Novidade Convidados!!!
O nosso site está participando do TOP 30 Brasil!!!
É só clicar no "TOP 30" abaixo e confirmar o voto!!!

Top30 Brasil - Vote neste site!
Webmasters! Top30 Brasil


ALIANÇA

Aliança é um anel usado para simbolizar a união afetiva entre duas pessoas, como no caso do casamento. A aliança, como símbolo de noivado, surgiu entre os gregos e os romanos, vindo de um costume hindu de usar um anel para simbolizar o casamento. Os romanos acreditavam que no quarto dedo da mão esquerda passava uma veia que estava diretamente ligada ao coração, costume carregado culturalmente até os dias de hoje.
No início a aliança era tida como um certificado de propriedade da noiva, ou de compra da noiva, indicando que a mesma não estava mais apta a outros pretendentes. A partir do século IX a igreja cristã adotou a aliança como um símbolo de união e fidelidade entre casais cristãos.
Muitas crenças nasceram então, como exemplo o fato de que os escoceses dizem que a mulher que perde a aliança está condenada a perder o marido. Uma das peças mais tradicionais da joalheria. Podendo ser produzida nos diferentes materiais. Normalmente produzido em ouro ou prata. Algumas vezes os dois materiais podem se combinar numa mesma peça.


O termo aliança (bérith em hebraico) possui o sentido de compromisso ou de pacto, relativo a uma pessoa ou coletividade. Esses dois sentidos encontram-se igualmente na duas palavras gregas: diathéke e synthéke; e nas latinas: foedus e testamentum. Daí as expressões Antigo e Novo Testamento, em vez de Antiga e Nova Aliança. A Antiga Aliança designa um compromisso assumido por Jeová em relação a Abraão; é precedida pela aliança celebrada entre Deus e Noé após o Dilúvio, cujo signo exterior é o arco-íris, como o cordeiro pascal será o signo da aliança mosaica. A propósito dessa aliança significada pelo arco-íris, pode-se falar, no mesmo contexto, de uma revelação de Deus pela natureza, correspondente à aliança com Noé.
A continuidade da aliança não está ligada à fidelidade de um homem ou de um povo, e Jeová mantém seu pacto independentemente da atitude de seu parceiro; Israel sabe disso e, por essa razão, suplicará a Deus que se lembre de sua aliança.
Jean Daniélou, ao analisar o sentido da Aliança (DANA, 46), comenta de que modo a aliança é simbolizada por uma vítima dividida. Por ordem de Jeová, Abraão toma uma novilha, uma cabra, um carneiro, uma rola e uma pomba, cortando-os ao meio; entre os animais divididos passará uma archote aceso significando a aliança, que une o que é dividido e participa de um mesmo sangue. Na Nova Aliança a vítima será o Cristo, e o signo, a Eucaristia. Assim sucedem-se as alianças umas às outras, não se destruindo, mas assumindo as antecedentes.



Voltar a página inicial



Counter 1