Legislação Notícias
Contacte-nos por E-mail Assinar e Ler o Nosso Livro de Visitas Regressar à Página Inicial

 
          Quem disse que a beleza é coisas de mulher? Os últimos dez anos marcaram uma reviravolta na maneira de estar dos homens, que, preocupados com a sua imagem, consultam dermatologistas e até cirurgiões plásticos.

          A vaidade masculina veio para ficar. E em nome dela os homens aceitam cada vez menos os argumentos de que as marcas do tempo são enriquecedoras. No corpo, pelo menos, não as querem. Esses sinais que outrora eram trunfos, de maturidade, agora não passam de defeitos irritantes.


          A saúde e a beleza estão intimamente ligadas, são cada vez mais os homens que visitam especialistas em estética e que não o ocultam. A última década marcou um ponto de viragem no tratamento que o homem dá ao seu próprio corpo. por outras palavras, os ditames da moda também se aplicam a eles.
          Numa sociedade competitiva, os homens compreenderam como é importante o impacto de um aspecto vantajoso, por isso, têm mais cuidado com o que comem, fazem desporto, escolhem produtos de beleza e frequentam os consultórios de dermatologista e até de cirurgiões plásticos. Manchas do sol, queratose, rosáceas e cicatrizes deixadas pela acne são o que os homens querem eliminar, independentemente da sua profissão.
          Há que eliminá-los. E das palavras aos actos a realidade mostra que os homens já não se intimidam, sendo cada vez mais os que procuram na cirurgia estética e plástica a imagem que gostariam de encontrar no espelho. E hoje há cirurgias quase tão rápidas como um fim-de-semana num hotel, com a (grande) diferença de que resolvem os problemas por alguns anos.
          Numa  sociedade competitiva, os homens compreenderam como é importante o impacto de um aspecto vantajoso, por isso, têm mais cuidado com o que comem, fazem desporto, escolhem produtos de beleza e frequentam os consultórios de dermatologista e até de cirurgiões plásticos. Manchas do sol, queratose, rosáceas e cicatrizes deixadas pela acne são o que os homens querem eliminar, independentemente da sua profissão.





          E o que mais preocupa os homens em matéria de beleza? Eis as respostas.

Marcas e rugas Depilação
O acne marca a adolescência e a cara de muitos homens para toda a vida. nem sempre a cirurgia elimina o problema, mas usar cremes de boa qualidade é uma maneira de manter a pele em boa forma. Máscaras e massagens são outras das opções. Para os mais velhos, a grande dor de cabeça é as rugas.
O ácido retinóico e o botox são dois artifícios a que se recorre nas clínicas de beleza para disfarçar estes sulcos.
Não é só às mulheres que o problema de excesso de pêlos afecta. Os homens também procuram os médicos queixando-se de excesso de pilosidade nas costas, nos ombros e no abdómen. A barba demasiada cerrada é, ainda assim, o que mais leva os representantes do sexo masculino a procurar os especialistas. Para além de tratamentos hormonais, é possível eliminar pêlos recorrendo ao uso do laser.
Cabelo Papadas
A calvície precoce é ainda um dos fantasmas dos homens. Mas longe vão os tempos em que, aos 30 anos, eles tinham que se conformar com a sua sorte. Agora, graças ao microimplante, que consiste em retirar um pouco de pele e folículo piloso de onde existe cabelo para o reimplantar onde ele falta, Segundo as necessidadesm a intervenção cirúrgica pode requerer entre 300 a 600 ou até 1000 implantes. Para além dos dermotologistas, também os cirurgiões plásticos são cada vez mais procurados pelos homens. O duplo queixo e as papadas debaixo dos olhos estão no topo da lista de operações a que eles se submetem, o socorro para este problema chama-se blefaroplastia. Mas é necessário procurar um bom especialista e ter cuidado. é que se se tirar pele de mais a expressão da cara pode mudar, é melhor tirar a menos do que de mais.

    Lipoaspiração
          
Entre os homens, a gordura tende em concentrar-se na região do ventre. A forma mais rápida de a eliminar é recorrer à lipoaspiração, que consiste em, introduzir, sob anestesia geral, um tubo que aspira a gordura. O especialista Dr. Alain Butnaru diz que: "Seria preferível emagrecer antes e tirar o refractário. Mas muitos homens com excesso de peso já figeram regimes sem exito. Recorrem então à operação: só depois dão mais atenção ao que comem".

 

Copyright © GLA 2004 Todos os Direitos Reservados.