Ir para a página inicial

esperante em português

O que é Esperanto?

Por que estudar o esperanto?

Onde aprender?

Curso básico

Esperanto: vozes e imagens

Filie-se

Contato

Se você nunca ouviu falar sobre o Esperanto, ou sabe apenas que é uma língua que "tentou" ser universal, então leia algumas opiniões sobre ele:

"O Esperanto é a melhor solução da idéia de língua internacional." Albert Einstein
"Sou a favor de que o mundo tenha um único sistema econômico, bem como também um idioma comum como é o Esperanto." Mahatma Gandhi
"A chave de uma língua comum que se perdeu na Torre de Babel só poderá ser perfeita através do uso do Esperanto." Júlio Verne
"O Esperanto é tão fácil de aprender que pude dentro de poucas horas, se não escrever, pelo menos ler fluentemente." Leon Tolstoi
"O Esperanto é uma língua simples, harmoniosa e dúctil." Olavo Bilac
"Auguro ao Esperanto, no futuro da civilização, um papel  semelhante ao do latim na Idade Média. Faço votos para que o idioma universal seja, como foi, durantes vários séculos, a língua do Lácio, um instrumento pacificador e de união dos povos." Papa Pio XII
"Reconheço a utilidade do Esperanto para conservar a unidade entre os católicos do mundo." Papa Pio X
"O Esperanto é uma força que atua para a união e a harmonia, com o facilitar que estabeleça a permuta dos valores universais do pensamento em forma universalista." Emmanuel (espírito)

"Senhores, tende o valor de não cerrar os olhos diante da luz e tereis o espírito científico. Não deixeis obscurecer-se vosso pensamento por temer a inovação. Em poucos dias, se o quiserdes, vos convertereis vós mesmos em apóstolos do Esperanto. o advento de uma língua internacional acessível a todos os homens será, desde a destruição da Torre de Babel, o maior acontecimento da História, fértil de bens imensuráveis. O progresso está diante de vós e não atrás. Tende a coragem de compreender o porvir."  Reinhard Selten (Nobel, Economia, 1994) autor de dois livros em Esperanto.


Opiniões de alguns membros da JEGO:
 "Poderia falar durante o dia inteiro a respeito desta língua maravilhosa. Mas para simplificar, eu posso definir o Esperanto em duas  principais palavras: simplicidade e genialidade."
Allex Mendes
"O  Esperanto é uma filosofia. Digo isso porque trata-se de uma explicação racional sobre o mundo e as pessoas que nele vivem. Nesta explicação é abordado um problema do mundo moderno e globalizado. A comunicação entre os povos de etnias diferentes. Dentro deste contexto, creio que a língua criada pelo doutor Zamenhof pode resolver algumas questões que são postas e permitir uma aproximação entre estas pessoas. Eu encaro o Esperanto como uma escolha. Não me preocupo em sair anunciando-a em todos os cantos. Há pessoas que preferem trilhar outros caminhos. Eu penso que como esperanto se consegue algo que não é possível com nenhum outro idioma, conversar com pessoas de várias nacionalidades ao mesmo tempo. Eu amo idiomas. Amo o Esperanto e o considero um idioma muito bonito, muito sonoro. Se eu posso falá-lo e conversar com um inglês, com um irlandês, com um japonês, uma belga, por que não utilizá-lo? Creio que ele não é divulgado na mídia por questões políticas e econômicas. Mas a principal consideração que eu posso fazer em uma resposta tão simples e rápida refere-se a importância de uma tentativa de explicação. Em minha opinião, todo progresso começa com uma composição. Zamenhof criou uma tese, compôs algo. Isso merece crítica, diálogo, e, se possível e necessário for, superação argumentativa. No meu caso, concordo com o polonês e o considero um gênio. A sua tese está entre as que mais me agradam, juntamente com as teses kantianas sobre razão, as composições de Beethoven e a obra daqueles que chamo de "filósofos da imaginação", Tolkien, C.S. Lewis e Lewis Caroll."
Dominique Vieira
Junulara Esperantista Goiasa Organizo (JEGO) - 2006
1
1