Virgilio


SONETO À JUVENTUDE


Fiquei feliz quando fiz quinze anos
Parecia que meu mundo iria desabar
Ganhei um barbeador elétrico
Loção e creme de barbear.


Com o passar dos dias
Descobri que essa idade é coisa difícil de se tolerar 
Estou sozinho, minhas noites são tão frias

E nada de um novo janeiro chegar.

Todos me dizem que na vida é a melhor idade
A fase mais bonita e fecunda para se amar
Quando se colhe os melhores momentos a se recordar.


É uma angústia, uma eternidade, um sofrimento
Mas que um dia
Passará.



ANTÔNIO VIRGILIO DE ANDRADE

Voltar - Poetas Amigos    E-mail

1