Página Inicial

Atlético-PR


Nome: Clube Atlético Paranaense
Alcunhas: Furacão, Rubro-Negro
Torcedor: Atleticano
Fundação: 26 de Março de 1924
Estádio: Kyocera Arena
Capacidade: 25.000
Presidente: José Augusto da Rocha Fleury


História


O Atlético Paranaense é originário da fusão de dois times tradicionais de Curitiba, o Internacional e o América, anunciada em 21 de março de 1924 e oficializada cinco dias depois, em 26 de março, com a mudança do nome e das cores e a posse da nova diretoria, e com o time tendo como base o antigo campo do Internacional, o Água Verde. O primeiro jogo do time foi realizado em 6 de abril, e a primeira partida participando em um torneio, em 20 de abril, na vitória de 2 a 0 sobre o arqui-rival Coritiba. A participação em vários campeonatos e um bom time, que culminou na conquista do primeiro Paranaense ainda em 1925, consolidou o nome do clube entre os principais do estado. Em 1934, o Atlético Paranaense adquire de vez o terreno onde o Estádio da Baixada está localizada. Em 1949, o clube conquistou seu nono Paranaense, goleando a maioria dos adversários feito um furacão e conquistando uma média de gols superior a 4, assim, o termo Furacão foi associado ao time. O termo ficou associado com o clube desde então.

Era dos jejuns (1950-1981)

Depois de conquistar facilmente o campeonato paranaense de 1949, o Atlético-PR despencou terrivelmente, no início do ano 1950, que acabou apenas em 1982, período em que o torcedor atleticano quer esquecer.No total, O Atlético só conquistou 2 títulos nesse período: Paranaense de 1958 e de 1970. Mas o pior estava por vir, em 1967 a situação financeira do clube despencou, e com uma campanha de somente 3 vitórias 11 empates e 14 derrotas, o Atlético-PR foi rebaixado para a segunda divisão do paranaense de 1967. Quando surge Jofre Cabral e Silva que conseguiu tirar o time da segunda divisão e deu ânimo para os jogadores rubro-negros, que voltaram com tudo no paranaense de 1968. Mas ele acabou morrendo devido a um infarto, durante uma partida do clube Ele Falou a Famosa Frase antes de falecer ""NUNCA DEIXEM O MEU ATLÉTICO MORRER". Com o moral baixo, o Atlético não conseguiu vencer o paranaense daquele ano. Em 1970, o Atlético contratou Djalma Santos, campeão mundial pelo Brasil em 1962 e conquistou o título de campeonato paranaense do mesmo ano, goleando o Seleto por 4x1 jogando fora de casa. Depois, o Atlético voltou a "pifar" novamente, sem conquistar um título até 1982, onde uma equipe com os jogadores Washington e Assis, até hoje ídolo da torcida atleticana. Assim, o rubro-negro paranaense nunca mais até hoje passou por outro desses jejuns.

Era da revolução (1995-tempos atuais)

Em 1995 depois de perder de 5 a 1 para seu rival (Coritiba), assumiu uma nova diretoria, onde lançaram o "Atlético Total" um novo projeto estratégico do clube e começou bem, o Atlético voltou à série A em 1996, ficando em 8° colocado. Em 1997 o antigo estádio Joaquim Américo foi derrubado para a construção do estádio considerado como o mais moderno da América Latina. Em 2004 foi firmada uma parceria com a empresa fabricante de aparelhos celulares coreana Kyocera, renomeando o estádio para Kyocera Arena. Em 2005, após 10 anos de contenda judicial, o Atlético firmou acordo assumindo definitivamente o direito de uso do terreno vizinho (que é sua propriedade desde os anos 90). O Atlético foi o primeiro clube paranaense a participar do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, atual Campeonato Brasileiro. Em 2001, o Atlético Paranaense vence seu primeiro Campeonato Brasileiro (final contra o São Caetano, onde ganhou por 4x2 e 1x0) e em 2004 foi vice, com o artilheiro Washington marcando um recorde histórico de 34 gols numa única edição do Campenato Brasileiro. Recentemente, um episódio inusitado entrou para a história do futebol nacional. Classificado, à final da Libertadores de 2005, o clube não pôde fazer o 1º jogo da decisão em seu estádio, que mesmo sendo considerado como o mais moderno da América Latina, não possui a capacidade mínima de 40 mil lugares exigida pelo regulamento, problema este que será suprido após a finalização da Kyocera Arena. Assim, o Atlético precisou mandar a partida no Estádio Beira-Rio, pertencente ao Internacional de Porto Alegre, onde empatou por 1x1. Na segunda partida, no estádio do Morumbi, o Atlético não teve forças e sucumbiu ao time do São Paulo, diante de mais de 70 mil torcedores, pelo placar de 4x0, perdendo o título da Copa Libertadores. O Atlético Participou de três Copas Libertadores da América, em 2000, 2002 e 2005. O Atlético é o único time paranaense a passar para a fase 4ª de final da competição. Na Copa Sul-Americana de 2006, o Atlético também fez uma boa campanha, passando pelo Paraná Clube, River Plate e Nacional do Uruguai, chegando à semifinal do torneio, onde foi eliminado pelo Pachuca.


Desempenho em Campeonato Brasileiro Série A


Ano Posição Ano Posição
2006 13º 1988 19º
2005 1987 20º
2004 1986 18º
2003 12º 1985 -
2002 14º 1984 11º
2001 1983
2000 13º 1982 32º
1999 1981 -
1998 16º 1980 -
1997 12º 1979 11º
1996 1978 62º
1995 - 1977 44º
1994 - 1976 29º
1993 24º 1975 28º
1992 15º 1974
1991 17º 1973 28º
1990 - 1972 -
1989 18º 1971 -



Títulos


Nacionais
Campeonato Brasileiro: 2001
Campeonato Brasileiro Série B: 1995

Estaduais
Campeonato Paranaense: 21 vezes (1925, 1929, 1930, 1934, 1936, 1940, 1943, 1945, 1949, 1958, 1970, 1982, 1983, 1985, 1988, 1990, 1998, 2000, 2001, 2002 e 2005)
Copa Paraná: 2 vezes (1999 e 2003)
Torneio Início 6 vezes (1936, 1947, 1955, 1958, 1987 e 1988)

Site Oficial