Legalize o Aborto - links pró aborto




Coloque a palavra-chave do item
 que você deseja encontrar.



Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Aondebr.com e Sitetracer.com


Este site defende a legalização do aborto e traz links pra instituições que defendem o mesmo.





Textos pró-aborto clique aqui



Católicas pelo direito de deicidir - clique aqui



Sobre AIDS e camisina



UM BOM EXEMPLO DE TEXTO PRÓ-ABORTO, LEIA TEXTO ABAIXO ELE NÃO É MEU A FONTE DELE ESTÁ NO FIM DO TEXTO:


Aborto. Pró-Choice - Feminismo
Enviado por Kauê Leonardo_anarcopunk em Terça-feira, 01 de Julho de 2003 as 3:22:11
Aborto!!!! Por: Kauê Leonardo
Há tempos (desde que o mundo é mundo) que a mulher vem sendo mal-tratada pela sociedade. Tratada como ser inferior ao homem e permanecendo submissa. Desde o momento que nasce ela é criada com valores morais e religiosos que fazem ela se auto-oprimir em certas atitudes/pensamentos. É por essa e outras razões que a questão do aborto, é de extrema importância social. Vemos milhares de mulheres sendo discriminadas ao optar pelo aborto. Algumas dessas mulheres morrem, e morrem porque são vítimas de abortos mal sucedidos feitos em clínicas clandestinas (o aborto é proibido por lei, a não ser que a mulher tenha sido vítima de estupro, ou que a gravidez apresente alto risco). A proibição do aborto é uma lei que atinge diretamente as pessoas pobres, porque para fazer o aborto, tem que recorrer às clínicas clandestinas, ou muitas vezes essas mulheres utilizam agulhas de tricô, ferros na vagina, podendo levá-la à morte. Enquanto as mulheres ricas podem pagar médicos particulares para fazer o aborto sem precisar se preocupar com filas, nem leis. O aborto feito em clínicas clandestinas geram várias mortes desnecessárias, e o aborto feito em clínicas especializadas são operações simples e seguras, e a mulher pode voltar pra casa dentro de poucas horas (como é realizado em outros países onde o aborto é legalizado) É necessário repudiarmos pessoas com pensamentos e atitudes tão estúpidas como anti-abortistas, que dizem ser pró-vida (pró-life, pró-lifers), mas suas atitudes e pensamentos não correspondem ao termo (entendido ao pé da letra). Eles dizem respeitar a vida, mas porque não procuram respeitar as escolhas de uma vida que já se formou e que por diversos motivos óbvios e pessoais (não faltam motivos) não querem gerar uma nova vida. A Igreja Católica tem grande culpa nisso, proibindo aos fiéis o uso de preservativos e anticoncepcionais o que ajudaria a evitar uma gravidez indesejada. Muitas das mulheres que ficam grávidas são abandonadas/discriminadas pelas suas famílias e namorados pelo simples fato de estar grávida. Essas mulheres muitas vezes ainda imaturas e sem condições para criar um filho tem poucas alternativas: coloca o filho para adoção, ou cria ele com muito sufoco, ou muitas vezes o abandona na rua. Quais serão as perspectivas dessa criança? Quando crescer ela vai ser discriminada por não ter pai ou família, ser pobre. Talvez não possa ir à escola porque terá de ajudar a sua mãe para se sustentar. Não terá um emprego digno que lhe garanta moradia, alimentação, saúde, e por conseqüência irá, não por escolha, mas por necessidade, roubar/matar. Será preso e passar parte de sua vida na cadeia. Uma vida que a sociedade chama de “marginal”. É mais ou menos assim que são formadas milhares de vidas. Algumas dessas vidas dão sorte e vão para um outro caminho. Mas são raras exceções. Foi comprovado que o feto até 3 meses de vida ainda não desenvolveu a capacidade de sentir dor. Devemos respeitar a vida de qualquer ser que seja. A mulher desenvolve atividades e têm papéis tão necessários na sociedade quanto os de qualquer homem, por isso temos que rever nossas atitudes perante elas, ou vocês querem que a mulher viva só para satisfazer suas vontades, como, lavar, passar, cozinhar, cuidar de seus filhos, transar, e sorrir o dia inteiro pra você como se estivesse feliz, sem reclamar de nada nunca (é claro que existem mulheres que gostam de fazer isso, mas temos de respeitar a vida de cada uma delas, seus pensamentos, vontades e atitudes). Há religiões que castigam a mulher pelo aborto, ou então pelo simples ato sexual. Se o sexo só existisse para reprodução (o que pregam certas religiões) pra que haveria prazer no ato sexual para ambos os sexos. A mulher não se encontra em período fértil todos os dias, 24 horas por dia isso é óbvio. Então pra que julgar e castigar a prática do sexo. Existem vários métodos contraceptivos que evitam a gravidez (não são 100% seguros, mas estes diminuem bastante os ricos de gravidez indesejada). Portanto, sou a favor da legalização do aborto. Cada um é dono de seu corpo, e suas atitudes devem ser respeitadas. Mulher. Lute, reaja contra essa sociedade machista / autoritária que reina há séculos/milênios! Você tem o total direito de escolha pelo seu próprio corpo, afinal, ele é só seu e de mais ninguém. Pró-choice (Pela-escolha) Viva a luta pela emancipação feminina! Viva a luta pela emancipação humana! ´

Obs:. Este é um texto meio antigo que escrevi sobre a opinião que tenho sobre um tema tão importante e que as pessoas tratam como questões insignificantes. Há um tempo que no meio anarquista/punk se discutia muito sobre o aborto. Nos zines/infos., palestras, eventos e manifestações o tema era tratado com maturidade e por vezes as opiniões eram muito diversificadas, mas parece que já faz um tempo o assunto caiu no abismo e dificilmente é tratado como era antes, seja fora ou dentro do mov anarquista/punk, eu acho que nós não devíamos esquecer de colocar à exposição e discussão este tema, por que ele está aí, na nossa fudida realidade, e temos de tentar mudá-la, deixo aqui a minha opinião pessoal, lembrando que não devemos ficar só nas idéias, palavras,e sim nos organizar, e lutar desde sempre...
E-mail: kaueleonardogomes@bol.com.br

Abaixo, veja mais textos pró-aborto:

Textos pró-aborto clique aqui

 

     

        

  Counter




Hotel Rio de Janeiro Copacabana http://www.southamericanhotel.com.br South American Copacabana Hotel, localização privilegiada no circuito Ipanema / Copacabana. Hotel 4 estrelas, excelência em conforto e completa estrutura para convenções.




1 1