FELIZ Publicado originalmente em 1982, a obra é um relato verdadeiro do acidente que deixou Marcelo tetraplégico, a poucos dias do Natal de 1979. Jovem paulista de classe média alta, vida boa, muitas namoradas, ele vê sua vida se transformar num pesadelo em questão de segundos. Durante um passeio com um grupo de amigos, Marcelo, de farra, resolve dar um mergulho no lago. Meio metro de profundidade. Uma vértebra quebrada. O corpo não responde. Começa ali, naquele mergulho, a história de Feliz Ano Velho.
ANO VELHO

Marcelo R. Paiva (1985)

Escritor paulistano cuja obra inclui Feliz Ano Velho, que marcou toda a geração dos anos 80 no Brasil, é jornalista da Folha de S. Paulo. Torcedor do Corinthians.

Nascido em São Paulo, em 1959, Marcelo Rubens Paiva tornou-se um escritor conhecido e festejado em 1982, quando lançou "Feliz Ano Velho", uma autobiografia motivada pelo acidente que sofreu em Campinas, em 1979, e que o deixou paralítico. Mais do que uma autobiografia, o livro traça um panorama da sua geração, com registros e panoramas comoventes da juventude que nasceu e cresceu aos auspícios da ditadura militar que se instalou no país a partir de 1964. Best sellers nas livrarias de todo o país e traduzido para o inglês, "Feliz Ano Velho" também foi levado ao teatro (1984) ao cinema (1987). Marcelo, filho do deputado Rubens Paiva, que desapareceu nos porões da ditadura em 1971, também atuou como apresentador de TV e, atualmente, é colunista do jornal Folha de S. Paulo. Escreveu diversos outros livros, entre eles "Blecaute" (1986), "Ua: brari" (1990), "Bala na Agulha" (1992) e "Não és tu Brasil" (1996)...  Para o teatro, escreveu, entre outras, a peça "525 Linhas".
 
   

LINKS

   
Livro Teatro Teatro Cinema
Livro Publicado originalmente em 1982 Teatro Athenueu (Auditório do Colégio Estadual Atheneu) Adaptação ao espanhol de Pablo Sodor y Carlos Furnaro Produção cinematográfica brasileira. Diretor Roberto Gervitz
1983 1985 1987

Foi e continua sendo ainda hoje o maior êxito teatral do Brasil

Feliz Año Viejo

(Argentina)

Tatu Filmes e Embrafilm
 
Arte@Accion 1996
1