Cabeamento Estruturado

pg. 1

 

O QUE É ?

É um cabeamento para uso integrado em comunicações de voz, dados, imagem, preparado de tal forma que atende ao mais variados lay-outs de instalação, por um longo período de tempo, sem exigir modificações físicas da infra-estrutura.
Um só cabeamento atende diferentes tipos de redes de sinal em baixa tensão, como por exemplo telefonia, redes locais de computação, sistema de alarme, transmissão de sinal de vídeo, sistemas de inteligência predial, automação predial e industrial.

ATENDE A QUE REDES ?

O cabeamento estruturado originou-se de sistemas telefônicos comerciais, onde o usuário constantemente mudava sua posição física no interior de uma edificação. Desta forma foi projetado o cabeamento de maneira a existir uma rede de cabos fixa horizontalmente, ligada a uma central de distribuição. Na central de distribuição, fazendo a escolha do cabo determinado, cada ponto da rede pode ser ativado ou desativado, alternando-se assim a posição da tomada por meio de uma troca de ligações. A evolução do sistema fez com que a central de distribuição pudesse se interligar a diversos tipos de redes, mantendo fixo o cabeamento horizontal, e as tomadas são de múltiplo uso. Desta maneira acrescentaram-se as redes de computação, sistema de alarme, sinal para automação de processos, sinal de vídeo, etc.

NORMAS E SISTEMAS

Atualmente o cabeamento estruturado baseia-se em normas internacionais, que direcionam os fabricantes para um certo conjunto de soluções próximas, evitando as constantes alterações de produtos, bem como evitam sistemas "proprietários", onde um só fabricante é detentor da tecnologia.
A norma americana é
EIA/TIA-568, "Commercial Building Telecommunications Wiring Standard".

A nível internacional temos a ISO/OSI (Open Systems Interconnection). Na Europa grande parte dos fabricantes utiliza o sistema IBCS (Integrated Building Cabling System).
As variações que existem entre uma e outra, no entanto, deve-se mais às categorizações e conceitos, porém tecnicamente se assemelham.
As iniciativas das normas vão no sentido de uma arquitetura aberta, independente de protocolo. Desta forma as novas tendências se desenvolvem já considerando este cabeamento, como é o caso do 100BaseT, do ATM e outros.

PROJETO/INFRAESTRUTURA

Este grande avanço dos sistemas de comunicação aprimorou e sofisticou bastante os projetos de edificações comerciais, industriais e residenciais. Hoje um edifício não pode, sob pena de nascer com altas deficiências, deixar de ter uma infraestrutura de cabeamento estruturado para redes de comunicação. Isto mesmo que de início não o utilize. Pois as reformas e "emendas" são de alto custo e nunca apresentam a qualidade necessária e desejável. A infra-estrutura de cabeamento estruturado é obrigatória em qualquer novo edifício, e deve interferir, a nível de projeto, desde o nascimento do projeto arquitetônico, pois o Cabeamento estruturado tem características próprias que vão interferir no projeto de um edifício de alta tecnologia.

Próxima >>

 Norma 568

 Norma 606

VEJA NOSSA APRESENTAÇÃO

 

 

1