11

        Caro amigo headbanger, você mesmo, que se interessou por esta matéria, se você fosse convidado para conhecer e visitar uma igreja, em que na qual o pastor fosse cabeludo, vestisse roupas escuras, urra e bangueia feito louco ao som de um Extremo Death Brutal  assim como você e ao mesmo tempo da polga toda, daquela sonzeira fudida, a mensagem de Deus (sim ele!) fosse a maior responsável por aquilo tudo e assim como todas as religiões, à não ser o modo de se pregar um culto, a palavra cristã, da Bíblia fosse o principal argumento pela sua visita, que aliás depois da primeira experiência iria virar febre e você seria mais um servo daquela comunidade, você aceitaria???

Logotipo de Comunidade Zadoque

É assim a vida da Comunidade Zadoque, cuja sede reside em São Paulo, precisamente na Barra Funda em um galpão onde a sonzeira que somente impera no mais puro underground ou melhor, o metal, punk rock e HC, faz-se presença garantida nos cultos da Zadoque! Onde tribos inimigas como os famosos Carecas, Skatistas, Cybermanos, Punks e Bangers formam ali uma perfeita união, onde a paz na palavra de Jesus Cristo, 

 independente de ideologia, cor, raça ou estilo musical é a principal arma ou melhor argumento! O que você achou? Na teoria funcionaria otimamente bem? Você que ouve Death Metal, Black Metal ou até mesmo Heavy Metal, freqüentaria? Bom a verdade é que a Zadoque é uma importante arma no combate ao radicalismo que pode ter surgido em São Paulo e em todo Brasil, unir tribos que vivem somente no underground em pró ao cristianismo pode ter sido um ótima idéia, além de que, a Comunidade vive de ações dos  fiéis e encabeça várias campanhas em pró à fome, agasalho, entre outras, enfim a temática é a mesma das outras religiões do ‘bem’, a única diferença é a falta dos dogmas que simplesmente são as armas tradicionais contra quem gosta de diferentes estilos de vida e regras pré-escritas por Padres ou Pastores tradicionais. O começo se deu em 1998, numa garagem no bairro Jd. Roberto (Osasco) com aproximadamente 40 pessoas e ela surgiu basicamente por causa do preconceito existente nas igrejas com relação à galera underground, a comunidade é encabeçada pelo pastor Batista que também é baixista e vocalista do Antidemon, uma banda de Death Brutal que é utilizada e muito nos cultos da Zadoque e que agora em Março estará indo fazer uma tour no México e já lançou seu debut, o “Demonocídio”, outras pessoas que participam da comunidade é a pastora Elke (baterista, Antidemon), o diácono Kleber (guitarrista e backing vocal, Antidemon), a diaconiza e punk Ana, entre outros. 

       Assim como a Comunidade Zodaque é possível sentir também um grande crescimento no meio underground do estilo White Metal (metal branco) que como por exemplo o  Antidemon, abriga inúmeras bandas desde o Heavy Tradicional até o Black Metal (pasmem, isso mesmo!!!), o som é praticamente ao mesmo praticado pelos medalhões do metal, porém quanto à postura no palco e letras, todas são

Galera que freqüenta a Zadoque

voltada ao cristianismo, seria o lado branco do metal, porém isto funcionaria? Já foi possível notar vários exemplos, o Eterna, importante banda cristã de Heavy Melódico já abriu shows do Rhapsody e do ex-Maiden Paul D’ianno, alem de ter participado com destaque em  festivais de metal normal (digamos sem preferência de religião) com bastante sucesso, porém do outro lado, é possível notar uma digamos certa irritação por parte do Headbanger Tradicional que ouve o metal simplesmente por ser o estilo que ele ama, independente de religião nenhuma, ou melhor ele prefere  qualquer 

Banda White Antidemon (Death Brutal)

assunto na letra,  menos religião e quando vai à um show e vê tais situações, simplesmente se decepciona, pois como todos nós sabemos, que se quisermos ouvir algo com mensagens cristãs, não é no metal que procuraremos, porém  qual é o seu ponto de vista? Discutir pacificamente seria a solução, mas como? É notável o radicalismo por parte do Blackmetaller quando a palavra é Jesus Cristo, Igreja Católica ou outra qualquer, muitos podemos 

dizer,  impulsionados pela raiva escandinava exposta ao mundo pelo Inner Circle Norueguês, da briga das bandas Mayhem e Burzum e da ira anti-cristã lideradas pelo seus músicos e sentido de perto aqui no Brasil com bandas ultra-satânicas, organizadas em núcleos regionais, cultos  de adorações, a profanações , paganismo e blasfêmia pura! O que fazer?

      A verdade é que assim como a Comunidade Zadoque, o White Metal apareceu em uma época em que a Religião Católica e as protestantes simplesmente minaram as chances de resgatar fiéis como por exemplo os odiados seguidores do tal rock satânico do Kiss (segundo alguns, a palavra KISS, significaria Kavalers In Service of Satan, sacou?) e Black Sabbath (segundo um professor meu, o líder deles, Tony Iommi ou Ozzy Osbourne, seria o fundador da Church of Satan e todos nós sabemos que não é verdade!). Perseguiram este estilo e agora querem resgatar, trazendo a velha fórmula cristã à tona, à espera de conseguir novos fiéis, e assim como o White Metal, os 

Capa CD "Demonocídio" - Antidemon

padres viraram Pops Stars, lançaram CD’s e fizeram o tal Carnaval de Deus! Êba, finalmente Jesus Cristo, o eterno cabeludo visto por artistas renascentistas resolveu enxergar os corações aflitos e infelizes à se perderem no mundo das drogas que optaram por ouvir o bom e velho Rock’n Roll e seus congêneres! Vamos festejar, pois é a nossa vez de celebrarmos e seguirmos o caminho da salvação! Legal, né? Mas se isto funciona mesmo, acho que nós não estamos conseguindo ver, visto que o Black Metal (o real) nunca esteve tão grande e com bandas tão fortes, visto que o nosso King Diamond continua em forma, o velho Ozzy acaba de lançar mais um cd, o Iron Maiden (sim, criadores do “The Number of the Beast”), o Judas Priest estão aí e o Slayer acaba de lançar mais um furiosa obra-prima! Nós estamos incentivando o satanismo? Não, eu acabo de proclamar um salve ao bom e solto de qualquer crença, ao bom Heavy Metal, que vive à mais de 30 anos e que eu saiba nunca precisou de Religião para viver e respirar pesado e irado! Porém eu apenas dei aqui uma crítica e opinião direta sobre o que acho sobre o White Metal e a comunidade cristã Zodaque, não à reprovo, apenas não à freqüento, porém você tem e deve ter o seu livre arbítrio para decidir que caminhos deve seguir sem se prender à opinião nenhuma, á não ser você mesmo, por isso caso queira conhecer o interessante trabalho de unir tribos no underground paulistano, siga o conselho dos próprios:   “Nosso trabalho consente em fazer deste mundo cheio de dor, tristeza, mentira, suicídios, entre outras podridões, num mundo com muito amor, paz, alegria, felicidade, vida... Muitos pensam que isso é uma utopia de vida, mas nós acreditamos que quando temos Jesus Cristo em nosso coração, tudo isso pode se tornar uma realidade em nossa vida. Se você quiser conferir pessoalmente tudo o que foi dito aqui nesta entrevista, faça-nos uma visita com certeza será um prazer muito grande tê-lo conosco. Todo o sábado às 19h00 rola som de diversos estilos de bandas, a entrada é 1 kg de alimento não perecível. Também temos reuniões às terças e quintas - 20h00, sábados - 15h00 e domingos - 17h00 a entrada é franca. Endereço: Rua Joaquim Manoel de Macedo, 83 – Barra Funda – SP. Maiores informações: comunidade@zadoque.com.br - Site: www.zadoque.com.br"

por Vinícius Botti Vidal

 
Opine você mesmo... 
Enquete 1:
O que você acha do White Metal?
Eu apoio, compro os cd's do estilo e vou à shows!
Apoio pois não tenho nada contra!
Não apoio, porém não reprovo!
Reprovo, metal não tem nada à ver com isso!
O que é White Metal???
Votar
resultado parcial...

Enquete 2:

Qual é a relação que a religião deve ter no METAL?
Absolutamente nenhuma!
Nenhuma, o som pesado não deveria se ligar à esses temas...
Sei lá, nada contra o tema!
Toda possível, ainda mais para o lado negro!
Toda possível, Deus é um bom argumento para se passar nas letras...
Votar
resultado parcial...
 

# B.O.H.M. - Você está em:  

# Exclusivoa

_matérias a

_zadoque e white metal 
h
© Copyright Baronshell - 2000/2002 - Todos os direitos Reservados - All Rights Reserved.
1