Aroeira Club Kennel

Somos um grupo de pequenos criadores unidos por um objetivo comum: Criar e desenvolver o verdadeiro Pit bulldog!

Depois de vários anos investindo em cruzamentos, seleção de exemplares, conseguimos hoje chegar num ponto que acreditamos ser o fechamento da primeira etapa do nosso projeto; temos em mãos todos os reprodutores e matrizes que pretendíamos, graças a Aroeira's Taigra e seus respectivos irmãos, que são os pilares da nossa criação.

Mas o maior caminho ainda está por ser percorrido. Nossa proposta é um tanto quanto “arrogante” e “pretensiosa” que é criar um Pit bulldog perfeito, em toda sua essência, não deixando nenhuma lacuna por preencher, ou pelo menos, animais que se aproximem ao máximo dos grandes que fizeram e fazem história. O final do nosso objetivo é obter uma linhagem sólida, que transmita à outras gerações a características que estamos selecionando agora.

Para o nosso ponto de partida, escolhemos entre todas as linhagens e cães que conhecemos e temos acesso, os frutos de um cruzamento, onde conseguimos enxergar um número maior de qualidades, de acordo com nosso entender, e estamos tentando minimizar os seus defeitos e estabilizar a sua carga genética.

Os animais em questão são os filhos gerados do cruzamento entre Koatly x Salomé, que temos a felicidade de possuir em nosso canil um exemplar, Taigra e vários descendentes, como poderão conferir em nossos Pedigrees. Trabalhamos em cima desse sangue e usamos outras linhagens para corrigir alguns defeitos. A maioria dos nossos animais apresenta, pelo menos, 50% desse sangue e será sempre assim de agora em diante.

Desenvolvendo uma linhagem:

Vendo nossos pedigrees, alguém poderá pensar que nossa linhagem é "Bellon". De certa forma de sim, de outra não. Lendo alguns trechos de um livro escrito por um dos maiores criadores, Pat Patrick disse que não adianta você ter um animal desse ou daquele sangue, você precisa saber as qualidades de cada linhagem em particular e identificar nos animais tais características. Descomplicando:
Pat Patrick ordena quatro como sendo os critérios de seleção dele: Gameness, Histamina, Habilidade (wrestling ability) e Força (hard bite). Pois bem, ele acredita que você só terá um cão Patrick, não se estiver escrito “Patrick” de primeira a quinta geração em seu pedigree, mas sim, se ele vier munido das características que ele descreve em seus cães.

Infelizmente, nunca podemos ler ou ouvir nada a respeito da opinião do Sr. Antonio Bellon sobre seus próprios cães, então não podemos saber como procede os critérios de classificação e seleção de seus animais. Mas está clara e evidente a colaboração dos Bellon’s dogs em nossa criação, não podemos deixar de ressaltar e agradecer mas, nesse momento, o Aroeira Club Kennel está por sua própria conta, selecionando e classificando seus prospectos, não sofrendo influência direta de nenhum desse criadores acima citados, mas evidentemente, seguindo os bons exemplos.

Pat Patrick nos inspirou no sentido em que ele traçou parâmetros para sua criação, e de acordo com o que ele achava melhor, conseguiu dar uma estabilidade genética aos seus animais. De acordo com seus critérios, ele conseguiu uma descendência com características herdáveis, o que é mais importante. Não adianta também produzir um bom animal e nunca mais outro igual a ele. Selecionando “Gameness”, que é uma característica de alta herdabilidade, segundo ele próprio, Patrick conseguiu um plantel homogêneo e com características herdáveis. Ele sugere que o gameness, por si só, supera as outras qualidades, possibilitando assim, obter uma maior quantidade de bons exemplares superando, como linhagem, as demais.

Nós, evidentemente, discordamos um pouco disso. Consideramos o Gameness, como a partida para seleção, um item obrigatório, não como o objetivo final. Um outro detalhe é que a seleção favorecendo rigidamente uma qualidade em detrimento a outras, pode ser compensado com a inibição ou desaparecimento das mesmas.

Outra linhagem que parece ter uma descendência sólida, principalmente se tratando de gameness, é May Day. Certa vez, lemos um artigo publicado numa certa revista em que Vitor Aycart explicava porque criava May Day dogs e não outra linhagem ele dizia que já havia criado uma outra linhagem durante vários anos e poucos exemplares tiveram êxito e que no mesmo período de tempo com May Days, já existiam vários Chs.

A leitura é uma forma obter conhecimento, leia tudo com senso crítico e tente enxergar o cerne da questão, a motivação que levou o texto a ser escrito, faça isso agora mesmo. Nós fazemos uma analogia de tudo que lemos e grandes lições foram tiradas com base nesses consagrados criadores, que nesse momento, temos a petulância de analisar e concluir por nossa própria conta, o sentido por detrás do escrito.

Tanto Patrick's e May Day's são linhagens de respeito e incontestável êxito. Mas, em ambos os casos, notamos um cunho comercial por trás da expectativa, tanto de um como de outro criador. Evidentemente, se você tiver em seu canil, ROMs, PORs, GrChs, Chs, etc, terá um excelente marketing para vender seus filhotes e também superar em números outras linhagens. Sem dúvida criar Patrick's e May Day's seria um bom modo de se obter sucesso, mas a quem seriam atribuídos os méritos?

Partindo do princípio de que Gameness é uma característica de alta herdabilidade, acreditamos que 1/4 de sangue desses animais, ou até menos, é suficiente para garantir essa qualidade, deixando os outros 3/4 para serem preenchidos com outras características menos comuns nessas linhagens, como hard bite por exemplo. Não queremos criticar ou menosprezar nenhuma dessas linhagens, muito pelo contrário, citamos elas porque vemos que tanto uma quanto a outra poderá colaborar, e muito, com nossos objetivos. Temos dois exemplares com 50% de sangue Patrick e pretendemos incluir também o sangue May Day em nossa criação.

Como citamos anteriormente, nosso objetivo é desenvolver animais de performance, que se aproximam ao máximo dos grandes Bulldogs que fizeram história e não fazer disso um comércio. Quando pensamos no que faz um grande Bulldog podemos citar à partir de Gameness:
• Disposição para treinar;
• Biotipo físico apropriado;
• Determinação;
• Habilidade e;
• Força.

Na intersecção do maior número desses fatores se encontraria o animal ideal.

O empurrão que faltava para alçarmos vôo nessa aventura um tanto quanto incerta, veio quando tivemos a oportunidade de ler o livro de Ed e Chis Faron do Wilde Side Kennel, onde são relatadas várias histórias e experiências por grandes criadores de grandes cães. De como fizeram história e seus nomes ficaram marcados para sempre no mundo dos Game Dogs. Lester Hughes, “O Velho Homem da Montanha”, conta algumas histórias, de Rascal como era habilidoso e poderia adaptar-se a qualquer estilo, de Zebo que era impiedoso com seus adversários e de Homer, que na sua opinião foi o grande sucessor de Zebo e muitos outras de Midnight Cowboy, Chivo, Boomerang, Red Boy, Honeybunch, etc. Esse é um exemplo, dentre vários que podemos ter no livro, onde os cães e canis admirados pela maioria dos "grandes criadores", não são os provedores de títulos e sim os animais que se superam, independente da linhagem que sejam e são esses que escrevem a história. Um criador chamado Larry Combs diz no livro que se todas as vitórias dos filhos de Gr Ch Adam’s Zebo ROM tivessem sido registradas, ele estaria no topo da listagem de ROMs.

Isso demonstra que eles estavam preocupados com a performance dos animais, não com os títulos, e esse também, guardando-se as devidas proporções, é o nosso objetivo. Hoje estamos aí, lutando contra a incerteza da genética e o acaso da sorte, tentando fazer do nosso sonho uma realidade.

Através desse site publicaremos o resultado do nosso trabalho, não como um site estritamente comercial, mas procuraremos inserir conteúdo que possa, de alguma forma, ajudar quem está começando ou quem já esteja na estrada há muito tempo.

Sejam bem vindos!!!

Aroeira Club Kennel

Principal

Pit Bulldogs
Game Dogs
Aroeira's Blood Line
1