RESPIRANDO ENERGIA JUNTO COM AR



RENASCIMENTO

Desde a antigüidade, nas mais diversas culturas, que a função respiratória é tida como algo nobre e especial. Na visão de nossos ancestrais respirar é sinônimo de estar vivo e a mitologia constantemente se refere a essa correspondência. No mito da criação, como exemplo maior, o alento divino, o sopro do criador, penetra nas narinas da criatura, tirando-a do estado de matéria inerte, abrindo-lhe as portas da existência.

A maioria de nós não tem qualquer consciência de seu processo respiratório. Percebemos algumas alterações em seu ritmo somente quando o incomodo é muito grande, ou quando nosso controle fica comprometido. Isso é facilmente verificado nos estados de pânico, ansiedade, angústia e situações de grandes emoções. É comum descrevermos esses momentos como sufocantes, ou então, que "faltou-nos o ar" naquelas circunstâncias.

Do ponto de vista emocional, portanto, o respirar funciona como um termômetro, que detecta qualquer alteração em nossos sentimentos. Servindo de âncora das diversas circunstâncias a que estamos sujeitos, a respiração cria registros em nossa psique de tudo quanto experimentamos, a começar pela ocasião do parto onde somos expostos a intensas emoções.

Atento a isso é que, na década de 70, Leonard Orr, em sua busca constante de auto-aperfeiçoamento, desenvolveu uma série de estudos quanto aos efeitos da respiração sobre as pessoas. Ele observou que sempre que se modifica a respiração os indivíduos experimentam sensações diferentes. Esse fato o levou a uma série de vivências com diferentes técnicas respiratórias, tendo inspirado-se principalmente na Ioga e no Chi Gong que, a milênios, consideram as práticas respiratórias como um elemento fundamental no processo de aprimoramento e desenvolvimento da consciência humana.

Em suas pesquisas Leonard identificou um tipo de respiração que se mostrou especialmente mobilizante, favorecendo o aflorar de sensações e memórias ligadas ao nascimento. Também constatou que na medida em que se rememoravam esses acontecimentos, dentro daquelas condições, as pessoas sentiam-se extremamente relaxadas, e, mais do que isso, havia mudança nos padrões respiratórios com o desaparecimento dos comportamentos a eles associados. Essas experiências foram feitas, por ele mesmo, em primeiro lugar, e por inúmeras pessoas que se identificaram com esse processo ao qual ele chamou de RENASCIMENTO.

Ao longo dos anos a técnica do Renascimento foi aprimorada e hoje se apresenta como uma potente ferramenta de transformação e crescimento pessoal, com uma ação terapêutica bastante ampla. O método, que a nosso ver é de fácil compreensão e desenvolvimento, consiste, em última análise, na manutenção consciente de um ritmo respiratório contínuo, o qual promove uma elevação na taxa de oxigênio e prana em nosso organismo. A onda energética desencadeada durante esse processo promove a dissolução dos antigos padrões de medo, angústia, rigidez, contenção, etc, conduzindo a uma profunda limpeza psicofísica. Leonard Orr observou também que esta técnica é capaz de transcender os padrões ligados ao nascimento, permitindo a liberação dos registros traumáticos adquiridos ao longo de nossas vidas, eliminando-se o stress físico, mental e emocional decorrentes dessas memórias celulares.

Hoje, no mundo inteiro, milhares de pessoas "RESPIRAM" . Gente como Frederic Leboyer, que descobriram os benefícios do Renascimento, tendo suas vidas e praxis transformadas à partir da vivência de sessões de respiração. Leboyer foi renascido por Leonard e pode sentir a abrangência e a profundidade da técnica. A liberação dos antigos padrões de estar no mundo e a possibilidade de nos colocarmos abertos a uma ressignificação da vida, realmente nos faz "RENASCIDOS". Leboyer passou a recomendar que suas clientes praticassem Renascimento durante a gestação, liberando-se elas mesmas de seus traumas de nascimento de forma a criar melhores condições para o parto de seus filhos, o que pode comprovar em sua prática.

Respirar, enfim, nos devolve a possibilidade de construir uma nova vida sentindo-nos totalmente renovados, em harmonia com nosso ser interior e com o universo, num processo de desenvolvimento de nossa consciência, o que nos fornece a oportunidade de resgatarmos nossa autonomia no encaminhamento de nossas escolhas. Respirar é libertar-se, é renovar-se. Respirar é Renascer.

RESPIRE!

( Celia Gouvea )


>


Texto2


ESPAÇO ANIMA MUNDI
Meier / Rio de Janeiro
Brasil
CEP 20775-050
Tel (021)9978 3270 / 581 2139

Celia Gouvêa

Fale Conosco!

(estamos em construçao)
(em breve teremos outros artigos à sua disposição)

Assinar o livro de visitas

Voce é o visitante Counter 1