Colunas 2007


"Coluna do Hyder" - Fabio "Hyder" Azevedo

Seu Wilson Fittipaldi - Entrevista com o Barão

 

O Barão em uma recente foto de família: um Atlas vivo sobre automobilismo.


Olá pessoal,
os níveis de adrenalina estão começando a aumentar, pois as equipes já foram apresentadas, formalmente, aos DP01, assim como seus novos pilotos. Muitas caras novas, algumas renovações e outras baixas. Algumas destas mudanças eu considero injustas, mas outras foram mais que merecidas. Não vou citar nomes, mas o noticiário diz por si próprio. A nossa coluna será dessa vez baseada numa figura doce e amável e que é um dos pilares da nossa história automobilística. Pai de lendas, avô de um piloto consagrado e, quem sabe, bisavô de um futuro talento. Falo do "Barão" Wilson Fittipaldi, ou simplesmente... "Seu" Wilson.

Confesso que não tive muito contato e que nosso bate-papo foi muito rápido, coisa de 35 minutos no máximo, mas que me deixou extremamente feliz, pois a simplicidade e o conhecimento que o mesmo possui sobre o automobilismo desde a época da tradicional Corrida da Gávea, quando transmitiu a sua segunda etapa, em 1993 até as jornadas de F-1, entre outras atividades e a tradicional e costumeira pergunta que todo mundo faz e ele, todo orgulhoso, não se cansa de repetir... "Sempre soube separar o lado profissional de jornalista do lado emocional de pai..." E saber que tudo começou com uma pergunta sobre um modelo de Auto Union que foi desenvolvido no governo nazista da Alemanha. A partir dali... percebi realmente que estava do lado de uma lenda... O seu conhecimento sobre automobilismo é tão grande que me senti ao de um Atlas automobilístico e esportivo sem a necessidade de trocar as páginas. A conversa foi interrompida, pois o mesmo estava a caminho de sua casa e eu estava com um treino marcado. Este quem escreve está preparando-se para atividades como thriatlon e maratonas ciclísticas. Mas com certeza esta conversa terá um breve retorno. Basta aguardarem.

Um dos fatos mais interessantes foi um questionamento do mesmo quando acabávamos de falar da minha equipe do coração, a Penske. Ele veio com uma indagação, no mínimo bastante interessante e que me deixou tremendamente orgulhoso como fã da categoria... "Oh Susy... e não é que a Cart está sobrevivendo a todo este disse me disse sobre a falência...?" Por mais que todos nós saibamos que a situação não esteja das melhores e que as dívidas, mesmo que estejam sendo quitadas no prazo, são grandes, pois o buraco deixado por administrações anteriores, à categoria não perdeu o seu charme. Perguntei ao Barão sobre a "genérica" Indy Car (Indy Racing League). "Pessoalmente eu prefiro a Cart, pois acho que há mais técnica, principalmente por correr em mais circuitos mistos e de rua do que a IRL. Não me corrija, por favor, se estiver errado Susy”.

Conversar com gente assim, cheia de histórias, bons conselhos e dicas que valem para uma vida inteira, pelo menos penso eu, é algo que vale a pena demais. Falo isso, pois a pessoa que me apresentou ao fechado e reservado mundo do automobilismo também estava nesta sala e minhas primeiras jornadas no automobilismo completam 10 anos neste ano e como gosto de conversar com esta pessoa, sempre ligada e uma tremenda conselheira. Falo de Suzane Fittipaldi, ou Susy mesmo. Já posso afirmar, publicamente, que levei broncas dela, mas que serviram muito para o meu aprofundamento profissional e pessoal. Ela conhece muito da Champ Car e de sua estrutura, pois participou da organização de produção, além de Salas de Imprensa organizadas aqui no Brasil e no México também, fora que, por se tratar de uma pessoa tão franca e gentil, acaba cativando a todos. O mais bacana disso tudo, para mim, que ali nasceu uma amizade que transcendeu os portões de autódromos. Ela não é apenas uma mãe de piloto, ex-esposa de outro. Ela tem muita vivência neste mundo, mas, mesmo assim, não deixa de ser uma pessoa humilde e trabalhadora. Não falo isso apenas por falar. Todos que conhecem ou já tiveram a oportunidade de trabalhar com ela podem confirmar isso.

Pois é... Vou encerrando mais esta coluna, dedicando a esses dois personagens: O Barão Wilson Fittipaldi e a minha grande amiga, Susy Fittipaldi.

 

Um grande abraço fiquem com Deus e até a próxima.

 

Fabio "Hyder" Azevedo
http://blogdohyder.blogspot.com                                                                             

 

 

Torcedor do Vasco da Gama e da Associação Atlética Anapolina, fã da Penske, atualmente sou Analista de Tecnologia da Informação mas continuo apaixonado pelas corridas como nunca. Todas as semanas, falarei sobre as minhas experiências na categoria, além de contar histórias dos bastidores que poucos conhecem.

 

 

Voltar


 

Copyright© 2005 Champ Car Brasil.

1