.: OS JOGOS :.

PlayStation

Crash Bandicoot
Crash Bandicoot 2
Crash Bandicoot 3
Crash Team Racing
Crash Bash
Game Boy Advance
Crash Bandicoot XS
Crash 2: N. Tranced
Crash Nitro Kart
Crash Purple
PS2 - GC - X-Box
Crash: Wrath of Cortex
Crash Nitro Kart
Crash Twinsanity
 
.: LINHA DO TEMPO :.
1994 - 1999
2000 - 2004
 
.: EXTRAS :.
Personagens
Detonados
Dicas dos Jogos

 

   LINHA DO TEMPO - 2000 a 2004

        Apesar da despedida, a Naughty Dog não tem o que reclamar. Em 5 anos de Crash Bandicoot e 4 jogos lançados, a empresa vendeu cerca de 15 milhões de cópias ao redor do planeta.

        Em 2000, a Naughty Dog coloca nas mãos da Universal Interactive o personagem e o mundo de Crash Bandicoot.

        Para encerrar a era PlayStation, a Universal contrata a empresa Eurocom; famosa por ter produzido Mortal Kombat 4 e Tarzan para PlayStation, ela ficou com a missão de produzir um novo jogo de Crash. A Eurocom lança em Novembro de 2000, Crash Bash.

        Crash Bash é um jogo que conta com 8 personagens e mais de 20 fases com minigames variados envolvendo Crash Bandicoot e sua turma, além dos modos aventura e torneio. Mas, Crash Bash foi um fracasso total, não alcançou mais que 2 milhões de cópias, devido às qualidades gráficas e o título em si.

        Por esse motivo, a Universal Interactive contratou a Konami e a Vicarious Visions para ficar com a missão de produzir novas aventuras de Crash Bandicoot. Konami ficaria com a missão de produzir um jogo para PlayStation 2 e a Vicarious Visions, para o Game Boy Advance.

        Em Janeiro de 2001, a Vicarious Visions lança Crash Bandicoot: The Huge Adventure para o Game Boy Advance. Crash XS, como ficou conhecido, conta uma história independente das aventuras anteriores feitas para PlayStation. Os gráficos ficaram idênticos aos dos jogos Crash 2 e 3 do PlayStation e os movimentos aprendidos foram mantidos.

        Crash XS foi bem aceito pelo público, tendo atingido boa vendagem de cópias (não tenho a quantidade exata). E, no mesmo ano, mas em Novembro foi lançado Crash Bandicoot: The Wrath of Cortex para o PlayStation 2.

        Ao contrário de Crash XS, The Wrath of Cortex não teve a mesma aceitação do público devido à semelhança com o jogo Crash 3 do PS One. Mas, o jogo ficou com gráficos espetaculares, velocidade maior e mais desafios foram adicionados.

        Em 2002, a Vicarious Visions produziu a segunda aventura de Crash Bandicoot para o Game Boy Advance e em 7 de Janeiro de 2003 foi lançado o jogo Crash Bandicoot 2: N-Tranced.

        Nessa aventura há a estréia de dois novos personagens: N-Trance (inimigo) e Crunch Bandicoot (amigo). O jogo ficou ótimo, com história novinha em folha, diferente das anteriores e novos movimentos foram adicionados.

        No final de 2003, a Vivendi Universal lança para o Game Boy Advance, PlayStation 2, Game Cube e X-Box a continuação de CTR lançado em 1999 para PS One: o nome do jogo é Crash Nitro Kart...

        Esse jogo apresenta gráficos espetaculares para as versões PlayStation 2, Game Cube e XBox e gráficos ótimos para o Game Boy Advance. CNK tem muito mais personagens que o CTR do PSOne: 19 ao todo, se não houverem mais personagens secretos.

        Em 2004 a Vivendi Universal decidiu chamar novamente a Traveller's Tales para produzir a próxima aventura de Crash Bandicoot para os consoles de 128 Bits... Enquanto isso, a Vicarious Visions estava preparando uma aventura inusitada de Crash Bandicoot: Crash vai entrar no mundo de Spyro para arruinar os planos maléficos de Ripto e Cortex. Fez muito sucesso essa fusão, tanto que foi considerado o melhor jogo de Crash Bandicoot para o portátil da Nintendo.

        No final do ano, surge então a surpresa: Crash Twinsanity. O jogo une Crash e Cortex para lutar contra duas ameaças às Ilhas N. Sanity, dois periquitos que vieram da 10ª dimensão com o objetivo de destruir as ilhas, escravizar Crash e roubar o cérebro de Cortex. O jogo é bem engraçado e apresenta cenas hilárias de humilhação e revolta de Neo Cortex...

 

 


Especial Crash Bandicoot 10 Anos © 2004-2005