O meu ser bruxa!

Vamos parar e pensar...Em que época estamos?
Com quem andamos? Com quem vivemos? O que vestimos? Como nos alimentamos?
Entre outras inúmeras perguntas que poderia eu aqui colocar!
Mas acho que já é o suficiente para entrar no assunto que quero.

Tendo como exemplo as perguntas acima citadas, podemos ver que estamos vivendo em uma época onde muitos vão dizer:
“Bruxos não existem!” (rsrsrsrsrs)
Mentira!!!! Bruxos sempre existiram, existe e sempre existirão!
Ao decorrer de anos, séculos e século, tivemos de nos adaptarmos.
Passamos por metamorfose até sermos os bruxos dessa nova Era! Assim sendo, nada mais simples do que sermos como sempre fomos, sermos como nossos ancestrais, ou seja, sejamos apenas humanos !
Humanos com conhecimento! (Humanos que vivem corre, chora, ama, sofre, mas que usa todas as vantagens e desvantagens da vida para nosso aprendizado, nossa evoluçã).
Quando digo evolução, digo de forma equilibrada. A evolução espiritual x carnal!
Sim, pois não podemos esquecer que cá estamos em um mundo material, então seria muito complexa apenas a evolução do espírito.
Temos de nos manter no equilíbrio.Esse não é fácil, não é fácil !!!!! Mas necessário!
Por outro lado, tirando esse detalhe que nos cerca, que é a dificuldade de equilibrarmos matéria com espírito, temos em pró a própria mãe natureza. Que anda maltratada, porém, que está ao alcance de todos!
A Terra!!!! Eis que linda e fecunda, nos proporciona tudo que precisamos, queremos e temos!
A minha visão do ser uma bruxa atual é essa:
Amar a brisa, o orvalho, sentir o calor do verão e o vento do outono que chega devagar em um galope lento e manso!
Sentir e viver o inverno, tomar vinho quente, comer pinhão e muito mais! rsrsrsrsrsrsr
Então...É tão simples amarmos a mãe. Não é necessários sair todos os dias de preto com o pentagrama pendurado no pescoço(e olha que eu uso o meu,rsrsrsrs) e mostrar minha vassoura para o mundo! O mundo não me entenderia mesmo!rsrsrsrsr
Não é necessário fazer altas magias, rituais e feitiços todos os dias. Esses devem ser feitos com rigoroso respeito e necessidade. Ser bruxo não é só mexer no caldeirão, não é viver em cima das velas; ser bruxo vai além, muito além.
Ser bruxo exige de si conhecimento de seu próprio ser ! “ser” como pessoa mesmo. “ser” que luta e tenta resolver seus problemas na raça!!!!!
É necessária sim, muita dedicação, devoção! Mostrar à mãe que estou aqui! Estou aqui para seu serviço, para crescer como ela nos impõe ao nascermos!
Não esquecer jamais que tenho a Deusa em mim, o Deus em mim. Que sou sagrada por natureza e que nada vai me fazer mais ou menos bruxa que eu mesma!
O meu ser bruxa é ter o conhecimento, e, ter certeza que esse conhecimento sempre será muito pouco e a cada dia, cada momento tenho de me reciclar! Corrigir meus erros, reconhecer meus acertos. Ajudar a outrem sem esperar retorno, mas não ser tola de ninguém, pois bem sei que sombra e luz são companheiras e uma não existiria com a ausência da outra.
O meu ser bruxa é fazer meus esbás e sorrir, dançar, conectar.
É comemorar a roda do ano em comunhão ou sozinha; isso não importa; o que importa é celebrar, saber entender e participar do ciclo da natureza. Pois dela somos parte.
É o macro no micro, e, o micro no macro!!!!!!!!
O meu ser bruxa é muito simples. É ser eu mesma, e esperar que a mãe natureza me abrace, assim como eu a abraço como filha!!!!
Beijos e até mais
“Lâmia Thalassa”®


Voltar
Home
1