Sobre o Grupo de Acompanhamento Terapêutico Circulação

 

   Entendemos que o Acompanhamento Terapêutico (AT) pode ser pensado hoje tanto como um complemento a um tratamento já iniciado (em Psicologia, Fonoaudiologia, Psiquiatria, etc.) quanto a única modalidade de intervenção possível em um caso clínico.

   O Acompanhante Terapêutico (AT) propõe-se a estar com o paciente nas mais variadas situações do cotidiano, transformando a rua em espaço clínico. Nesse sentido, a rua é todo aquele espaço não convencional em relação aos tratamentos ditos tradicionais.


1