“A Dança do ventre e sua origem”


Olá pessoal, falarei um pouco sobre meu ponto de vista neopagão em relação a Dança do Ventre.
A origem exata da dança é desconhecida, e, apesar de associarmos a DDV ao Egito e a Arábia, temos informações que o tema vem da Mesopotâmia há pelo menos 6 mil anos(essas datas variam de fontes de pesquisa).
As mulheres imitavam o que viam na natureza. Veja só a percepção dessas sacerdotisas, isso é o que podemos chamar de “olhar de bruxa”. Elas imitavam a sinuosidade da serpente, o passo do camelo, o balanço das plantas ao vento!
Naquela época as mulheres dançavam em louvor da Grande Mãe. Deusa Inana na Suméria, Isthar entre os assírios, Babilônios e Astarte entre os Cananeus e fenícios.
Deusas essas, ligadas a fecundidade, a vegetação e ao amor!
As dançarinas em transe incorporavam a Deusa. Naquele instante mágico, elas mergulhavam em seu interior, ressurgindo fortalecidas como mãe.
Essas homenagens à Grande Mãe, eram realizadas em reuniões fechadas e nessas reuniões os homens não tinham participações, porém, havia rituais públicos de fertilidade que marcavam tempo de plantio e colheita dos vegetais.(nesses, a participação do homem era fundamental né gente!!!)
Nessas festas o ato sexual tinha um caráter impessoal e simbolizava ao mesmo tempo o encontro da Deusa e do Deus, era então a fecundidade da terra e das mulheres!
Com esses rituais acreditava-se a garantia de boas colheitas e excelentes parideiras.
Olha só, se essa prática era tão importante para os povos primitivos, creio eu que atualmente também poderíamos adequar a Dança do Ventre em nossos rituais!
Bom, continuando sobre a origem da Dança. No antigo Egito a prática da dança era em agradecimento a Deusa Isis pela fertilidade e beleza. As dançarinas com seus ventres nus captavam a energia do Deus Rá (Sol).
Dançava-se ainda na primeira noite de lua cheia nas florestas e locais considerados sagrados, ao cheiro de incensos em rituais para o aumento da fertilidade e saúde. Vejam, isso me lembra nossos esbás!!!!!! Apenas uma sugestão moçada!!!!! rsrsrsrsrsrsrsrs
Logo a dança passou a ser executada em palácios e acabou se popularizando pelas ruas e mercados.
Após a invasão Árabe, a dança passou a fazer parte da cultura do oriente médio como dança folclórica.
A dança difundiu-se muito, assim sofrendo várias alterações conforme a cultura de cada povo, chegando até os tempos atuais.
Na dança do ventre, tudo tem o suave toque de magia e mistério!!!!!!!!
Ao dançar a odalisca procura entrar em contato com os cinco elementos fundamentais da natureza:
Terra, ar, fogo, água e éter ou 5ª essência (espírito), assim, procuramos expressar a nossa natureza mais profunda.
Vejo mais uma vez aqui a ligação da Deusa em nossos movimentos na dança!!!!!
No Link “Elementos” vocês encontrarão algumas simbologias da dança com os 5 elementos.
Beijos
“Lâmia Thalassa” ®


Home
1