funciona

2. Tipos de Filtros

1. Porque você precisa de Filtragem

Algumas vezes nós esquecemos que peixes alojados em um aquário estão confinados a uma quantidade muito pequena de água comparado com seus habitats naturais. No seu ambiente natural, as fezes dos peixes são imediatamente diluídas. Mas em um aquário, resíduos de fezes podem rapidamente se acumular para níveis tóxicos.

Estes resíduos incluem amônia liberada pelas brânquias de seus peixes, fezes de peixe, e restos de comida. A comida e as fezes também eventualmente irão se decompor, liberando amônia. Até pequenas quantidades de amônia irão matar seus peixes.

Obviamente, quanto mais fontes de resíduos de peixes, maior e mais rápido será o problema de amônia. Um tanque pequeno alimentado em abundância com muitos peixes grandes terá muito mais amônia do que um tanque grande com um peixe pequeno raramente alimentado. Mas para os dois casos você precisará de algum tipo de filtragem de aquário para controlar a amônia tóxica.

Alguns aquaristas tentam controlar os níveis de amônia exclusivamente com trocas de água. Isto é útil, mas imprático por causa da frequência e tamanho das trocas de água necessárias.

Por sorte, tem um jeito mais fácil! Na verdade, o mundo está cheio de bactérias que não querem mais nada além de consumir a amônia e convertê-la para substâncias menos tóxicas. Para muitos aquaristas, este processo ocorre sem o seu conhecimento ou ajuda. Porém, o aquarista esperto aprenderá como tirar vantagem desta bactéria benéfica com a maximização de seu crescimento.

Quando você começa um novo aquário, colônias de bactérias benéficas ainda não tiveram a chance de crescer. Por um período de várias semanas isto é perigoso para os peixes. Você deve gradualmente formar uma fonte de amônia (começe com só um ou dois peixes pequenos) para permitir tempo para as bactérias benéficas crescerem. Isto é chamado "ciclagem" do seu aquário.

Lembre-se que as bactérias decompoem a amônia para substâncias ( primeiro nitrito, e então eventualmente nitrato) que são meramente menos tóxicas, ao invés de ser não-tóxicas. Muitos peixes toleram níveis razoavelmente altos de nitratos, mas com o tempo os nitratos também se acumularão até que eles, também, fiquem tóxicos. Além disso, como o nitrato é um fertilizante, níveis altos de nitrato podem levar ao crescimento excessivo de algas.

Trocas de água

Apesar de ter muitas maneiras para remover nitrato em excesso, o modo mais efetivo é regularmente trocar uma parte da água. Isto é uma das partes mais negligênciadas e importantes da manutenção do aquário!

Com que frequência e quanto deve ser trocado depende muito da carga de detritos no seu tanque, e a sensividade dos seus peixes. Você não quer trocar TODA a água em qualquer ponto no tempo porque a mudança na química da água será muito estressante para seus peixes. A melhor maneira de decidir com que frequência e quanto trocar da água é monitorando a qualidade da sua água com testes de água. Como um mínimo, se o seu aquário é novo, você deve testar para amônia e talvez nitrito. Em aquários estabelecidos, você deve monitorar para a acumulação de nitrato. Testes de água é a maneira mais confiável para saber se a sua filtragem está funcionando bem.

Para um tanque comum, você deve trocar nada mais do que um terço da água em 24 horas. Muitos aquaristas com um aquário comum trocam um quarto da água a cada duas semanas. Seu aquário provavelmente não é comum., e você realmente deve medir os níveis de nitratos para determinar sua relação de trocas de água.

Filtragem Biológica

Filtragem biológica é o termo para o favorecimento do crescimento de bactérias neutralizantes de amônia. É tão importante para a saúde do seu aquário que nós devemos olhar como este processo funciona mais de perto. (Tem outros tipos de detritos que podem causar problemas, mas as trocas de água regulares necessárias para controlar nitratos são típicamente suficientes para controlar outras formas de detritos também.)

A Mãe Natureza provisiona vários tipos de bactérias que decompoem amônia para compostos progressivamente menos tóxicos. Primeiro, nitrosomonas decompõe amônia para nitritos. Então nitrobacter decompõe nitrito para nitrato. Estas bactérias não são prejudiciais e são muito abundantes na natureza. Eles são tão comuns que nós não precisamos adicioná-los em nossos aquários; a natureza faz isso para nós.

Na presença de amônia e oxigênio estas bactérias naturalmente se multiplicarão. As bactérias se prendem no tanque, rochas, cascalho, e até nas decorações do tanque. Note que nós ainda não dissemos nada sobre um filtro físico. Isto é porquê a filtragem biológica só requer

1. Uma superfície sobre a qual se prender,

2. amônia para comida, e

3. água rica em oxigênio

Isto parece bem simples; porquê nós precisamos de um filtro físico?

Na realidade, se você limita a quantidade de peixes para a capacidade que a filtragem biológica natural aguenta, você não precisa de um filtro físico. Infelizmente, você não pode suportar muitos peixes com só a filtragem biológica natural.

Nas últimas décadas, o hobby já viu muitos novos tipos de filtros biológicos inventados que podem aumentar vastamente a capacidade de uma colônia de bactérias de provisionar filtragem biológica para o seu aquário. Na essência, todos estes tipos de filtros provisionam áreas adicionais de superfície para o prendimento das bactérias e aumentam o oxigênio disponível dissolvido na água.

Filtragem Mecânica

Lembre que amônia vem diretamente das guelrras dos seus peixes, mas também do apodrecimento de fezes e restos de comida. Se você pode mecânicamente filtrar fora as fezes e restos de comida antes que começem a apodrecer, você pode estar um passo a frente no jogo. Sem mencionar que estes detritos são feios e podem detrair da beleza e prazer de seu aquário.

Simplesmente dito, filtragem mecânica é a coação de partículas sólidas da água do áquario. Filtragem mecânica não retira diretamente a amônia dissolvida. A maioria dos materiais filtrantes comuns de filtros mecânicos não removem bactérias e algas microscópicas da água. Nem a filtragem mecânica removerá quaisquer sólidos presos por cascalho, plantas, ou decorações.

Você precisará de outro método para remover estes resíduos sólidos dos recessos e fendas do seu aquário. Um dos métodos mais fáceis e "aspirar" o cascalho, etc., como parte da sua rotina regular de trocas de água e todo mundo deve fazer isso. (Note que aqueles aquários marinhos que usam "substratos vivos" são uma excessão.) Algumas pessoas instalam bombas de circulação, conhecidos como fazedores de ondas, para melhorar a chance de pegar resíduos sólidos no filtro mecânico.

Os quatro materiais de filtragem mecânica mais populares são esponjas, cartuchos de papel, e floss media solto e preso que são reutilizáveis em graus diferentes. Cartuchos de papel limpos tem as menores aberturas e floss preso limpo tem as maiores aberturas. Esponjas limpas e floss solto limpo caem algum lugar no meio.

Um material filtrante com aberturas pequenas pega partículas mais finas, mas fica obstruído mais rápido. Também, como regra, uma área de filtro fisícamente grande vai ficar obstruído mais lentamente do que um filtro pequeno. Quando o material filtrante vai ficando mais sujo ele pegará partículas menores e menores. Em algum ponto a o material filtrante fica tão obstruído que a água não passará.

SUMÁRIO: Um filtro mecânico bom é um que pega sólidos suficientes para manter a água cristalina sem ficar obstruído muito frequentemente.

Filtragem Química

Fitragem química, em curto, é a remoção de detritos dissolvidos na água do aquário. Detritos dissolvidos existem na água num nívem molecular, e caem em duas categorias gerais, polar e não polar. O método mais comum de filtragem química involve filtrando a água com carvão ativado por gas que funciona melhor nos detritos não polares (mas também remove detritos polares). Um outro método efetivo é o desnatador, que remove detritos polares como orgânicos dissolvidos.

Carvão ativado granulado (CAG) é manufaturado de carvão, típicamente carvão mineral esquentado na presença de vapor num calor muito forte. Este processo faz o carvão desenvolver números enormes de pequenos poros, que prendem detritos não polares nos níveis moleculares por meio de absorpção e troca de ions, e remove metais pesados e moleculas orgânicas, que são o fonte de cores e odores indesejáveis, por um processo conhecido como peneiramento molecular.

O melhor CAG para filtragem da água é feito de carvão mineral e é macroporoso (tendo poros maiores). Um bom carvão ativado macroporoso é leve (não denso) e borbulha e flutua quando inicialmente molhado. CAG intencionado para remover detritos do ar (como odores) são comunmente feitos de casca de côco e são microporosos. Carvões para filtragem de ar são mais densos.

Algumas pessoas (especialmente aquelas com aquarismo de recife de corais) estão preocupadas com o solubilização de fosfato de carvões ativados. Como regra, compre só carvões feitos por empresas reputáveis de suplementos para aquários que foram lavados com ácido durante fabricação para minimizar o conteúdo de cinzas. Carvões baixos em cinzas também ajudam a reduzir a chance de mudanças indesejáveis de pH. Carvões baixos em cinzas típicamente tem níveis de solubilização menores também.

O fosfato em CAG vem do fato que carvão ativado é fabricado de carvão mineral, que foi uma vez material vegetal vivo. Todo material vivo é alto em fosfatos. A solubilização de fosfato de CAG é conhecido de ser alto inicialmente e abaixar com o tempo. Este problema pode ser mitigado significativamente encharcando previamente seu carvão ativado por algumas semanas antes do uso.

Algumas pessoas estão preocupadas sobre CAG removendo nutrientes minerais vitais requeridos por plantas e invertebrados para o crescimento saudável. O esgotamento de nutrientes minerais vitais é um problema em aquários plantados e minirecifes, com ou sem carvão ativado. Os ganhos potenciais de carvão ativado são grandes o suficiente que no inteiro você estará melhor usando-o. Se o esgotamento de nutrientes minerais vitais é o tormento, use um suplemento de elementos vitais em conjunção com o carvão ativado.

CAG não pode ser rejuvenecido fora de um laboratório, mas felizmente, é barato o suficiente para usar liberamente. Sempre lave seu carvão antes de usar para remover o pó que acumula durante o transporte. Recomendações no quanto usar variam, mas quantidades menores trocadas mais frequentemente parecem funcionar melhor. Você provávelmente quer experimentar, mas ½ copo por 20 galões de água, trocado mensalmente é um bom começo. Em sumário, carvão ativado é um excelente, barato e efetivo método de filtragem que é altamente recomendado para toda aquaria.

Uma variedade de materiais filtrantes especiais para filtragem química foram desenvolvidos para remover químicos específicos. Um comum é um feito de argila de zeolite (também usado em algumas liteiras de gato), e é colocado no mercado abaixo de certas de marcas como "Ammo-Carb". Este material filtrante remove amônia da água, e é bom para uso de curto termo. O aquarista deve estar ciente que se zeolite é usado, especialmente quando ciclando um novo aquário, o estabelecimento de filtragem biológica natural será atrasado ou rompido.

Desnatadores são usados primáriamente em aquários de água salgada, especialmente recifes. Eles tem a notável abilidade de remover detritos orgânicos dissolvidos antes de decompor. Este processo involve tirando vantagem da natureza polar das moléculas orgânicas, que são atraídas à superfície de bolhas de ar injetadas dentro de uma coluna de água. A espuma resultante é escumada da superfície e descartada.

2. TIPOS DE FITROS

O humilde filtro de canto

Por décadas, aquaristas tem mantido peixes saudáveis com sucesso com o uso do $2.49 filtro de canto. Típicamente, eles são caixas de plástico transparente, que sentam dentro do tanque. Uma pedra porosa borbulha ar por um tubo de ar, que força a água por uma cama de esponja filtrante ou outro material filtrante mecânicamente filtrando a água. Colônias de bactérias crescem no material filtrante, provisionando filtragem biológica excelente. (É importante trocar só um pouco do material filtrante em qualquer dado tempo! Deste modo as bactérias não são exterminadas.) Hoje em dia pessoas não usam filtros de canto tanto porquê são feios , ocupam espaço no tanque, e requerem manutenção um pouco mais frequente do que outros filtros. Mas você não pode bater o preço.

Um outro uso do filtro de canto, que não é realmente igualado por outros tipos de filtro, é como um filtro de improviso de tanque de quarentena. Se você tem a necessidade de montar um outro tanque rapidamente, você pode pegar um pouco de cascalho de um tanque estabelecido e colocá-lo no filtro de canto, e imediatamente, você terá um filtro biológico funcionando. Deste modo você pode tornar um balde de 5 galões em um rápido e barato tanque de hospital/quarentena em um instante.

Filtro Biológico de Cama

Lojas de peixes comunmente vendem filtros biológicos de cama (FBC´s) para iniciantes em "kits de aquário" porquê eles são baratos, e funcionam (por algum tempo). FBC´s funcionam por lentamente passando água pelo cascalho do leito do aquário, que senta sobre uma placa perfurada. A água pode ser bombeada com uma bombinha, com bolhas de ar levantando a água num tubo vertical preso na placa do filtro. Também, algumas pessoas preferem a corrente aumentada conseguido com bombas submersas, chamadas powerheads, presos aos mesmos lift tubes.

FBC´s fazem bons filtros biológicos, porquê a corrente lenta pelo cascalho favorece o crescimento de grandes colônias de bactérias benéficas que neutralizam a amônia tóxica. O problema é que FBC´s são filtros mecânicos terríveis. Fezes de peixes são puxados fora de vista dentro do cascalho. Antes que você saiba, o cascalho fica obstruído. Você tem então uma grande sujeira e um risco à saúde de seus peixes!

Uma solução parcial a este dilema é fazer funcionar o powerhead ao revéz, mandando água para cima pelo cascalho. Esta técnica é conhecida como Filtragem Biológica de Cama Revertida (FBCR); kits de conversão ou powerheads especiais podem ser comprados para conseguir isto. A entrada do powerhead é coberta com uma esponja porosa que serve para "prefiltrar" alguns dos detritos que podem obstruír o cascalho. Em prática atual, isto ajuda, mas é apenas uma solução parcial.

Se você escolher usar um FBC/FBCR, você deve regularmente aspirar o cascalho. Lojas de peixes vendem mangueiras de sifão com um acessório denominado "tubo de aspiração de boca larga" que "lava" o cascalho durante as suas trocas de água regulares. SE você limpar o seu cascalho regularmente, e manter uma frequente e regular rotina de aspiração de cascalho, FBC´s/FBCR´s são filtros de aquário econômicos e efetivos em aquários de água doce, e em aquários de água salgada levemente estocados só com peixes.

Filtros de Esponja

Filtros de esponja providenciam uma forma eficiente e barata de filtragem biológica. A água é forçada por uma espuma porosa, por um powerhead, ou por ar borbulhando por um tubo de airlift. Água fluindo pela esponja permite o crescimento de uma colônia de bactérias benéficas que neutralizam a amônia tóxica.

Um estilo de filtro de esponja usa duas esponjas presas a um tubo de airlift. Estes tem a vantagem que as esponjas podem ser limpas uma de cada vez, reduzindo as perdas de bactérias. Também, uma das esponjas pode ser removida e transferida a um tanque novo, trazendo consigo uma colônia de bactérias benéficas, e deste modo "dando um pulo no começo" da ciclagem de um tanque novo. Algumas lojas "iluminadas" de peixes vendem estes filtros de esponja dupla para clientes iniciantes quando vendem um kit de tanque. Eles retiram uma das esponjas novas da "caixa" e trocam por uma esponja velha estabelecida em um de seus tanques na sua loja que é carregado para casa em um saco plástico.

Filtros Externos

A maioria das pessoas concordam que filtros externos são muito mais fáceis de manter e podem ser tão econômicos quanto filtros biológicos de cama. Há vários estilos de filtros externos, mas o mais comum é pendurado na parte de trás do tanque. Um tubo de sifão puxa água do tanque dentro da caixa do filtro e passa a água por um filtro mecânico (típicamente um esponja de espuma porosa). A esponja também serve como um filtro biológico. Uma bomba interna então retorna a água filtrada dentro do aquário. Estes filtros externos vem em vários tamanhos apropriados de aquários pequenos a grandes.

A esponja de espuma pode ser fácilmente inspecionada para obstrução ou removida para a limpeza. Você deve limpar a esponja regularmente para remover os detritos sólidos antes que decomponham e se dissolvam devolta à água. É muito importante que quando você limpar a espuma porosa você não mate a colônia de bactérias com o uso de detergentes, ou água muito quente ou muito fria. Uma maneira fácil e segura é lavar a esponja de espuma no balde em que você acabou de drenar um pouco de água de seu tanque durante a sua rotina de trocas de água.

Filtros externos agora vem com vários tipos de "caprichos". A maioria permite a colocação de material filtrante para filtragem química, típicamente carvão ativado granulado, na passagem da água.

Um outro desenvolvimento nos últimos anos é o "wet-dry wheel" (chamado de biowheel por um fabricante). As colônias de bactérias benéficas que neutralizam a âmonia tóxica requerem um meio ambiente rico em oxigênio para crescer. O "wet-dry wheel" passa água sobre um dispositivo de roda de água que senta fora (na borda) do aquário. Esta roda rotativa maximiza o oxigênio disponível deixando uma grande colônia de bactérias florescer. Um desvantagem é que as rodas tem sido conhecidas a emperrar, então você precisa checar elas frequetemente. Sem contar este pequeno ponto, o "wet-dry wheel" é um excelente método para providenciar filtração biológica vigorosa.

O Canister filter

Canister filters tem algumas semelhanças com o "pendure no tanque" estilo de filtros externos, mas a diferença essencial é que canister filters são desenvolvidos para providenciar filtração mecânica mais poderosa. Típicamente, a água é bombeada, a uma pressão moderada por um material filtrante, como algodão de fibra de vidro, ou um cartucho de filtragem de micron. Canister filters são especialmente úteis em aquaria com grandes e numerosos comedores sujos que geram muitos detritos. Para estes filtros serem efetivos eles devem ser frequentemente limpos, para evitar a decomposição de resíduos de fezes na corrente de água.

Estes filtros geralmente sentam no chão abaixo do tanque, mas também podem pendurar no tanque, e em alguns designs até sentar dentro do tanque, em que caso eles são chamados de "filtro submerso". Alguns hobbyists prendem um "wet-dry wheel" para a saída do seu canister para melhorar a capacidade de filtragem biológica deste tipo de sistema de filtragem.

Wet/Dry Filters

Também conhecidos como trickle filters, wet/dry filters funcionam no princípio de que as colônias de bactérias benéficas neutralizantes de amônia crescem melhor na presença de água bem oxigenada. Por "gotejando" água sobre gizinos de plástico não submersos ou outro material filtrante, wet/dry filters providem uma área bem grande de superfície ar/água. Eles vem em várias formas e tamanhos. O boom de aquários bem sucedidos de água salgada nos anos 80 pode ser ser atribuído ao uso deste tipo de filtro.

Muitas coisas podem ser usadas como o material filtrante, com os melhores provisionando grandes quantidades de área de superfície, enquanto ao mesmo tempo tendo grandes aberturas para reduzir a tendência de obstrução e assegurar a troca de gas eficiente. O problema de obstrução do material filtrante também pode ser reduzido pela prefiltragem da água com um filtro mecânico eficiente, e (quando usado) com um desnatador.

Desnatadores (também conhecidos como Foam Fractionators)

Desnatadores foram inicialmente desenvolvidos para uso em plantas industriais de tratamento de esgoto onde também são conhecidos pelo termo foam fractionator. Desnatadores tem a abilidade única de remover resíduos orgânicos ANTES que se decomponham! Este é um truque que é conseguido por tirando vantagem do fato que substâncias químicas orgânicas são atraídas para as superfícies de bolhas que são passadas em grandes números por uma coluna de água. A espuma é então "escumada" fora da água, enquanto que ao mesmo tempo removendo os detritos orgânicos. O processo de espumamento só funciona em uma água com alto pH e salinidade, e como resultado desnatadores são primáriamente para uso em áquarios de água salgada.

O desnatador é o maior responsável pelo boom em áquarios de recife nos anos 90, devido à alta qualidade da água possível com este tipo de filtragem. Um "state of the art" atual em sistemas de recife é baseado no uso de desnatadores e rochas vivas sem o uso de um filtro wet/dry. Esta escola de pensamento é conhecida como o "Método de Berlin".

Fluidized bed filters

Bem recentemente, alguns hobbyists tem reportado sucesso com um novo tipo de filtro que usa um fluidized bed de areia. Este filtro é mais ou menos similar em princípio ao filtro biológico de cama revertido mas com uma corrente de água muito maior. A corrente de água deixa a areia limpa de detritos, enquanto que ao mesmo tempo permitindo o desenvolvimento de grandes e eficientes colônias de bactérias benéficas. Problemas reportados incluem esgotamento de oxigênio e obstrução.

Denitrators

Um outro tipo especializado de filtro é desenvolvido para ajudar no controle da acumulação de nitratos, o produto final do processo de neutralização de amônia pela atividade biológica das bactérias. Estes caem em duas categorias, o bacterial anóxico, e os plant/algal scrubbers (discutidos na próxima seção). Foi descoberto que colônias de bactérias que crescem em ambientes com pouco oxigênio podem ser arreiados para consumir nitrato biológicamente, e soltar o inofensivo gas de nitrogênio. Este método é conseguido em um de dois modos. O processo foi primeiro desenvolvido nos anos 80 com o uso de um sistema de caixa, espiral, ou um bloco poroso de espuma que permitia uma trasmissão bem lenta de água carregada de nitrato. Dentro da caixa/espiral/espuma, açúcar era colocado, e a lenta passagem de água rapidamente ficou anóxica. Nestas condições anóxicas, bactérias iriam crescer e consumir o excesso de nitrato. Muitos aquaristas tem reportado fracasso em suas tentativas a esse tipo de filtragem.

Mais recentemente, aquaristas tem desenvolvido condições anóxicas similares debaixo de placas enterradas em areia fina no fundo de seus tanques. Em sistemas de água salgada, estas camas de areia são referidas como "areia viva". Em sistemas plantados de água doce, substratos de grãos finos são deixados para desenvolverem zonas anóxicas que provavelmente também tem uma capacidade denitrificadora.

O método de Berlin em aquários de recife involve o uso de grandes quantidades de rochas vivas colhidas de recifes tropicais. Aquaristas reportam bom controle de nitrato em sistemas de rochas vivas, que, embora não entendido muito bem, provavelmente involve a denitrificação dos nitratos no interior das rochas. Uma outra escola de pensamento é que crescimentos pesados de algas calcáreas nas rochas vivas em aquários de recife no Método de Berlin consomem nitrato.

Algal Scrubbers

Algal srubbers usam algas vivas para fazer a "filtragem". A água é escorrida sobre uma malha de arame em um cocho debaixo de luzes fortes. Esta é uma forma controversial de filtragem para recifes e ecosistemas marinhos grandes inventados por Dr. Adey no Smithsonian. Alguns acreditam que é uma solução completa de filtragem, outros aclamam que seu uso leva a qualidade pobre da água e crescimento de algas no tanque também. Em aquários plantados de água doce o crescimento vigoroso de plantas tem sido observado de consumir benéficamente nitratos dissolvidos em excesso.

Resfriadores

Enquanto que não realmente uma filtragem, aquaristas de água salgada ocasionalmente tem a necessidade de abaixar a temperatura da água de seus aquários. Os altos níveis de luz necessários em aquaria de recife involvem um aumento de calor que se torna excessivo. O uso de um ventilador de luminária e a remoção do reator da vincinidade do tanque também pode ajudar. Bombas submersas também são uma fonte de calor indesejado, e como solução, aquaristas de recife favorecem as bombas "não submersas" devido a tranferência reduzida de calor para a água.

Uma fonte pouco reconhecida de controle de calor é pelo efeito natural de resfriamento por evaporação em filtros wet dry, e pela corrente de ar sobre a superfície do aquário. Todavia, resfriamento adicional é frequentemente requerido, especialmente em climas quentes.

Isto é conseguido com o uso de unidades de resfriamento do estilo "freon" similares aos refrigeradores de casa. Eles ou passam a água por uma unidade de troca de calor, ou passam um líquido refrigerante por um trocador de calor dentro do tanque. Aqueles resfriadores são caros mas poucas pessoas tiveram sucesso na construção "faça você mesmo" de resfriadores. (O tipo "dorm" de refrigerador não é forte o suficiente para ser de uso, no caso de você estar pensando sobre isto.)

Esterilização

Em aquaria especialmente sensitiva, infecções resultando de parasitas carregados pela água, fungus, bactérias e vírus podem causar problemas sérios. Esterilização de água é mais beneficial para criadores (como pode ajudar a controlar infecções de ovos que estão incubando), para filtração multi-tanque centralizada (para controlar o espalhamento de doenças entre tanques), e para montagens delicadas e/ou caras como grandes tanques e sistemas de recife (como uma medida de segurança). É importante lembrar que um aquário saudável depende de bactérias benéficas típicamente crescendo em materiais filtrantes dentro do seu filtro que neutralizam amônia. No máximo, seu esterilizador pode matar algumas criaturas patológicas carregadas pela água, mas a total esterilização não é possível nem desejável. Aquaristas que praticam procedimentos de quarentena prudentes para peixes recém adquiridos geralmente não precisam esterilizar.

Dois principais tipos de esterização são usados, injeção de ozônio e irradiação ultravioleta.:

Ozônio

Gás de ozônio é altamente reativo e é um poderoso oxidante de poluentes orgânicos, incluindo criaturas patológicas vivas. Um outro benefício do tratamento de água com gás de ozônio é que ele sistemáticamente reduz compostos orgânicos dissolvidos na corrente de água que aumenta a capacidade reserva da água para oxidar detritos orgânicos pelo aquário inteiro. Água carregada de ozônio também melhora a abilidade dos desnatadores para gerar espuma que aumenta a sua performance total.

Antes da descoberta do estilo de manutenção de recifes "Método de Berlin" com rochas vivas/desnatador, injeção de ozônio era considerado parte de um sistema de filtragem "state of the art", especialmente entre Europeus nos anos 80. A tendência de agora é para o mais simples & natural Método de Berlin. Embora que o uso de ozônio continua beneficial, ele está sendo menos usado em anos recentes entre donos de sistemas de recifes.

Gás de ozônio é produzido por dispositivos que criam uma faísca em ar seco. Como a umidade dramaticamente reduz a eficiência dos geradores de ozônio a maioria dos aquaristas optam para pré-tratar o ar para o ozonizador com um dehumificador. Gás de ozônio é altamente corrosivo, todos os elementos (especialmente borracha) que podem entrar em contato com o ozônio devem ser feitos de materiais seguros contra ozônio (comunmente silicone). Ozônio residual podem ser eficientemente tirado do ar passando o ar por carvão ativado. Ozônio não deve ser deixado entrar no seu aquário porque ele pode matar seus peixes e invertebrados e/ou danificar as bactérias benéficas no seu filtro biológico. Também, gás de ozônio é inseguro para respirar e pode causar irritação até em pequenas concentrações.

Esterilizadores de Raios Ultravioleta

Luz ultravioleta de alta densidade destrói o DNA em células vivas e pode ser um meio efetivo de controlar criaturas patológicas vivas. A luz UV mais efetiva é a luz de alta energia UV(C) mais ou menos no comprimento de onda de 250 Angstroms. Para ser efetivo, Esterilização UV (EUV) deve expor os as criaturas patológicas para uma intensidade de luz alta o suficiente por um periodo longo o suficiente de tempo. Martin Moe cita 35,000 a 100,000 microwatts por segundo por centímetro quadrado como a norma, que resolvendo dá 10 to 25 galões por hora por watt (ou menos para unidades que não estão operando em eficiência máxima).

Problemas comuns que podem reduzir a eficiência e taxa de morte são:

1. Deixando a água fluir muito rápido pela luz de UV.

2. Obstrução da luz devido ao acúmulo de depósitos de sal ou limo de bactérias na lâmpada.

3. Enfraquecimento da luz devido a idade da lâmpada (que típicamente tem uma vida de seis meses.)

A mesma propriedade desta luz que mata germes pode danificar seus olhos, e cuidado especial DEVE SER TOMADO para evitar contato com os olhos direta ou indiretamente com esta luz. (Isto é especialmente sério porque a danificação ocorre dentro dos olhos antes de você sentir qualquer dor. Pessoas demais já tem danificado seus olhos deste modo!) A luz UV(C) não penetra a água muito bem, então para ser efetivo, Esterilizadores de UV comunmente posicionam a lâmpada de UV perto da água que também posa um risco de choque elétrico caso a lâmpada quebre, etc.

Tem três tipos de Esterilizadores de UV:

1. Tipo bandeja. (Típicamente feito em casa) com lâmpadas de UV suspensas em uma fixação refletiva sobre uma bandeja rasa com água fluindo lentamente. Benefícios: fácilmente limpo, pode ser barato, pode ser feito grande o bastante para aplicações comerciais. Problemas: riscos de segurança para os seus olhos, muito grande e desajeitado para muitos usos caseiros.

2. Tipo de tubo, lâmpada molhada. Tipos de tubo tem o benefício de expor todos os lados do tubo de UV para a água sem refletor. A água passa diretamente pela a lâmpada que é montada em um tubo à prova d`água. Benefícios: barato, compacto & efetivo. Problemas: difícil para limpar as acumulações de limo da lâmpada, riscos de segurança devido à choque elétrico.

3. Tipo de tubo, lâmpada seca. Similar ao acima, mas o tubo de UV é envolvido por um tubo de quartzo (vidro bloqueia luz de UV(C)) isolando ele da água. Estes são mais caros e provavelmente mais seguros. Trocando a lâmpada é mais fácil e tipos de tubos secos podem ter um dispositivo interno para limpar o limo do tubo de quartzo. Alguns destes tipos vem com sensores para monitorar a intensidade da luz para permitir que você saiba quando repor/limpar a lâmpada, etc.

Página principal da Aquashop/Dicas/Equipamentos e Alimentos/Roedores & Pássaros/Pet-shop

Dados de peixes com fotos para aquários de água doce

1