- Mistério da Encarnação -

JUBILEU 2000

A entrada no novo milénio encoraja a comunidade cristã a alargar o seu olhar de
fé para horizontes novos no anúncio do Reino de Deus. Numa ocorrência tão especial
como esta, é forçoso voltar com fidelidade segura à doutrina do Concílio
Vaticano II, o qual, considerando as exigências actuais da evangelização,
projectou nova luz sobre o compromisso missionário da Igreja. De facto, no Concílio
a Igreja adquiriu uma consciência mais viva do seu próprio mistério e da missão
apostólica que lhe foi confiada pelo seu Senhor. Esta consciência obriga a comunidade
dos crentes a viver no mundo ciente de que é « o fermento e a alma da sociedade
humana, a qual deve ser renovada em Cristo e transformada em família de Deus ».
Para corresponder eficazmente a tal compromisso, ela deve permanecer na unidade
e crescer na sua vida de comunhão. A iminência do evento jubilar constitui um
vigoroso estímulo nesta direcção. A passagem dos crentes para o terceiro milénio não
se ressente de forma alguma do cansaço que o peso de dois mil anos de história
poderia acarretar consigo; antes, os cristãos sentem-se revigorados com a certeza
de levarem ao mundo a luz verdadeira, Cristo Senhor. Ao anunciar Jesus de Nazaré,
verdadeiro Deus e perfeito Homem, a Igreja oferece a todo o ser humano a perspectiva
de ser « divinizado » e, dessa forma, tornar-se mais homem. Este é o único caminho
pelo qual o mundo pode descobrir a sublime vocação a que é chamado, e realizá-la na
salvação operada por Deus. Incarnationis Mysterium


< Site Principal

1