MARIANA GODOY
Meus links favoritos:
MARIANA GODOY

REPORTAGEM GERAL:
EDUCAÇÃO;Revista Época,18 de setembro,2006;www.epoca.com.br

CINCO MOTIVOS para abrir as escolas aos fins de semana:
Os números mostram que os jovens correm mais riscos.Abrir as escolas pode ajudar a diminuir essa exposição.

1.O Brasil ocupa o quinto lugar no RANKING MUNDIAL DE HOMICÍDIOS de jovens

2.Homicídios,acidentes de trânsito e suicídios JÁ VIRARAM AS PRINCIPAIS CAUSAS da mortalidade juvenil (entre 15 e 24 anos) no Brasil.Juntas,respondem por 59% das mortes

3.Em 22 anos,a taxa de HOMICÍDIOS DE JOVENS CRESCEU de 30 para 54 casos por 100 mil.Para o restante da população brasileira,a taxa ficou estavel,em 22 casos por 100 mil habitantes

4.Dos 49 MIL JOVENS que morreram em 2002 (o último ano pesquisado),31% foram vítimas de armas de fogo

5.Nos fins de semana,os homicidios aumentam DOIS TERÇOS EM RELAÇÃO aos dias da semana
Fonte:Mapa da Violência IV:os jovens do Brasil (Unesco,2004)

MAIS 'ABERTA' E MENOS VIOLENTA

Uma pesquisa feita pelo Instituto Ayrton Senna mostrou os EFEITOS POSITIVOS DA ABERURA DE 2.102 ESCOLAS aos fins de semana com a adoção de projetos especieais.Em um periodo de três anos,houve redução de....
63% no 'consumo' de entorpecentes
63% no 'porte' de armas
57% nas 'ameaças' a professores
55% nas 'agressões' físicas
43% na 'depredações'
42% nos 'furtos' e roubos
Fonte:Instituto Ayrton Senna

PARECIA UMA PRISÃO
"À primeira vista,o que mais chama a atenção na escola João Kopke,na região dos Campos Eliseos,centro de São Paulo(Capital),são as grades.
Ferro,aço e arame de todo tipo em todos os lugares.Fica dificil não estabelecer
um pararelo com uma prisão.Mas,nesse caso,vale o ditado popular:"As aparências enganam".
Na rede regular de ensino,a Kopke reune estudantes de cortiços do centro,periferias das zonas sul e norte,imigrantes bolivianos.Aos fins de semana,quando a escola abre para a comunidade,entram homens e mulheres bolivianos ja adultos,jovens do centro e de grande parte da periferia de São Paulo,moradores de rua e consumidores de crack,geralmente crianças e adolecentes.
Durante anos,a escola foi saqueada.O vice-diretor,Marco Antônio Gomes da Silva,há quase uma década na escola,afirma que abertura para a comunidade aos sábados e domingos faz,embora lentamente,a relação da criminalidade com a comunidade e diz evoluir:"Pela primeira vez em todos estes anos,estamos de janeiro até junho sem registrar um unico boletim de ocorrência por furto ou invasão",diz ele."

Não adianta apenas abrir os portões da escola.É preciso ter um projeto que envolva alunos,professores,funcionários e a comunidade.Um estudo feito pelo Instituto La Fabbrica,especializado em pesquisas educacionais,mostrou que 63,8% das escolas públicas e 79,5% das particulares afirmam promover eventos com frequência.
Mesmo assim,o comparecimento dos pais costuma ser pífio."Talvez essas escolas não estejam desenvolvendo atividades que interessam aos pais",afirma Fabiana Marchezi,diretora de projetos do La Fabbrica no Brasil.
"Não adianta abrir a escola se as demandas dos adultos também não forem atendidas",afirma Cristina Cordeiro,do governo paulista.
Para atrair os pais,o Estado de São Paulo abriu cursos da alfabetização,aulas de informática,oficinas de bordado e produção de pães.
Liberar uma quadra de futebol também pode não bastar para atrair crianças e adolecentes."Abrir a escola somente para tirar o jovem que estava cheirando cola da rua me parece bastante simplista",afirma Simone Andre,coordenadora da Área de Juventude do Instituto Ayrton Senna.
"Também é preciso criar atividades".Para isso,o instituto,parceiro da abertura das escolas aos fins de semana,desenvolve em mais de 2.400 colegios da rede pública paulista um programa de incentivo chamado "Superação Jovem".
"As escolas geralmente associam os jovens a alguém que tem ou causa problemas.As escolas sabem falar sobre violência,drogas,aids,mas não estão aptas a ouvir o que esses jovens têm a dizer",afirma Simone.
No Superação,os jovens podem ajudar a solucionar os problemas de uma biblioteca inativa ou de um lago sujo do bairro.Ao ver que suas ações mudam a realidade de onde estudam,passam a valorizar a escola como um lugar não somente em que aprendem,mas também em que ensinam.
Nas escolas que aplicaram o "Superação",as ocorrências por agressão física caíram 55,4%.
As ameaças a professores,alunos e funcionários diminuíram 57,3%.Os homicídios acabaram.
Desde que a Unesco lançou a idéia,vários Estados e municípios criaram programas de porta abertas aos fins de semana.
Embora nenhum tenha a escala da rede pública de São paulo,todos colheram bons resultados.No Rio de Janeiro,onde funcionou o primeiro piloto do programa,200 escolas estaduais chegaram a atender 240 mil pessoas por mês.
As que adotaram o programa,em parceria com a Unesco em 2000,apresentaram ídices de violência 31% inferiores.
No Rio Grande do Sul,o programa Escola Aberta para a Cidadânia promove a abertura de 150 escolas públicas e atende 130 mil pessoas a cada fim de semana.
Houve diminuição de 41% na violência,segundo depoimentos de alunos e professores.Quanto mais cedo a rede pública adota a idéia,melhores são os resultados.
Em Pernambuco,as escolas que se abriram em 2000 apresentaram redução de 54% na violência em comparação com as que só adotaram o projeto em 2002.
Agora,esse programa começou a ganhar nova escala.O governo federal adotou a idéia.Previsto para acabar em 2008,o programa deverá aplicar R$ 95,4 milhões em recursos da União.Há duas semanas,oito capitais,como Natal,Fortaleza e Florianópolis,anunciaram que adotarão o programa.
O êxito do escritório brasileiro da Unesco chamou a atenção de outros países.Em
2004,a Argentina iniciou o programa Patios Abiertos,com a abertura de mil escolas na região de Buenos Aires.
Marrocos,Nicarágua e Nigéria também ja mostraram interesse em conhecer e tentar adotar a iniciativa em suas redes públicas de ensino,segundo afirma Marlova,da Unesco.
Links do:Portal Educacional em www.epoca.com.br

AULAS PARA AS MÃES
Nos últimos três anos,as escolas que aderiram ao Programa Escola da Família decidiram percorrer um caminho dificíl:estimular as famílias a aumentar sua renda com cursos de qualificação profissional.Lavradoras aprendem a fazer pão,mulheres quilombolas são treinadas para transformar a fibra da bananeira em matéria-prima para a produção de artesanato.Donas de casa,como Cinira Martins,bordam panos de prato e toalhas.
As escolas também oferecem,aos fins de semana,curso de língua estrangeira e informática.Uma das ações de geração de renda mais bem-sucedidas está na cidade de registro.
Funciona na escola estadual Marina Assanuma.A diretora,Maria Helena Muller Camargo,de 52 anos,conseguiu uma parceria com o Centro de Educação Estadual Paula Souza,que enviou professores.
"Todo o dinheiro que ganho com bordado sustenta meu marido e miha filha que mora comigo.Esse trabalho aqui na escola nos ajuda muito",afirma Luzia de Moraes,de 61 anos,bordadeira.

Links do:Portal Educacional em www.epoca.com.br
Links da Educação:
www.educacional.com.br
www.portaleducacional.com.br
www.pr.senai.br/portaleducacional
www.portaleducacionalmaster.com.br
www.ensino.net
www.portal.mec.gov.br
www.aprendaki.com.br
www.positivo.com.br
www.universia.com.br
www.educacaoonline.pro.br
www.educarede.org.br
www.hospitaleducacional.com
www.liderpositivo.com.br
www.positivoinformatica.com.br/www/portal/portais.asp
www.medio.com.br
         ----fim----
Reader's Digest Seleções,Dezembro 1998
A Revista mais lida do mundo-56º ano em português

DEZ MANEIRAS DE AUMENTAR SUA ENERGIA           Por John Briffa

Como um carro,seu corpo gasta combustível,mas para sentir-se cheio de energia é preciso mais do que encher o tanque de calorias.Consulte nossa lista para ver se está pronto para a largada.            página 63

1.Exercite-se
A atividade física regular energiza o corpo de várias maneiras.Primeiro,ajuda a melhorar o suprimento de oxigênio para o cérebro e outras partes do corpo.Além disso,o exercício nos faz suar,o que ajuda a sentir-nos limpos e revitalizados.
Outra vantagem do exercício regular é o efeito sobre o sono.Os devotos do exercício regular parecem dormir melhor do que os sedentários e,conseqüentemente,acordar mais descansados.Para se beneficiar de verdade,exercite-se durante meia hora ou mais,três ou quatro vezes semana.

2.COMA POUCO
Grandes refeições exigem muito dos processos digestivos,o que pode roubar energia do resto do corpo.Faça refeições que satisfaçam seu apetite,mas não tão pesadas que o deixem letárgico.

3.Não pule refeições
Pouco açucar no sangue diminui a energia física e mental.E uma das maneiras de manter o nível de açucar lá embaixo é deixar de comer.Mesmo que você não esteja
com fome,comer na hora das refeições-nem que seja apenas uma fruta-ajuda a estabilizar o nível de açúcar no sangue.
No entanto,afaste-se dos doces.Quando o indicador de açucar do sangue fica vermelho,tendemos a buscar alimentos como biscoitos e chocolate,que restauram o nível rapidamente.Embora tais alimentos nos proporcionem aumento momentâneo,o corpo pode reagir e empurrar outra vez o nível de açúcar para baixo em poucas horas.

4.Beba bastante água
Comida gera detritos.E,sem água,o corpo não pode livrar-se adequadamente dos detritos gerados durante o processo de criação de energia.Para ajudar o corpo a limpar-se,adquira o hábito de beber bastante água durante todo o dia.

5.Modere a cafeína
A cafeína,presente em café,chá e refrigerantes do tipo cola,certamente dá rápido pique,mas tem efeito estimulante direto sobre o cérebro e pode acabar com as chances de bom sono.Se você é sensível à cafeína,beba só uma ou duas xícaras diárias-e nunca depois do meio-dia.

6.Reduza o consumo de álcool
Parece não haver dúvida de que o consumo moderado,regular,de álcool por homens de mais de 40 anos e mulheres após a menopausa pode reduzir o risco de cardiopatias a longo prazo.Entretanto,exagere nos drinques e dê adeus à sua vitalidade.
O álcool é uma das substâncias que podem fazer com que o açúcar do sangue suba e depois caia de repente.É em parte por isso que às vezes nos sentimos tão mal na manhã seguinte a alguns drinques.Álcool demais desidrata o organismo e,com o tempo,enfraquece o fígado.

7.Aprenda a valorizar o cochilo
Cerca de 90% dos mamíferos têm a cota de sono formada pelo acúmulo de cochilos do dia e da noite.Amenos que você sofra de insônia,um cochilo estratégico pode fazer maravilhas pelos níveis de energia e proditividade.
Uma boa hora para o sono extra é depois do almoço.Tire os sapatos,feche as cortinas,esqueça o telefone e durma.Você precisa de apenas quinze minutos.

8.Está sentado confortavelmente?
"A maioria das pessoas tende a sentar-se com o corpo para a frente,o que causa desequilíbrio físico e desconforto",afirma Richard Casebow,do Centro de Saúde Holístico de edimburgo,na Escócia.
Se voc~e passa uma parte significativa do tempo numa cadeira,certifique-se de estar confortavelmente sentado.Escolha uma cadeira firme e ajustável,que permita mudar de altura do assento e a posição do encosto.Os quadris e joelhos devem estar nivelados,os pés apoiados no chão.

9.Pense positivo
A atitude pode ter poderosa influência sobre o dinamismo.Não há nada como temer determinada tarefa para nos fazer sentir cansados e desmotivados.Felizmente,há um truque para superar os obstáculos mentais.Em vez de enfocar o horror da tarefa,concentre-se no sentimento de satisfação que terá ao terminá-la com sucesso.
Se sua cara-metade o está atormentando para colocar prateleiras na cozinha,imagine-as já prontas perto do rosto feliz e sorridente da parceria,em vez de pensar nos caos que espera provocar com os pedaços de madeira.

10.Relaxe
Às vezes o pior é não fazer nada.Mas é exatmente disso que alguns de nós precisamos de vez em quando para dar ao corpo a oportunidade de se renovar.Algumas terapias complementares podem ser eficazes para ajudar o corpo a se acalmar.
Massagem e aromaterapia são boas não apenas para relxar o corpo,mas também como energizantes e estimulantes.Óleos essenciais como os de hortelã e eucalipto têm potente efeito energizante.
                                 ----fim----
       
                       
       
MINHAS COMUNIDADES NO ORKUT
G1 GLOBO
MARIANA GODOY,EM ENTREVISTA À NORIEGA
TV GAZETA/JORNAL DA GAZETA
Minhas informações:
Nome: EDSON NEMOTO
edsonnemoto01@yahoo.com.br
E-mail: