APRESENTAÇÃO

Aprender é arriscar-se a fazer dos sonhos textos possíveis”

Alícia Fernandes

O presente trabalho é resultado da primeira Oficina de Leitura da Escola Estadual de Educação Básica Luiz de Camões, realizada nos dois primeiros trimestres letivos de 2004, com a coordenação de Olga Berger de Albuquerque Fabrício, professora de Língua Portuguesa da escola.

A primeira oficina formou-se a partir do interesse de onze alunos da sexta-série do ensino fundamental, pertencentes à turma 61, pela leitura de poesias: Adriano, Ana Cláudia, Bruno, Élvio, Jéssica Castro, Jéssica Rosa, Laysla, Laura, Lisiê, Morgana e Silué. Mais tarde, o grupo recebeu outro componente : Mateus, da sétima-série, turma 71.

A primeira parte do trabalho iniciou em março, percorrendo um longo caminho de pesquisas na biblioteca da escola e na Internet. A partir daí, seguimos as seguintes etapas:

* Confecção de quadrinhos em E.V.A. Nos quais foram escritas poesias para enfeitar a biblioteca;

*Confecção da colcha na qual os alunos escreveram as poesias escolhidas, transformando-a em uma linda colcha de retalhos poéticos; (esta etapa do trabalho teve a colaboração da Professora Valda que, com suas habilidades na costura, fez de simples retalhos uma verdadeira colcha)

*Elaboração do livro Retalhos Poéticos - nesta etapa, o grupo utilizou a Sala de Informática da escola, contando com a fundamental ajuda da Professora Jeanete Sarmento que nos propiciou ferramentas sem as quais o livrinho não teria sido feito.

É importante salientar que esta Oficina de Leitura faz parte de um outro grande projeto iniciado em março de 2004, o Projeto de Leitura, idealizado pela atual equipe diretiva da Escola Luiz de Camões, com a coordenação do Professor-diretor Gerson Trindade.

Tal iniciativa tem o objetivo de incentivar entre a comunidade escolar o hábito de leitura, sabendo o importante papel que ela desempenha, tanto a nível individual como coletivo: o indivíduo que lê está contribuindo para o seu enriquecimento pessoal e para sua compreensão do mundo; ao mesmo tempo, o crescimento econômico e social de uma nação depende em grande parte do grau de instrução de seu povo.

1