Poema 

 

Lílian Maial
Lílian Maial

O GRITO MUDO DO MEU CORAÇÃO 




Ah, coração bandido, 
que me trai nas piores horas! 
Por que me deixou sozinha 
a decidir a vida? 

Ah, seu moleque brincalhão, 
que vive me pregando peças! 
Por que me deixou sem rumo, 
sem saber a direção? 

Ah, essa dor moída, 
essa música que não sai de mim! 
Por que não se fica surda por dentro, 
Sem conseguir mais ouvir sua voz, 
sua música, seu nome? 

Ah, esses sonhos, 
esses momentos, essa luz! 
Por que não se vê 
apenas o que se quer? 

Ah, coração, estou triste com você, 
que não se faz ouvir! 
Por que não anuncia o que sente? 
Por que não ecoa sua tristeza? 
Por que não solta logo esse grito mudo? 

Não, pensando bem, é melhor não... 
É melhor calar, 
É melhor não expor seu íntimo... 
E você também é meio bobo, 
ninguém entende, 
Ninguém compreende 
a extensão do seu amor, 
A beleza e pureza do seu se dar, 
Ninguém vai mesmo escutar seu grito mudo. 
Cala a boca de uma vez! 

 

Voltar - Poetas Amigos                 Lílian Maial   E-mail

 

1