Poesias Etográficas



 

 

 

Querida


 

 

Desejo ser a tua alma gêmea.
Eu te enviarei rosas - todo dia.
Muito Vigoroso - Mas Educado.
Super carinhoso - superdotado.
E, a própria Imagem da Alegria.
O Lindo Sonho mais Apaixonado.
O astro sol aquecendo a tua vida.
Realizarei Fantasia, bem atrevida.
Mas com Ingênuo rubor dos anjos.
E, com as malícias, dos marmanjos.
Eu Descobrirei, o Sublime ponto - G.
Crer eu faria gozar... Até desfalecer.

Acariciarei Ternamente teus cabelos...
Sorrirei com olhos, de maior Ternura...
Arrepiarei, enfim, todos os teus pelos...
Levando-te ao mais sublime da loucura.
Sentirás realizados - sonhos e desvelos.
Escreverei lindos poemas envolventes...
Desses que tornam o triângulo quente...
Conseqüentemente depois - umedecido.
Serei tímido, forte, audacioso e atrevido.


Passearemos sorridentes de mãos dadas...
Como fazem os adolescentes apaixonados.
Seremos nosso tudo e, nosso próprio nada.
Até acreditaremos em Gênios e em Fadas...
Viveremos: momentos mais desesperados...
Haverei de afugentar de ti - todo o temor...
Para receberes - todo meu carinho e, calor.
Esperarei que fiques audaciosa e atrevida...
Então quando eu apagar de ti todo o Pudor.
Verás o que, uma Mulher é capaz por Amor.


Então eu te entregarei a chave da Ventura.
 Poderás em continuando, mulher mais pura.
 Viver as orações mais pungentes desta vida.
Realizar as fantasias, ainda, desconhecidas.
 E tudo aquilo que - jamais ousastes... Ousar.
 E Certamente viverás em alguns segundos...
 Os sonhos mais almejados e, mais profundos.
 Compreenderás como foram inúteis os ideais.
Todos aqueles que, não te levaram... A Paz...
 Pensamentos que só te ofertaram o Pranto...
 Lágrimas vertidas, mesmo sem saber porque!
 Saberás enfim porque vivo sempre repetindo.
Deixa-me mostrar a beleza de viver sorrindo.
Senão amor jogará tua Felicidade - ao Vento.
Esquece passado, presente, futuro - o tempo.
Precisa-se imensa coragem, para poder Viver.


Escuta é fácil meu amor - assim compreender.
Minha adorada Diva e Linda Musa tão Querida.
Saiba a felicidade é viver, intensamente a vida.
A vida se resume, na eternidade, do momento.
Importa não viver inutilmente, procurando dor.
A eternidade pode ser - um segundo de Prazer.
O prazer do Orgasmo no mais sublime do Amor.

 


  (Edvaldo Feitosa - (2002)
(Direitos autorais reservados)
* Fundação Biblioteca Nacional - nº180859 *



  


A vida é uma sinfonia inacabada!




 


     Poema       10

   Home Page 2

 Home Page 1

Poema        8

 E-mail

Gostou deste Poema?
Enve o endereço aos seus amigos (as) ou para seu  Amor. 
Através do seu E-mail ou MSN.
http://br.oocities.com/ed_poeta1/ref_po9.htm

 

 

 

  1