ALGUNS ANCESTRAIS DOS BITTENCOURT BRASILEIROS
*Jorge de Lemos Betancourt, açoreano, contratado para levar gente das ilhas para povoar o Maranhão em 1619.

*João Betancourt, luso-açoreano, que serviu nas Armadas e achou-se na restauração da Bahia, em 1625, lutando contra os holandeses.

*Ventura de Bittencourt, português açoreano(n.c.1618), casado no Rio de Janeiro com Juliana Martins (1623, RJ - 1659, RJ).

*João Azevedo de Bettencourt, natural da Ilha de São Jorge – Açores, que veio em 1786 para o Rio de Janeiro.

*Deão José Maria de Bettencourt Vasconcelos e Lemos, de Ilha Terceira – Açores, Radicado no Rio de Janeiro em 1817.

*Francisco Alvares Ferreira de Bittencourt, nat. da ilha da Madeira, Fidalgo da Casa Real, Comendador da Ordem de Cristo, que deixou geração do seu casamento, c.1561, em Portugal, com Isabel Correia de Almeida, cujos filhos já se encontravam na Bahia, em 1591. Tem descendentes também em Jaboatão, de seu segundo casamento, com Dona Policena de Souza.

*Antônio Betencourt [1757, Ilha Terceira – Açores], deixa larga descendência em Salvador – Bahia.

*João Espínola Betancourt, Ilha Terceira – Açores, 1755. Estabeleceu-se com negociante em Salvador, BA.

* Félix de Bettencourt, que chegou à Bahia no fim do século XVII, vindo de Funchal, na Ilha da Madeira.Casou em Jaguaripe, com Dona Ursula Maria das Virgens de Sousa de Bittencourt, dando origem a importantes linhagens de Bittencourt da Bahia. Destes descendem os Souza Bittencourt, os Barros Bittencourt , os Calmon Bittencourt ,os Maia Bittencourt  e os Mariani Bittencourt , da Bahia. Entre os descendentes do casal, registram-se: I - o neto, Manuel Gonçalves Maia Bittencourt, patriarca da família Maia Bittencourt , da Bahia.

* Antonio Alves de Betencourt, soldado da Companhia do Batalhão de Milícias da Vila de Santa Cruz, Ilha da Graciosa, que embarcou em 1821, para o porto da Bahia.

*FAMÍLIA MORAES BETTENCOURT
: Açores, chegados ao Pará em 1619. Ilustre Família Paraense.
* Domingos de Béthencourt (n. Ilha do Pico – Açores), Patriarca de um Clã Gaucho de Bittencourt. Casou, em 1770, em Rio Pardo, RS, com Ricarda Maria Ramires Pinto Bandeira (1755, Viamão, RS – 1826).

*António José Jacintho de Bettencourt, Fayal – Arquipélago dos Açores, 1855, para o Rio de Janeiro, onde casou na Capela do Santíssimo Coração de Jésus, na Paroqui de Nossa Senhora da Glória, em 24/02/1900. Deixaram descentes no Rio de Janeiro.

*
Manuel José de Bettencourt e Dona Anna Delphina de Bettecnourt, naturais da Ilha do Fayal – Açores e estabelecidos no Rio de Janeiro, onde casaram sua filha, Rosa de Jesus de Bettecnourt, em 1900. Deixaram descendência Carioca.

*
Joaquim José Bettencourt [c.1848-], fazendeiro estabelecido em Paramirim - BA, filho de Pedro Manuel Joaquim Bittencourt, Natural das Ilhas Portuguesas, conhecido por Pedro Seleiro, grande artífice em couro. Deixou geração do seu cas., por volta de 1873, com Clemência Maria de Jesus. Dele descendem Importantes ramos de Bittencourt Baianos, Cariocas,Mineiros e Paulistas (Ribeirão Preto, entre outros ramos). Inclusive o Historiador e Genealogissta CUNHA BUENO” co-autor do Dicionário das Famílias Brasileiras.

* Pedro Bettencourt
[26.04.1898 - 07.1908],natural dos Açores – Portugal, que deixou geração, estabelecida em Imarui, SC, do seu cas. com Margarida Matos [10.07.1901 -]. Entre os descendentes do casal, registram-se: I - o filho, Epitácio Bittencourt [30.11.1928 - 10.07.1995], Prefeito de Imarui, SC. Deputado Estadual, em 7 legislaturas. Deputado Federal em 1 legislatura. Conselheiro do Tribunal de Contas de Santa Catarina.

* Joaquim José da Silva, Português, casado, c.1819, com Saturnina do Carmo Bettencourt, da Ilha Terceira. Foram pais, entre outros, do famoso arquiteto Francisco Joaquim Bittencourt da Silva [08.03.1831, RJ - 06.08.1911, Rio, RJ], discípulo da Academia de Belas Artes. Um dos grandes nomes da história da arquitetura brasileira.
* FAMILIA BITTENCOURT BERENGUER:
Importante e Ilustríssima
família Baiana, descendentes de Diogo Antônio de Bittencourt Berenguer Cesar, natural de Funchal, capital da Ilha da Madeira, filho legítimo de Agostinho Cesar Berenguer, e de D. Helena Josefa de Bittencourt, casados a 07.01.1721, em São Pedro, Madeira, e vindos para a Bahia.
Diogo Antonio (Tataraneto de Cristóvão Berenger) veio com os Pais de Funchal para a
Bahia, onde se casou em 23.09.1769, na freguesia de N. S. do Monte do Recôncavo da Bahia, com Ana Maria Borges de Barros (?? - 17.07.1791, Salvador, BA), filha de Alexandre Vaz da Costa e de Josefa Maria do Socorro Barros.
Deram origem aos
Bittencourt César, e Bittencourt Berenguer, dais mais tradicionais famílias Baianas.

*
FAMÍLIA VASCONCELOS  DE BITTENCOURT (alguns usam Bittencourt de Vasconcelos):
-
Manuel de Vasconcelos de Bettencourt (de 42 anos de idade, estatura alta, cabelo preto, olhos castanhos, rosto comprido) natural de Angra, Ilha Terceira, Açores, com sua mulher D. Ana Teodora de Mendonça (de 36 anos, estatura baixa, cabelo preto, olhos pardos, rosto redondo) e seus filhos: Francisco de Vasconcelos de Bettencourt (de 24 anos), Manuel de Vasconcelos (de 9 anos), José (de 7 anos), um sobrinho de nome José Inácio (de 13 anos), e uma criada, Maria (de 16 anos), da Vila da Praia, a receber grande herança no Brasil, em 1833.
-
Manuel de Bettencourt Vasconcelos, alferes da 2ª companhia do regimento de milícias de Angra, à cidade do Rio de Janeiro, pelo tempo de 1 ano, a bem de cuidar de certas dependências da casa de seu pai João de Bettencourt Vasconcelos Correia e Ávila, de Angra, levando em sua companhia seu irmão Pedro de Bettencourt Vasconcelos, e um creado para seu serviço, chamado António Machado Toste."
*FAMÍLIA BITTENCOURT DE SÁ:
- Importante família estabelecida na Bahia, originária da Ilha da Madeira. Principiam em
D. Félix de Bittencourt de Sá, nascido em 1667, na Freguesia de São Pedro, do Funchal. Fidalgo da Casa Real. Passou à Bahia, onde deixou numerosa descendência do seu casamento, a 31.08.1688, com Catarina de Aragão e Aiala, viúva de Jorge de Brito Bittencourt, filha de Diogo de Aragão Pereira e de Inês de Aiala (Jaboatão, 834).
Inicial Continuar
1