TARÔ

Tarô é um conjunto de lâminas (cartas) que nos apresenta símbolos, os ARCANOS.
Considero o tarô o maior instrumentos para o estudo do ocultismo, o tarô se assemelha a um livro que nada diz a quem não souber decifra-lo. É um tratado em forma de imagens. Os Arcanos são mistérios cujo conhecimento é necessário para se compreender um conjunto de leis, fatos, princípios.
Alguns estudiosos afirmam que o tarô originou-se entre os boêmios, outros remontam suas origens à Índia, outros aos Sarracenos. Porém as referências históricas que possuímos datam de 1370/1380 aproximadamente, porém há vestígios do tarô anterior a essa data.
Assim como tudo no ciclo da vida, o tarô também sofreu modificações ao decorrer dos anos. Figuras foram mudadas, outros preparados apenas para a comercialização e assim sucessivamente!

Composição do tarô:

O tarô é composto por 78 lâminas onde estão impressos os ARCANOS. Os Arcanos dividem-se em 2 grupos principais.

22 ARCANOS MAIORES / 56 ARCANOS MENORES

OS ARCANOS MAIORES falam e descrevem forças materiais e espirituais. São representações de leis, princípios inevitáveis em nossas vidas. Os ARCANOS MAIORES podem ser divididos em 3 grupos:

· 1º do 1 ao 7 (do mago ao carro). Área dos poderes criativos.
· 2º do 8 ao 14(da justiça à Temperança). Leis através das quais os poderes primordiais se manifestam.
· 3º do 15 ao 21(do diabo ao mundo).Resultados ou manifestações concretas.
· E temos o LOUCO. ARCANO MAIOR muitas vezes não numerado, ou aparecendo vez ou outra como 0 ou 22.

OS ARCANOS MENORES, não podem e nem devem ser deixados de lado. Esses mostram o estudo dos números. Sabemos que os arcanos menores são numerados do 1 (ÁS) a 10.
Os números revelam os mistérios da criação.Números são seres, energia.Pela numerologia podemos compreender o significado espiritual e a progressão ordenada da criação.
Assim o estudo de cada número é importante, fundamental ao meu ver para uma decodificação precisa.
Além dos estudos numerológico nos arcanos menores, devemos ter contato íntimo com os elementos, pois cada naipe tem sua simbologia e significado próprio, assim os números mudam de vibração dependendo de cada naipe a que pertence.
Os ARCANOS MENORES subdividem-se em 4 grupos de 14 arcanos. São os 4 naipes:

Naipe de Paus
Naipe de Copas
Naipe de Espadas
Naipe de Ouros.

Quanto ao estudo dos elementos, deve-se estudar desde os sentidos, significados, poderes, causas, elementais e suas características.

O estudo do tarô é um estudo profundo e cheio de descoberta. O tarô nos ensina a vivenciar emoções, equilibrar sentimentos, nos traz autoconhecimento profundo.
Quando se trata de decodificar cartas para um consulente, então mudamos um pouco a visão do tarô como autoconhecimento e temos uma visão mais elevada ao divinatório.
Decodificar lâminas para um consulente é profundamente de sua responsabilidade, pois uma lâmina mal decodificada pode trazer sérios problemas e conseqüência para o psicológico do consulente, por isso ao decodificar as Lâminas, seja consciente no que faz e diz.
O tarô exige estudo, estudo esse que não acaba jamais.
É importante ressaltar que cada tarólogo tem uma visão, nem todos decodificam ou fazem mesmas jogadas. Cada um tem um ponto de vista e vivência referente às lâminas. Porém é como fazer um arroz, cada um tem seu tempero, mas o elemento principal é o mesmo, no exemplo dado, o arroz.
Colocarei uma visão extremamente simplista de cada lâmina dos ARCANOS MAIORES aqui, porém lembre-se, cada lâmina tem sua história podendo ter inúmeros sentidos e significados, depende da pergunta do consulente. Não devemos decodificar uma lâmina da mesma forma para perguntas com significados totalmente deferentes. Fica sem sentido, mas vamos lá, estarei dando apenas pequeninos exemplos do que pode simbolizar alguns arcanos. Lembrem-se, é um resumo do resumo, pois o tarô é um leque muito grande e abrangente de conhecimentos e ensinos.

"Lâmia Thalassa"


Próximo>>>>
Home
1