HISTORIA DA RAÇA BOXER

De origem Alemã, o Boxer é uma raça recente com pelo menos 100 anos de existência, nascido mais precisamente na região da Baviera, no entanto sua origem esta na atuação da companhia de um molosso para caça e guerra, na idade media encontra-se cães de muita força e agressividade, auxiliando os militares nas conquistas. Gloriosos conquistadores tiveram seus triunfos em função destes molossos.

·        Hicsos, povo procedente da Ásia, levaram ao Egito ferozes molossos.

·        Felipe de Macedônia, pai de Alexandre Magno, se serviu de molossos para ganhar batalhas.

·        Cimbros, tribo originaria do norte da Europa se defenderam dos romanos com seus ferozes molossos.

·        Enrique VIII da Inglaterra venceu armado de seus molossos com coleiras de pontas de ferro e folhas de aço coberto com armaduras metálicas ou de couro.

                   Ao longo dos tempos quando as técnicas de combate se evoluíram estes animais tiveram que se adaptar a novas tarefas, funções de adaptação de cada povo com seus costumes, com essas ocupações tornaram-se um grande caçador e lutador, transformando em cães de guarda, obrigando aos povos a investir em diferentes tipos de cães em toda Europa. Com essas características esses molossos dariam nascimento aos ancestrais do Mastiff e do Buldogue na Grã-Bretanha, do Dogue de Bordeus no sudeste da França e na Alemanha, o Dogue Alemão e o Bullenbeisser.

                     O Bullenbaisser, Baerenbeisser, Brabanter ou mordedor de touros que também se chamou canis ursiritus (cães de urso) e canis porcatoris (cães de javali) se espalhou por toda a Europa formandos Bullenbeisser de Dinzig e o Bullenbeisser Brabançon que se descrevia: “Um cão imponente, forte e serio, é o cão mais inteligente de todos molossos, mede cerca de 55cm, tem o focinho curto, largo e desnivelado, marcado por rugas e com lábios pendentes. A cabeça é larga, seu diâmetro é maior que o de qualquer outra raça, os olhos são ligeiramente oblíquos e um pouco coberto pela pele da frente, tem rugas na testa e nas bochechas, as orelhas não são cortados. A linha superior é reta. A cor é de leão, rajada de cor de lobo”. Descrito por criadores da época, estas descrições satisfaz a condições de um futuro Boxer, a outra origem vem da Grã-bretanha com o Buldogue inglês segundo os britânicos, os Boxer nasceu graça ao buldogue chamado Tom que pertencia a um doutor de nome Toenmissen que morava em Munique, era de cor branco como neve. Tom cruzou com uma cadela do tipo Bullenbeisser chamada Alt’s Scheckin e deste cruzamento nasceu o primeiro Boxer que se chamou FLOKI “. Não tinha nada de especial, e foi qualificado de mestiço de buldogue por Maurice Luquet”.

 

              No final do século, estes cães perderam muito de suas característica e teriam desaparecido, estes cruzamentos teriam um resultado negativo ao que queriam os criadores. A criação ficou abandonada ate que em 1894 um oficial de exercito alemão de nome Fuedrich Robert originário de Viena, na Áustria, criador de Airedales que se interessava por treinamento de cães militares e seus dois amigos Erald König e Rudolf Höpner, se estabeleceram em Mônico Di Baviera, e pensaram em renascer o velho Bullenbeisser introduzindo o Bulldog.

 

             Em 1895, Flocki foi apresentado numa exposição de cães  São Bernardo, na cidade de Mônico Di Baviera. No ano seguinte, Flocki teve a honra de ser  registrado  no livro das origens como o primeiro Boxer.

             Em 29 de Março de 1896, Erald König examinou mais de vinte exemplares fazendo anotações e descrições das características essências do cão chamado Boxer.

              Em 14 de julho de 1902, o clube da raça aprovou o primeiro padrão da raça que era o inverso de 1896.     

               Em 1904 foi publicada a primeira revista exclusivamente dedicado a raça Boxer.

               Em 1905 um novo padrão foi aprovado e recuperando os conceitos da primeira seleção.

               Em 1920 aumentou o tamanho do boxer no padrão oficial.

              Em 1925 foram excluído os brancos e pretos.

               Em 25/06/1990 foi adotado o padrão oficial com o nº 144, publicado pela FCI (Federation Cynologique Internacional).

               Depois destes fatos extraído de revistas e livros, a raça boxer teve sua ascensão em todo mundo chegando a América com o canil Von Dom da família Stockmann que exportou para o canil Barmere, o cão chamado Sigurd Von Dom que foi o grande passo para a raça no território americano, mas o canil Mazelaine Boxer foi a grande evolução, prestigio e sucesso de uma seleção genética para a raça Boxer. 

 

* FÍGARO * SUCCESSFUL WITH EMY LEVER

Q-GUGU G. G. DI FIORE BELLA

GILBERTO ROCHA E HUNTER

 QUADRA DE EXPOSIÇÃO DO PARQUE CINOFILO SILVIO AZEVEDO      

O BOXER HISTORIA DA RAÇA BOXER CANIL PORCHT MATRIZES PADREADORES FILHOTES CRUZAMENTOS E-MAIL
1