<=== Busque aqui..........Aqui: =>TABELA DE CABOS COAXIAIS

VOLTAR

CLIQUE AQUI PARA MAIS LINKS SOBRE ANTENAS

Quadra-cúbica 40 m

Aqui => Esboços de antenas construídas

VEJA AQUI PROGRAMAS PARA CÁLCULO DE ANTENAS E OUTROS ÚTEIS AO RADIOAMADORISMO

Antena G5RV

A antena G5RV foi criada por '' Louis Varney''. Este é um sistema irradiante multibanda alimentado pelo centro. Devida sua configuração opera com eficiência razoável numa gama bastante grande de freqüências. A G5RV abrange, quando bem ajustada, de 3,0 MHz até 30 MHz.

O comprimento da antena gira em torno de 30 metros aproximadamente (31 m), sendo aceitas dobras no sentido de adaptá-la num ambiente um pouco menor.

Segundo relatos de diversos radioamadores, é possível adaptar a antena dobrando suas pontas de forma que caiba em espaços até bastante reduzidos. Há afirmações da possibilidade de dobra até ¼ da antena sem perda significativa..

De acordo com a literatura disponível, o comportamento desta antena é semelhante à uma long wire de 2/3 ondas para 20 metros, o casamento se dá através de de uma linha aberta com 10 metros de comprimento que se comporta como um transformador de impedância. Logo ao se ligar cabos coaxiais na G5RV, estes ''enxergarão'' uma impedância pura e casada cuja ROE será bastante baixa. Além disto, a antena não utiliza traps, isto reduz as perdas por casamento, além de diminuir o ângulo de irradiação nas freqüências altas, o que para os dexisistas é uma vantagem.

A G5RV de 31 m de comprimento do dipolo com 10 m de comprimento da seção casadora funciona da seguinte forma:

(10 metros) Para freqüências mais altas, na faixa de 30 Mhz, seu comportamento é semelhante a uma long-wire colinear de 3 ondas. Em função disso, se torna bastante lobulada e possui um ganho razoável devida entrada em fase das 3/2 ondas que se formam. Também, devido comprimento de onda, sua reatância fica bastante baixa e sua impedância resultante é alta.

(15 metros) Para 21 Mhz, seu comportamento passa a se alterar de forma bastante interessante, continua lobulada, o ângulo de irradiação é razoavelmente baixo, mas passa a possuir uma alta impedância resistiva, ficando bastante interessante para contatos a longa distância. Outro detalhe que não se pode deixar de citar é o comportamento de uma long-wire de 5/2 de onda colinear, o que, segundo relatos de alguns experimentadores a torna bem atrativa para DX.

(20 metros) Na faixa de 14 Mhz, sua operação se torna bastante interessante devido comportamento de uma antena long-wire colinear de 3/2 de comprimento de onda, sua impedância gira em torno dos 100~90 ohms, e praticamente não contém reatância ativa. Ao verificar no site Amanogawa, (http://www.amanogawa.com/index.html), vê-se que a antena se torna bastante lobulada e que seu ângulo de irradiação fica em 14° aproximadamente.

(40 metros) Em 7,0 Mhz, começa a aparecer uma reatância indesejável, o que tornará a antena de sintonia um pouco mais crítica, necessitando assim de um antenna tuner. Isso ocorre devido comportamento da antena se fazer como uma colinear de duas meias ondas, e devido fato do ângulo da seção casadora estar a 90° em relação ao ''dipolo'', a antena será ''enxergada'' como long wire de 2 meias ondas dobrada parcialmente, o que dificultará seu casamento e deixará o ângulo do diagrama de irradiação bastante agudo. Nada porém que chegue a atrapalhar de forma significativa o seu rendimento

(80 metros) Na freqüência de 3,5 Mhz, a G5RV se comporta como uma antena de meia onda encurtada pois a seção casadora servirá como parte da antena, o que inserirá uma reatância até certo ponto considerada indesejada, porém que não chega a atrapalhar a operação. Seu comportamento passa a ser bastante semelhante à dipolo comum, inclusive em simulações no site Amanogawa, (http://www.amanogawa.com/index.html)), não foram percebidas perdas significativas, apesar ainda da necessidade de um antenna tuner.



1