A pequena história de Celina Sandoval

                Era uma vez, há muitos e muitos anos...
                Essa história eu conto depois, agora vamos ao que interessa.
                Sou paulista de 66 anos, casada a 39 anos com o mesmo marido, amor da minha vida.. Tenho um casal de filhos maravilhosos e quatro netos lindos, sendo um casal de cada filho.

                     Sou artesã, artista plástica por puro prazer, pois profissionalmente sempre fui professora de Educação Infantil, de Deficiente Auditivo e encerrei minha carreira como Diretora de Escola. Sou aposentada da escola porque do fogão, dos pinceis e das agulhas ainda estou na ativa.
                  A Net....  entrou na minha vida por acaso. Não queria saber de computador... Achava tudo que via muito sem graça. Mas assim de repente alguém pediu meu endereço eletrônico. Passados alguns dias fizeram o mesmo pedido. E eu? Fiquei arrasada e pensei "eu não existo, sou um ET... como vou entrar no século vinte um sem endereço eletrônico? Preciso urgente de um micro". Daí para instalar um em casa foi uma questão de uns poucos dias. E daí? O que fazer com ele? Os filhos já estavam fora e meu marido era tão cru como eu.
                   Conversei aqui e ali e arrumei um rapaz para me ensinar o básico do básico para eu entrar no novo século com endereço eletrônico.
                   Estava me sentindo uma verdadeira internauta. Foi uma sensação maravilhosa. E agora como fazer aqueles e-mails lindos? Onde aprender, com quem? Apareceu na minha vida a Romy e seu Caderninho e consequentemente o PSP 6 ou 7. Participei de um grupo muito bom, o "Toque de Arte", onde deixei uns tutoriais. Em seguida fui para o "PSP Brasil" onde fiz de tudo e até hoje pertenço aos Veteranos e ao Animation.


                 Fiz incursões por outros programas como : Corel, Photoshop, Scrippy, Swish e outros mas nunca deixei o PSP. Gosto muito do Front Page onde faço meus sites, mas não me dei bem com o Dreamweaver.
                 Em 2006 entrei em contato com o Scrapbook... e foi paixão a primeira vista e a madrinha dessa paixão foi Helena Monteiro. Ela me mostrou o caminho das pedras... e eu ainda estou garimpando. Uma maravilha, desenvolve a auto-crítica, a criatividade, a observação, além de dar uma satisfação enorme que massageia o ego. O bom de tudo isso é que o scrap não tem fim e estamos sempre em fase de aprendizagem.
                 Não poderia deixar de mencionar que faço Avatar personalizado e bonecas palito..

                      Muito obrigada pelo convite e pela gentileza,    

                      Celina Sandoval
                      sandoval@flash.tv.br
                      http://br.oocities.com/celina_animation/
                      http://scrapcelina.blogspot.com/
           

    

1