Paz!

 

Não é por acaso que Jesus é Aclamado como Príncipe da PAZ.

Devem ser loucos, todos os que matam em nome de Deus.

Se até o Cão e os gatinhos podem conviver, porque só os Homens não conseguem...



Esta é a TESE. Essência do Soneto Etográfico.

A Outra Face do AMOR - PAZ.


Paz é uma flor tênue precisa ser cuidada,
Com o carinho de quem sabe o seu Valor,
Só dá frutos se realmente for Fecundada,
Nos fundamentos reais da Justiça e Amor.

Paz não brota como águas de Nascentes,
Precisa ser Construída dia-a-dia na Ação,
Sobreviverá. Pelas Bravuras Persistentes,
Se crermos amor é mais forte que canhão.

Paz florzinha tão delicada pode Fenecer,
Ao impacto da fria Intolerância e Rancor,
Depois de perdê-la. Tão difícil Recuperar.

Paz conseguir ser permitindo o outro ser,
Cultivar no Solo mais Árido, uma Bela Flor,
Paz sublime Humana Expressão do Amar.

Tivéssemos Entendido. PAZ e, Seu Valor,
Já teríamos compreendido - Deus é Amor.

 

 

   Soneto        43

 Home Page  2

  Home  Page 1

 Soneto       41

  E-mail

 
 
 Gostou deste Soneto?
 Envie para quem Você Ama. 

Envie o endereço aos seus amigos (as) ou para seu Amor.  Através do seu E-mail ou MSN.

http://br.oocities.com/ed_poeta1/ref_son42.htm

Edvaldo Feitosa
( Direitos  autorais  reservados  sob  o  nº 180859 )
* Fundação Biblioteca Nacional *


1