Source: geocities.com/br/ederjordam

               ( geocities.com/br)    
Conselhos para ser um profissional contábil bem-sucedido
--------------------------------------------------------
1. Valorize a profissão: é a única com desemprego zero;
tem 23 áreas de especialização diferentes (veja algumas
no item 7); o mercado não tem preconceito de idade para
essa profissão (as pessoas acima de 40 anos conseguem
trabalho).


2. Os professores de Contabilidade normalmente são pro-
fissionais bem sucedidos. Aproveite o máximo deles,
pergunte, busque conselhos. Dedique-se ao máximo em seu
curso. Se você utilizar o trabalho de um professor como
consultor, depois do curso, isso vai custar-lhe caro, em
média US$ 100,00 por hora.


3. Busque conhecimento paralelo a seu curso: marketing
contábil (como ter sua marca); conheça pelo menos mais
uma língua (de preferência inglês); seja bom na área de
informática (domine Internet, softwares contábeis, pla-
nilhas eletrônicas, banco de dados...).


4. Seja um pesquisador por excelência. Não aceite apenas
tudo "mastigado" do professor. Lá na empresa não haverá
mais professor e você terá que buscar, descobrir conhe-
cimento. Faça da sua escola um laboratório.


5. Há áreas de conhecimento que serão decisivas, além da
Contabilidade, em seu sucesso profissional: métodos quan-
titativos (Matemática e Estatística), disciplinas afins
(Administração e Economia), Legislação (Direito) etc.
Dedique-se ao máximo.


6. Aprenda a ser desinibido, a falar bem: participe dos
seminários (o contador é a pessoa que mais fala para
induzir às decisões certas na empresa), manifeste opinião
na sala de aula, leia um jornal diariamente e revistas de
negócios. Fique atento aos professores que se expressam
bem. Use dicionário várias vezes na semana.


7. O mercado não vê com bons olhos o "clínico geral" (o
que sabe de tudo um pouco). Procure especializar-se, con-
centrar esforços em uma atividade contábil em que você
tem mais dons (durante o curso, esses dons serão desperta-
dos): auditor (interno ou externo), planejador tributário,
atuário, carreira acadêmica, concurso público, consultor,
investigador de fraudes, empresário contábil, analista
(financeiro, de crédito, de investimento), pesquisador
contábil, escritor contábil etc.


Fonte:
José Carlos Marion. CONTABILIDADE BÁSICA. Editora Atlas,
7ª edição, página 21.