Motivação                                    

A Inteligência Artificial estuda técnicas para permitir ao computador exibir comportamentos que seriam considerados inteligentes quando observados em seres humanos. A pesquisa em IA,  tem se realizado em associação com áreas de concentração tais como:

Algoritmos e Otimização;

Bancos de Dados;

Computação Gráfica;

Hipertexto e Multimídia;

Interação Humano-Computador.

São investigados tópicos como: fundamentos, incluindo o uso da Lógica Matemática, Lógicas Não-Clássicas e Provadores de Teoremas; representação de conhecimento e raciocínio automático para sistemas baseados em conhecimento; cooperação, argumentação e negociação; interfaces inteligentes e extensíveis, interpretação e geração de textos; jogos e animação inteligente; processamento do conhecimento impreciso, utilizando redes bayesianas e redes neurais; e métodos de busca heurística para resolução de problemas de otimização combinatória e pesquisa operacional em engenharia, computação e automação.

 

CIBERNÉTICA E ROBÓTICA

A cibernética está ligada à Inteligência Artificial, na medida em que é a sua concretização prática. A Inteligência Artificial teoriza e a cibernética encontra formas de materializar e de aplicar esses modelos teóricos.

A cibernética, ligada à robótica, encontra modelos onde os sistemas criados pela I.A. se alojam. Assim, a Inteligência Artificial relacionada com as ciências cognitivas, compreende e reproduz os processos mentais, ao mesmo tempo que, a cibernética e a robótica compreendem e reproduzem os processos biológicos e motores dos seres humanos.

Ao longo da história da cibernética e ao longo da história da robótica, máquinas cada vez mais próximas dos comportamentos humanos foram substituindo, progressivamente, os autômatos que caracterizaram os primeiros passos desta ciência.

Atualmente, vemos robôs que jogam futebol em equipe, que dobram folhas de papel atribuindo-lhes formas, que conseguem passar linhas por buracos de agulha,... que conseguem realizar tarefas tão minuciosas e tão particulares, tarefas que até à bem pouco tempo apenas eram do domínio humano.

Também, hoje em dia, encontramos aplicações cibernéticas em diversas indústrias e cada vez mais, em diversas áreas de trabalho.

As investigações, em cibernética e robótica, vão no sentido de aperfeiçoar a percepção visual e o controlo motor dos robôs e de encontrar linguagens de programação que permitam uma melhor comunicação homem-máquina, máquina-máquina e máquina-homem.

                                                                                                   

1