Tipos de Código de Barras


Código de Barras 39


  Código 39, também conhecido como "Código 3 de 9", é o formato mais popular utilizado em inventário e controle não varejista. O formato consiste em três elementos espessos (barras ou espaços) em um totalizado em manufatura,aplicações militares e de saúde. O formato distinto de comprimento variável aceita os 44 caracteres  seguintes:

  0123456789ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ.*$/+%.

  O asterisco (*) é utilizado como caractere de início/parada, não podendo ser utilizado no corpo da mensagem.

  Você também pode adicionar um dígito de verificação que ajude a garantir a segurança do código de barras. O Código 39 suporta os formatos de dígito de verificação Módulo 43 e xxx-nnnnnnn-c utilizados pela alfândega dos E.U.A. para remessas de importação/exportação e em dezenas de outras aplicações.

Código 25 (2de 5) Intercalado

  


 

  Código 25, também conhecido como "Código 2 de 5", é um formato de código distinto, de comprimento variável. O formato Código 25 consiste em duas barras espessas em um total de cinco barras para cada caractere codificado. É utilizado sobretudo em manuseio de inventários, em fichas de compensação bancária, na identificação de envelopes de acabamento de fotografias, em passagens aéreas, no manuseio de bagagens e cargas e em dezenas de outras aplicações.

UCC-128



 

  Mais abrangente que os demais códigos, o UCC/EAN-128 é complementar, baseado em Identificadores de Aplicação (AI), identificando o significado e o formato de dados. O UCC/EAN-128 pode, inclusive, ser aplicado em   unidades de distribuição, permitindo a identificação do número de lote, série, data de fabricação, validade, textos livres e outros dados.

  A utilização do UCC/EAN-128 é múltipla, podendo ser aplicado na logística e automação de vários setores produtivos e comerciais, como o ramo alimentício, farmacêutico, vestuário e de papel, entre outros. Além disso, pode ser usado na distribuição, armazenamento, inventários e gestão de estoque, proporcionando agilidade na captura de informações, com menor margem de erros. Trata-se de um sistema que possui abrangência necessária para a obtenção de grandes ganhos na cadeia distributiva, sempre objetivando a otimizar e a maximizar, por meio da informação rápida e precisa.

UPC-A



 

  Os símbolos UPC (Universal Product Code) são usados em aplicações de varejo nos Estados Unidos e no Canadá. O UPC(A) é um formato de 12 dígitos. O símbolo consiste em 11 dígitos de dados e um dígito de verificação. Normalmente, o primeiro dígito representa o tipo de produto sendo identificado. Os cinco dígitos seguintes são um código de fabricante e os cinco dígitos seguintes são utilizados para identificar um produto específico.

UPC-E



 

  Como o UPC(A), o UPC(E) é utilizado em aplicações de varejo; no entanto, como o código de barras é menor, ele é mais adequado para itens menores. Esse formato também é chamado de "zero suprimido" porque o UPC(E) compacta um código de 12 dígitos UPC(A) em um código de seis dígitos. O UPC(E) suprime o dígito de sistema numérico, os dígitos finais no código de fabricante e os zeros iniciais na parte de identificação de produto do código.

  Um número opcional de dois ou cinco dígitos pode ser adicionado ao do código de barras UPC(A) e UPC(E) principal. Esse número é designado para uso em publicações e periódicos, aparecendo como um código de barras adicional no lado direito do código de barras principal.

EAN-8

 

  O sistema EAN (European Article Numbering) é uma versão européia do código UPC (Universal Product Code). Atualmente, esse código é denominado International Article Number, mas a abreviação EAN permanece. Os códigos EAN encontram-se em itens de varejo na Europa.

  O EAN-8 codifica oito dígitos, consistindo em dois dígitos do código do país, cinco dígitos de dados e um dígito de verificação. 

  Um número opcional de dois ou cinco dígitos pode ser acrescentado ao código de barras principal. Esse número é apropriado para uso em publicações e periódicos, aparecendo como um código de barras adicional no lado direito do código de barras principal.

EAN-13

 

  O EAN-13 é a versão européia do UPC (A) (Universal Product Code). A diferença entre o EAN-13 e o UPC (A) é que o EAN-13 codifica um 13° dígito no padrão de paridade dos seis dígitos da esquerda de um símbolo UPC (A). Esse 13° dígito, combinado com o 12°, representa um código de país.

  Um número opcional de dois ou cinco dígitos pode ser acrescentado ao código de barras principal. Esse número é designado para uso em publicações e periódicos, aparecendo como um código de barras adicional no lado direito do código de barras principal.

CODABAR




  O CodBar é utilizado freqüentemente em bibliotecas, bancos de sangue e na atividade de encomendas aéreas. O formato de comprimento variável permite a codificação dos 20 caracteres seguintes: 0123456789-$:/.+ABCD. Os caracteres de início e de parada de uma mensagem CodBar precisam ser A, B, C ou D.

CODE 128




 

  Código 128 é um formato alfanumérico de alta densidade e comprimento variável utilizado na indústria de transporte e etiquetagem. Esse código possui 106 padrões de barras e espaços. Cada padrão pode ter três significados, dependendo de qual dos três conjuntos de caracteres é empregado. Um conjunto de caracteres codifica todos os caracteres de controle ASCII e maiúsculos, um outro codifica todos os caracteres maiúsculos e minúsculos e o terceiro conjunto codifica os pares de dígitos numéricos de 00 a 99. O conjunto de caracteres utilizado é determinado pelo caractere inicial.

  O Código 128 também permite codificar quatro códigos de função: FNC1, FNC2, FNC3 e FNC4.

·    FNC1 reservado para uso em EAN (European Article Numbering).
·    FNC2 utilizado para instruir o leitor de código de barras na concatenação da mensagem em um símbolo de código de barras com a mensagem no símbolo de texto.
·    FNC3 utilizado para instruir o leitor de código de barras a efetuar uma redefinição.
·    FNC4 utilizado em aplicações de sistemas fechados.

  Uma variação do formato Código 128 é o EAN 128. Esse símbolo utiliza o mesmo conjunto de códigos que o Código 128, mas os códigos de função de FNC2 a FNC4 não podem ser utilizados e FNC1 é utilizado como parte do código inicial. 

FIM

 

 

  Os padrões FIM (Facing Identification Mark) são utilizados pelo Serviço postal dos E.U.A. no processamento automatizado de correio. Os padrões FIM são utilizados para faseamento automático e cancelamento de correspondência não selada ou não isenta, como cartões-resposta comerciais, etc.

  Há quatro padrões FIM atualmente em uso: FIM-A, FIM-B, FIM-C e FIM-D.

·    FIM-A utilizado em correspondência de resposta de cortesia pré-impressa com códigos de barras POSTNET
·    FIM-B utilizado em cartões-resposta comerciais, em correspondência de cobrança oficial e franqueada (governo) que não seja pré-impressa com códigos de barras POSTNET
·    FIM-C utilizado em cartões-resposta comerciais, correspondência de cobrança oficial e correspondência franqueada pré-impressa com códigos de barras POSTNET

·    FIM-D indica que a postagem é necessária

  Os padrões FIM são inseridos no canto superior direito, ao longo da borda superior, recuados duas polegadas em relação à borda direita.

CMC7

 

  Código usado para identificação na parte inferior das folhas de cheque.

*ISBN

*não é código de barras. apresentado apenas para sua informação.

 

  Os códigos ISBN (International Standard Book Number) são impressos em livros. Esse formato não é um tipo separado de código de barras. Os números ISBN possuem uma estrutura específica e são codificados com os códigos de barras EAN-13. A mensagem é formada por um código de país fixo de três dígitos 978, seguido pelo número ISBN de 10 dígitos. O décimo dígito (ou dígito de verificação) é descartado. Especifique os dígitos utilizando os formato x-xxxx-xxxx.

*ISSN

*não é código de barras. apresentado apenas para sua informação.

 

  Os códigos ISSN (International Standard Serial Number) são impressos em revistas, jornais e outras publicações periódicas. Esse formato não é um tipo separado de código de barras. O ISSN é um código de barras EAN-13 com um código de país 977 e um código suplementar de dois dígitos. O código suplementar de dois dígitos contém o número do exemplar. Por exemplo, janeiro=01 e fevereiro=02. Especifique os dígitos utilizando o formato xxxx-xxxx.

ITF

 

  ITF (Entrelaçado de 2 de 5) foi desenvolvido com base no Código 25. Ambos os formatos utilizam as mesmas técnicas de codificação, exceto que, no formato ITF, tanto as barras quanto os espaços transportam dados: os dígitos de posição ímpar são codificados nas barras e os dígitos de posição par são codificados nos espaços. O ITF é um formato de alta densidade, de comprimento variável, exclusivamente numérico. Esse código de barras é um dos formatos mais populares utilizados pelas indústrias de transporte e de armazenamento.

ITF-14

 

  O ITF-14 é semelhante ao formato ITF, com exceção de que exatamente 13 dígitos devem ser digitados. Cinco dígitos opcionais podem ser digitados no código de barras adicional.

JAN-8

 

  O JAN-8 é o equivalente japonês do EAN-8.

JAN-13

 

  O JAN-13 é o equivalente japonês do EAN-13.

MSI Plessey

 

  O código de barras MSI Plessey é utilizado principalmente em bibliotecas e em etiquetagem de prateleiras de lojas. O MSI Plessey é um formato de comprimento variável que permite codificar os 10 caracteres seguintes: 0123456789. Cada caractere consiste em oito elementos: quatro barras e quatro espaços.

Pharmacode

 

 

  O Pharmacode é utilizado no controle de segurança on-line (Online Security Control) do processo de embalagem farmacêutico. Somente as barras (e não os espaços) transportam dados. A alta tolerância de impressão e a opção de imprimir o código de barras em várias cores torna o Pharmacode um formato prático.

POSTNET



  Os códigos de barras POSTNET (Postal Numeric Encoding Technique) são utilizados para codificar códigos de endereçamento postal no correio dos E.U.A. O processo de manuseio de correspondência do Serviço postal foi desenvolvido para ser totalmente automatizado e os códigos de barras POSTNET alimentam o equipamento automatizado.

  O POSTNET difere dos outros formatos em que a altura das barras varia, e não a largura das barras. Cada número é representado por um padrão de cinco barras. Uma única barra alta é utilizada para as barras de início e parada. O POSTNET pode ser utilizado como código de barras de ponto de entrega de cinco dígitos, de nove dígitos e de 11 dígitos. Esses códigos são freqüentemente utilizados em conjunto com as barras FIM que se encontram no canto superior direito de uma correspondência, como cartões-resposta comerciais.
                                                 

Página Inicial   -  Código de Barras  -  Comandos do Sistema Operacional AIX   -   Prefixos EAN Internacional   -  Sistema EAN   -   Controle Diário de Produção   -   Estação de Trabalho   -   História do Papel   -   Histórico de Processo   -   InfoPrint 4000   -   Procedimento   -   Xerox 4890 HighLight Color   -  Sistema Óptico de Leitura de Código de Barras