DEUSES

>:( Deuses>:(

Cernunnos (celta): patrono do ensino e da poesia, ótimo para se treinar técnicas para memória. Forte e colossal, também é o protetor.

Faunus (romano): Protetor da floresta, dos campos e rebanho. Trabalhos como visão de futuro durante o sono em sonhos.

Hermes (grego): Deus do atletismo, da comunicação e expressão, inteligência, viagens, literatura e dos comércios. Entre os Deuses cornudos, Hermes é o maior patrono da poesia.
Também é considerado como ardiloso, e como tal, ele também é considerado Deus dos ladrões. Hermes é genial com as mulheres, pois é engraçado e culto.

Pan (grego): Deus da sabedoria e da profecia. Inspirador de impulsos puros e fortes dos tipos que com freqüência se escondem em nosso subconsciente. Vingador dos males causados aos animais. Pan é a forma mais conhecida dos Deuses chifrudos.

Aeacus (grego): Deus da integridade, do bom julgamento, da honestidade, das negociações, da identificação da verdade.

Agni (hindu): Deus do fogo, da encarnação das plantas, da fertilidade e vitalidade masculina. Trabalhe intuição, prosperidade, crescimento.

Apolo (grego): Deus do sol e da profecia, da luz, verdade, medicina, poesia e beleza. Apolo protetor das musas. Excelente músico, atleta, arqueiro. Era considerado um dos Deuses mais belos. Trabalhe, força, energia, beleza, disposição.

Ares (grego): Deus da guerra, vitória, agressividade, personalidade forte. Trabalhos para sexualidade, liderança, disposição, conquista. Mas cuidado, é necessário equilíbrio para se trabalhar com Ares.

Baco (grego): Deus do vinho, da vegetação, da indulgência, felicidade, destruição, insanidade. Originalmente conhecido como Dionísio, começou a ser chamado de Baco por volta do ano 400 a.C. Baco é uma referência ao estado de espírito que resultava das oferendas e cultos a Dionísio. Ambos são Deuses do vinho. É bondoso para aqueles que tem mente aberta, mas traz loucura e destruição para os que não são assim.

Brahma (hindu): Favorece na conexão com nosso lado feminino. Trabalhos para equilíbrio. União sexual das duas partes. Estude mais sobre o Deus e assim você poderá tirar suas conclusões.

Dionísio (grego): Deus do vinho, da vegetação, indulgência, felicidade, destruição, insanidade, renascimento, auto-sacrifício. Deus das Bruxas. Dionísio é considerado um filho bastardo. Mas se desfez do que tinha para ajudar outras pessoas e casou com a mulher que Teseo abandonou. Foi até Hades para resgatar sua mãe. Também é um Deus que considero da coragem.

Ganesha (hindu): Deus da sorte, sabedoria, literatura, estratégias, inteligência, intuição, satisfação e popularidade. Ganesha é um dos Deuses mais inteligente. Conte com auxílio dele para resolver problemas, clarear sua mente e lógica. Porém não creio que seja bom trabalhar com ele para trabalhos relacionados ao amor. Pois Ganesha teve duas esposas e essas eram bem compreensivas. Então, deve se ter noção da personalidade da pessoa que vc está tendo dificuldade no relacionamento.

Hades (grego): Hades muitas vezes é mal compreendido. Ele seqüestrou Perséfone, mas foi por amor. Provou ser o mais fiel dos Deuses do Olimpo, traindo-a somente duas vezes. Hades é guardião do mundo subterrâneo, de onde vêem muitas riquezas. Hades mostra que o amor vale enquanto as partes são felizes. Pois quando a insatisfação nasce por parte de um dos parceiros, fica claro que é o começo de complicações.

Horus (egípcio): Deus da retribuição, bondade, silêncio, segredos, honra, respeito. Horus é o Deus da bondade, mesmo tendo se vingado da morte do pai. Horus era filhos de Isis e Osíris. Ele é um Deus solar, assim sendo, o melhor dia para se trabalhar é no domingo.

Osíris (egípcio): Deus da fertilidade, transição, regeneração, superação, vida após morte, leis, agricultura, música, canto, invenções. Osíris foi esquartejado por seu irmão Seth em 14 pedaços, que foram espalhados por todas as partes do Egito. Ìsis juntou todos os pedaços, menos um, seu pênis, que tinha sido comido por um caranguejo. Porém Ísis criou um novo pênis, sendo ele de ouro e com sua magia restaurou Osíris com a ajuda de Anúbis e Neftis.

Quero esclarecer para vocês que Horus nasceu depois do renascimento do pai, só então é que Horus vingou-se do feito do tio.

Seth (egípcio): Deus da inteligência, da destruição e do temperamento. Seth governou o deserto, mas foi Rá quem deixou a terra devastada pela seca. A batalha de Seth contra Osíris, não era algo tão surpreendente entre as divindades. Muitas Deusas também tiveram esse tipo de desentendimento entre elas.

Shiva (hindu): Deus da destruição, regeneração, evolução, dança, ritmo do universo, auto-sacrifício. É um Deus que ilustra muito bem a morte e renascimento. Destruidor e regenerador. Entender Shiva é entender a evolução. Para se haver vida, é necessário se haver a morte!

Zeus (grego): Deus protetor, provedor, chefe da casa. Zeus é proteção especialmente para as mulheres, a quem muitas vezes ajudou. Marido de Hera. Ele é o rei da chuva, que auxilia no crescimento das plantações. Está relacionado também com a figura paterna.

“Lâmia Thalassa” ©


Voltar
Home
1