ðHwww.oocities.org/br/eapsuper/amor_1gv1.htmwww.oocities.org/br/eapsuper/amor_1gv1.htm.delayedxÕJÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÿÈ0æžPkOKtext/html€X¾:}Pkÿÿÿÿb‰.HSat, 23 Dec 2000 04:23:28 GMTîMozilla/4.5 (compatible; HTTrack 3.0x; Windows 98)en, *~ÕJPk Dragon Ball Milênio

Amor - Namoros - Romances

A 1º vez de Gohan e Videl - parte 1

A 1º vez de Gohan e Videl - parte 2

 

A 1º vez de Gohan e Videl - parte 1

A paz reinava na terra, Bulma organizou um grande churrasco, onde toda a família se reuniu, incluindo Dende e Satan, estava todos muito animados, até Vegeta!

Vegeta- Oi rapaziada! E que tal brindarmos para comemorar.

Yamcha- Comemorar o quê?

Vegeta- A derrota do Boubou, ó palhaço!

Yamcha- Olha lá a quem chamas palhaço.

Bulma- Deixem de namoros e venham para a mesa brindar.

Depois de estarem todos à mesa, Vegeta leva o copo de vinho tinto ao ar e faz um longo discurso...

Vegeta- Bem...aa...

Bulma- Desembucha!

Vegeta- Como eu ia dizendo...

Yamcha- Isso deve ter sido o Boubou, com os murros que te deu, atrofio-te o cérebro.

Vegeta- Segurem-me se não vou-me a ele!

Bulma- Continuando...

Vegeta- Desta é de vez, como estava falando, quero fazer um brinde ao...ao...

Yamcha- Agora está a ladrar!

Vegeta- Opá, por tua culpa não consigo dizer nada.

Depois de muito esforço o Vegeta conseguiu dizer alguma coisa.

Vegeta- Vamos brindar ao Son...

Kika interrompe Vegeta.

Kika- A falar em Son, onde estão o Son Gohan e a Videl?

Bulma- A última vez que os vi estavam na cozinha.

Vegeta- Agora que eu ia falar é que estão preocupados com a Videl e o outro, eles já são bem crescidinhos para fazerem o que querem. Deixem-me falar!

Entretanto na suposta cozinha, Son Gohan está muito ocupado a tentar descobrir o que a Videl quer. Vegeta como não consegue falar resolve dar uma volta, e acaba por ir ter à cozinha, ele ouviu vozes, mas fingiu que não ouviu e entrou como se lá ninguém estivesse.

Gohan- Videl, ainda não percebi o que tu queres.

Videl- Não te faças despercebido, tu sabes do que eu estou a falar.

Gohan- Não sei nada.

A Videl abraça Son Gohan, e começa a beija-lo, Vegeta fica boquiaberto, mas continua em silêncio, ele queria ver onde aquilo ia chegar. Son Gohan pega Videl ao colo e mete-a em cima da mesa da cozinha, sempre beijando-a.

Vegeta- Uhm... uhm...

Son Gohan já se encontrava em cima de Videl, na mesa, Son Gohan olha para o seu lado direito, e vê Vegeta, Son Gohan salta de cima de Videl e ajusta as calças, depois Videl disfarça e finge estar a arrumar a mesa.

Vegeta- Bem, vocês não sabem esperar!

Videl- Não...não é isso que estás a pensar, eu só estava...estava...a arrumar a mesa.

Gohan- Pois é isso mesmo, só estávamos a pôr mesa.

Vegeta- Para quê? Há muita comida lá fora.

Gohan- A dois é mais romântico.

Vegeta- Está bem, está bem, podem continuar.

Depois da paparoca foi tudo para as suas casas, Videl marcou um encontro com Son Gohan, às 21h00 na semana seguinte.

Videl- Às 9 da noite no bar, do costume.

Gohan- Está bem.

Na semana combinada Videl vestiu-se a rigor e foi para o bar, esperou durante meia hora e ele não apareceu.

Já na casa de Son Gohan.

Gohan- Estou com a sensação de me ter esquecido de alguma coisa.

Goten- Não sei o que foi, mas deve ter sido uma coisa muito má.

Gohan- Então porquê?

Goten- A Videl vem aí.

Gohan- O QUÊ!!?

Goten- Ela acabou de telefonar, e perguntou-me se ainda estavas em casa, e eu disse que sim.

Gohan- Lembrei-me...o encontro...

Goten- É verdade, ela disse que vinha aqui e que tu ias pagar.

Gohan- Ops...

A campainha toca TRIMMMMMM........

Kika- O que queres a esta hora?

Videl- Quero o Son Gohan.

Kika- Não tens vergonha na cara, chegas aqui e dizes que queres o meu filho.

Videl- Desculpe, acho que não entendeu, eu quero falar com o Gohan.

Kika- Ele agora está muito ocupado.

Videl- Mas não pode estar ocupado, eu exijo falar com ele.

Gohan- Estou aqui.

Videl- Quero ter umas palavrinhas contigo, a sós.

Gohan- Está bem...vamos para o meu quarto.

Videl e Gohan sobem para o quarto, e trancam a porta, Kika não resistiu e ficou atrás da porta a escutar.

Videl- ESTIVE MEIA HORA À TUA ESPERA, ONDE ESTIVESTES?

Gohan- Estive a...a estudar, tenho um teste amanhã.

Videl- Como é que tens teste amanhã, se eu não tenho.

Gohan- Er....er...enganei-me o meu irmão vai ter um teste.

Videl- MAS O TEU IRMÃO SÓ TEM 7 ANOS, ELE NÃO TEM TESTES.

Gohan- Mas ele disse-me que tinha um.

Videl- Eu perdoou-te se me dizeres a verdade.

Gohan- Esqueci-me de ir ao encontro.

Videl- Está bem, desta vez perdoou-te. Mas podias ter dito logo a verdade, podias ter sido sincero comigo.

Ficaram em silêncio durante um bom espaço de tempo, Kika já se estava a passar, e veio-lhe uma ideia à cabeça.

Kika- Goten, filho, fazes um favor à mamã?

Goten- Não posso.

Kika- Mas tu não estás fazendo nada.

Goten- Estou a me concentrar.

Kika- Por favor, Goten querido, faço o dobro do almoço amanhã para ti.

Goten- Boa mãe, o que queres que eu faça?

Kika- Já que sabes voar, podias ir ver se o teu irmão está bem, eu ia a passar pelo quarto dele e tive a impressão de ter ouvido a Videl aos berros, o teu irmão pode precisar de ajuda.

Goten- O.K. Gosto disso.

Goten sai de casa dirige-se para o lado do quarto de Gohan, depois começa a voar e espreita para dentro da janela, mas não vê nada, porque estava escuro.

Entretanto no quarto as coisas iam muito quentes, Son Gohan já estava sem camisa e Videl também já estava quase, com a camisa desapertada, Goten no outro lado do quarto depois de matutar muito lembrou-se de se transformar em super guerreiro para iluminar as ideias, só depois reparou que já conseguia ver o que se passava no quarto do irmão.

Gohan- GOTEN O QUE ESTÁS A FAZER AÍ?

Goten- A mamã mandou-me.

Videl- Aquela mulher não se cansa de nos empatar.

Goten- Não fales assim da minha mamã.

Gohan- Sai já daí, vai para baixo, já deu os patinhos são horas de dormir.

Goten- O que estavas a fazer às escuras?

Gohan- Não te interessa, não tens idade.

Goten- És mesmo má.

Videl vai abotoando a camisa e abre a porta do quarto. Kika cai aos seus pés.

Kika- Preciso arranjar esta porta.

Videl- Tinha que ser, não sabe que é feio escutar atrás da porta, ou a sua mãe não lhe ensinou?

Kika- Tem respeito menina.

Videl- Ai eu é que tenho respeito, a senhora é que estava atrás da porta.

Gohan- Não comecem.

Videl- Eu vou pirar, já estou farta desta gente toda.

Videl pula a janela, e vai com os punhos serrados, Gohan vai atrás dela.

Kika- SON GOHAN VOLTA AQUI!!

Gohan- Não me chateeis, estou farto de ser menino mimado.

Kika- Ó não, o filho está-se a transformar num delinquente.

Videl- Pára de me seguir, se queres continuar arranja maneira de nos livramos desta gente.

Gohan- Er...er...já sei vamos para o palácio do Dende.

Videl- Mas lá também há gente.

Gohan- Não, podemos ir para a sala especial de treinos, ninguém nos incomoda.

Videl- Achas. Não quero ficar com rugas.

Gohan- Então e tu, não tens ideias?

Videl- E que tal, pedirmos à Bulma.

Gohan- À Bulma!? Mas ela depois ia contar à minha mãe.

Videl- Pede ao teu pai, ele pode levar a tua mãe às compras.

Gohan- É uma boa ideia, mas e o Son Goten?

Videl- Ele que vá brincar com o Trunks.

Gohan- Fica combinado, amanhã na minha casa.

Videl- O.K. Não atrases.

Gohan- Agora não consigo chegar atrasado, o encontro é na minha casa.

Videl- Até amanhã. KISS.

Videl despede-se de Gohan.

No dia a seguir Gohan convence o pai a ir às compras com a mãe.

Goku- O que tens Gohan? Não paras de andar de um lado para o outro.

Gohan- Pai, pede à mãe para saírem, eu preciso da casa.

Goku- Para que queres a casa?

Gohan- Sabes a Videl...eu e ela...bem tu percebes...

Goku- Meu malandro, queres ficar a sós com ela.

Gohan- É isso mesmo.

Goku- Conta comigo filho, mas fica com juízo.