Fim do Fascismo

Imagem de História fim do fascismo

'Giustizia é fatta' Fim do Fascismo
(29 de abril de 1945)

Discursus

Eis uma foto que bem poderia estar sobre a mesa de trabalho dos alcaides de grandes cidades, como o Rio de Janeiro. Ela registra o fim do Fascismo na Itália e como acabaram Benito Mussolini (1883-1945) e seus acessores nas mãos dos partigiani –a resistência italiana, durante a II Grande Guerra. Depois disso, poucos governos ousaram assumir explicitamente os ideais fascistas. Mussolini, o Duce (chefe), fora o primeiro a implantar um governo desse tipo em 1922, após a marcha sobre Roma, inspirado em teorias anti-democráticas, como as do filósofo francês George Sorel (1847-1922), e ações de nacionalistas, como o poeta italiano Gabrielle D’Annunzio (1863-1938). Em resumo, defendia-se o uso da força para tomada do poder, imposição aos civis de uma ordem e disciplina militares, supressão da liberdade de imprensa, controle total do Estado sobre a economia e atividades sociais, além do pensamento único em torno da figura do líder absoluto e carismático. No século XX, Itália, Alemanha, Espanha e Portugal experimentaram regimes declaradamente fascistas. Na América Latina, África e Ásia, ditaduras militares de esquerda e direita adotaram veladamente características fascistas, sobretudo depois de 1945, com a derrota do Eixo (Itália, Alemanha e Japão) para os Aliados (Inglaterra, França, URSS e EUA).

Direito Autoral

Foto: Justiça é feita. A ira dos partigiani recai sobre seus antigos algozes. Mussolini, sua amante Clara Petacci e alguns acessores são expostos, depois do abate, à vingança pública. Fonte: Biblioteca do Exército.

Ir ŕ iconoteca de História Ir ao índice de Iconoteca

1