Artemia sp


por Geraldo Luiz Soares Pereira em julho de 2001

Introdução

A Artemia sp, conhecida também como camarão de salmora é um microcrustaceo, braquiópoda, pertencente ao filo Arthropoda, (Storer, 1991). Esta espécie está distribuída pelo mundo, sendo considerada cosmopolita e adaptada a um amplo alcance de ambientes (Medel, 1997).

Dependendo dos diferentes parâmetros fisiológicos e bioquímicos do ambiente, as populações de Artemia se reproduzem sexualmente ou parterogeneticamente, liberando náuplios ou cistos (Costa, 1985).

Esta espécie está adaptada à grande mudança ambiental, como variações abruptas de salinidade, de temperatura e de oxigênio dissolvido (Bayly, 1972).

Apresentam-se como excelente dieta alimentar para peixes e crustáceos no ambiente natural, devido a isso preferem habitar locais com difícil sobrevivência para outras espécies , como salinas que atingem temperaturas de até 40ºC e salinidade de até 300 partes por mil, pois são menos predadas (Medel, 1997).

As Artêmias são ricas em proteínas, vitaminas (caroteno) e sais minerais, por isso são utilizadas em larga escala em cultivo de camarões e peixes na fase larval, acelerando o crescimento dos animais, recuperando os indivíduos doentes, deixando-os mais sadios.

Apresentam também, rusticidade operacional , facilidade no cultivo, no manejo, na estocagem do cisto e tamanho ideal para alimentar as larvas (Costa op. cit.).

O habitar nativo da Artemia sp aqui na Região dos Lagos, estado do Rio de Janeiro, Brasil, é a Lagoa de Araruama, uma lagoa costeira hipersalina, que foi formada cerca de cinco mil anos atrás devido aos movimentos de avanços e recuos do mar, formando uma língua de areia, que a separou do oceano, deixando porém, um canal de comunicação permanente, o Canal de Itajurú. Este canal ainda é a fonte de alimento deste ambiente , pois é através dele que ocorre a renovação da água e a entrada de animais e plantas (Barroso,1987).


Inicio
Bioecologia
Esquemas
Contato

1