Conhece-te á ti  mesmo!
A vida so vale a pena, para aqueles que a vivem com sinceridade de coraçao !!!
Este site e dedicado a todos aqueles que buscam o conhecimento interior; nao para sua propria gloria, mas sim para o bem de toda a criaçao .
Aquele que assim quiser, venha ...
Pois as portas da sabedoria estao sempre abertas aos ouvidos do entendimento!
(Batei e lhe serao abertas. Buscai e encontrareis; pois de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?).
O que quer dizer acelerar a evolução espiritual no caminho da Torá? Talvez estejamos perdendo algo? De acordo com suas palavras todos os exílios ocorrem por não termos cumprido todos os 400 anos no Egito.
A alma é a única coisa que foi criada pelo Criador. Ela é
chamada Adam e às vezes também Adam ha Rishon(o primeiro Adam).
Desde o começo, a alma é egoísta e nisso ela é o oposto do Criador.
Depois de seu nascimento ela se fragmentou em 600.000. Cada fragmento se corrige, independentemente, através da assimilação de
sua forma ao Criador. Esse caminho a alma tem que atravessar de forma consciente. A correção é que na alma, gradualmente,
revelam-se
todos os seus 613 desejos entalhados. Ela precisa sentir
precisamente cada desejo - perceber o quão mau ele é, com o uso da intenção egoísta para si, e preferir no seu lugar a intenção
altruísta para o Criador.
A correção de cada desejo permite o seu preenchimento com a luz do
Criador, sentir o Criador. O propósito é alcançar esse preenchimento
pelo Criador em plenitude, quando a sua intenção é ser igual a Ele, exatamente como Ele lhe dá tudo. No estado inicial, a alma não
utiliza nenhum dos 613 desejos para apreciar o Criador.
Ela está num
estado de ocultamento, em que o Criador não é sentido. Isso é
chamado este mundo. Se, através do estudo da Kabbalah, a alma
ganha um desejo de apreciar o Criador invés dos outros desejos deste
mundo (até que não me deixe dormir) então ela entra em um novo
estado - sentir o Criador para si (Lo Lishma).
Para alcançar esse estado - pelo estudo de Kabbalah, trabalho em
grupo e trabalho individual conduzido pelo Rav, despertam na lama
novos desejos egoístas para: sexo, riqueza, poder, e conhecimento e somente depois, o desejo pelo Criador.
A partir do primeiro despertar, de se beneficiar do Criador, ela
precisa adquirir intenção para o Criador (Lishma), quer dizer
utilizar o desejo para o benefício do Criador. Corrigindo o seu
desejo inicial, de somente se beneficiar do Criador, a alma começa a senti-Lo, pois o Criador a preenche com Ele próprio, com aquilo que é chamado luz. O sentimento de que o Criador a preenche é um novo sentimento, chamado o mundo espiritual. Gradualmente se revelam 613 desejos para o Criador; estes, ela precisa corrigir (adquirindo Massach), da sua intenção para si, para a intenção para o Criador.
A alma, quando corrige o seu primeiro desejo de se beneficiar do
Criador, preenche esse desejo com luz, com a sensação do Criador, e realiza o seu primeiro contato com o Criador. A primeira conexão com o Criador, o primeiro preenchimento pelo Criador, são chamados o
primeiro degrau. Em total, gradualmente aparecem na alma 613
desejos; quando são corrigidos de para si, para desejos para o
Criador, a alma se preenche com o Criador, com luz, e assim ela se
eleva espiritualmente. Ela se assemelha mais e mais ao Criador e
assim ela O sente mais e mais. Quando a alma se corrige, em todos os 613 desejos, esse estado é chamado final Gmar Tikun (correção final).
A evolução da alma - de seus desejos anteriores para sexo, poder e  conhecimento, chamados este mundo, para o desejo de se beneficiar
somente do Criador, pode ser feita através do caminho dos
sofrimentos ou através do caminho da Torá, isto é através dos
estudos da Kabbalah - assim a evolução da alma se acelera mil vezes mais.
Todos os desejos da alma têm que aparecer um após o outro: primeiro os desejos deste mundo, e depois os desejos espirituais, os desejos  para o Criador. Isso já foi predeterminado pela estrutura da alma.
A mudança está somente no ritmo do surgimento dos desejos, um após o outro, quer dizer, na medida em que a pessoa reconhece o mal da intenção para si, a sua rejeição, e a transformação na nova
intenção para o Criador. Mas o ritmo do reconhecimento do mal
influencia muito a forma de seus sentimentos, pois o sentimento do
reconhecimento do mal pode determinar a aceleração rápida, e não
evoca a necessidade de castigos para se sentir pior, e assim rejeitá-
los.
Isso é parecido com a forma como vocês assistem um filme: tudo é
filmado e está no filme. Este filme você tem que viver. Vocês têm
que passar por todos os sistemas, vocês podem experimentá-los em  sofrimento até que vocês os reconheçam como mal, compreendam o seu significado, e achem um caminho para sair deles.
Não é possível pular estes sistemas desagradáveis, e às vezes eles
ocorrem na vida da pessoa rapidamente, mas é possível passá-los como fita acelerada (não uma cega, mas uma onde é possível ver aquilo que está acelerado): vocês vivem cada quadro, mas muito rápido,pois a Kabbalah ajuda a analisar e corrigir mais rápido.
Sintomas da Ascensão
Olá      amigos,
     Hoje vou lhes falar um pouco mais destes sintomas desagradáveis que muitos vêm sentindo nos últimos tempos.
Vamos começar falando sobre a Kundalini.
Trata-se de uma energia primordial, que se encontra dormente, enrolada na  base da espinha, num osso chamado sacro. Foi considerado em inúmeras culturas como sendo a sede de um poder especial, nutrindo a ?árvore da vida? que todos nós possuímos.
O acesso a esta energia era o modo como se adquiria a sabedoria secreta dos povos antigos. A Kundalini representa uma energia que inicia no chacra básico, ou seja, a entrada energética na base da coluna, e que desliza por toda a espinha até chegar ao topo, no alto da cabeça, no chacra coronário. O movimento pelo Kundalini, pode trazer diversas emoções que devem ser sentidas e processadas. O processo da ascensão implica em vivenciar suas próprias emoções e não mais a de seu próximo, pois cada ser é responsável apenas por suas emoções, liberando todo o peso que não for seu.
De um tempo para cá, muitos de nós têm sentido dores por todo o corpo, sendo confundido com o quadro de fibromialgia, em muitos casos. Enquanto as novas formas orgânicas vão se formando, o antigo vai se deteriorando, num processo automatizado por nosso DNA, que também passa pela transformação. Para alguns que são sensíveis, esta pode ser uma experiência bem desconfortável, até que uma parte suficiente da forma tenha sido transmutada, ficando mais cristalina. As dores do corpo são referentes às regiões no corpo etérico que estão bloqueadas ou presas. O ato de movimentar a Kundalini ajuda em muito a aliviar estas dores, que irão diminuindo. Quanto mais elevado estiver este Kundalini, menos dores sentirão. Exercícios como ioga, meditação,      cromoterapia, Reiki, ajudam muito este processo. Este desconforto é temporário, portanto, não se desesperem, ao contrário, elevem o pensamento que é esta a maior fonte de luz que podemos produzir.
Outro sintoma é o cansaço, a fadiga, que nos leva a dormir mais horas por noite, por exemplo, ou a ter sono repentinamente. Também é comum a insônia noturna, neste processo. Aconselho a darem a seu corpo o que ele precisa. A escolha pela ascensão é individual e espiritual, que faz uma verdadeira ressurreição do que estava doente na forma, ancorando um novo paradigma de uma nova consciência humana. Esse compromisso assumido conscientemente, pode fazer com que você coloque sua jornada espiritual acima de outras coisas tidas como importantes para vocês. Por exemplo, os que tiverem mais sono, trocarão suas noites de baladas por mais algumas horas de sono; os que têm vontade de trabalhar para o próximo, serão intimamente obrigados a tomar pulso desta missão, colocando outros valores em segundo lugar. Estes      indivíduos terão consciência de que se comprometeram com o processo da ascensão e assim, podem suportar melhor estes sintomas. Muitas vezes o diagnóstico médico é da síndrome da fadiga crônica, isto porquê, cada vez que o corpo se eleva em vibração, ele requer mais energia ?CHI? (energia vital) para suportar essas mudanças. Grandes fontes de energia CHI, são o Tai Chi ou Ioga, que ensinam a coletar energia CHI, fundamental para este momento. Outra boa dica, é caminhar no sol, ao ar livre, por uns 20 minutos. O sol reenergiza e contém a energia da 5ª dimensão, por isso ficar ao Sol, traz a sensação de estar fora do tempo.
Comam alimentos frescos, sempre que possível, pois são fontes de energia CHI.
Também é bom o uso de ervas em banhos e chás, de óleos essenciais e é aconselhável ingerir muita água.
Agora, aos meus amigos fumantes, eu peço que tentem eliminar esta dependência química, tão nefasta quanto o álcool e demais drogas: isto é fundamental.
Para que tenham noção do que falo, para o plano espiritual, os fumantes, os que ingerem carnes, álcool, sem falar nas demais drogas, ao chegarem por exemplo a um atendimento espiritual num centro, mostram uma camada de fuligem, uma grossa nuvem pegajosa que impede a entrada de fluidos benéficos. Imaginem para os médiuns e curadores de todo tipo que usam estas substâncias, o mal que repartem com seus ?pseudo-beneficiados?! Além de não terem condições de se conectar com planos mais sutis, estando sujeitos a energias mais densas, o que passam para seus atendidos é energia densa e suja. Cuidado com o que colocam para dentro e para fora da boca, pois      palavras, pensamentos e atos são energias poderosas que se perdem e duplicam      no éter. Sejam responsáveis pelo bem ou mal que causam, sem usarem a desculpa de desconhecer as leis universais.
Outro aspecto que está ocorrendo, é o aparecimento de vírus na ascensão. À medida que as células são transmutadas no processo da ascensão, vírus podem vir à tona para serem limpos, podendo causar erupções maiores ou menores. Os vírus mais freqüentes neste processo são os responsáveis pela Herpes e pela Mononucleose.
Peço que não entrem em pânico, pois é passageiro. Para quem desenvolve técnicas energeticas de cura, que provocam uma limpeza no corpo nos primeiros 21 dias, estas erupções e outras formas de eliminação de toxinas serão maiores.
Funciona muito o uso de prata coloidal que mata vírus e bactérias. Também se recomenda o uso de ervas como valeriana e kava-kava, bem como banhos de ervas de proteção, como guiné, arruda, comigo-ninguém-pode, alecrim, sal grosso e espada de São Jorge.
Os suores noturnos e ondas de calor durante o sono, que mesmo em noites frias nos fazem acordar suando ou ter calores repentinos durante o dia, se deve ao fato do Kundalini estar se movimentando, o que é ótimo, embora desagradável.
O desejo insaciável de gordura e açúcar, em especial chocolate, se deve ao fato que a ascensão requer nutrientes específicos em cada fase do processo. É comum as pessoas estarem ingerindo mais massas e chocolates e estarem emagrecendo, pois a queima de calorias é enorme neste processo. À medida que a forma é alterada passando para uma forma mais cristalina, as células recebem uma camada de gordura que é baseada em colesterol, que sustentará uma vibração mais elevada que a proteína, a qual, no atual corpo, sustenta as paredes ou membranas celulares. Entretanto, algumas pessoas estão      ganhando peso sem causa aparente, o que também faz parte desta mudança orgânica, pelo desajuste entre matéria e energia.
Inchaço e necessidade de sal, ocorre quando se está em ascensão, não provocando pressão alta nem doenças cardíacas, mas cria inchaço por reter líquidos, que se deve ao desequilíbrio de sódio e potássio. Isso se deve ao que as novas células cristalinas têm mais sal ou cloreto de potássio, provocando, eventualmente, a necessidade de ingerir mais sal. Não usem diuréticos e sim tomem muito líquido para retirar o potássio do organismo.
Como as células cristalinas trazem uma alteração na cadeia de aminoácidos, ocorre um desejo enorme de ingerir proteína.
Lembrem-se sempre de ingerir alimentos frescos.
Nosso corpo está sofrendo uma grande desintoxicação. As toxinas são liberadas por glândulas sudoríparas, por poros da pele e filtradas pelos rins, fígado ou intestino. Portanto, se tiverem certa sensibilidade nesse órgãos, não se assustem, pois a ascensão faz com que estes órgãos aumentem sua capacidade de funcionamento.
Vocês podem ajudar a desintoxicar o organismo comendo mais frutas, alimentos frescos em geral, bebendo mais água, realizando caminhadas leves, tomando banhos de sol, de ervas e sais.
A Terra como organismo vivo que é, passa pelo mesmo processo de ascensão. Em julho, a partir do dia 31, quando ocorre a reunião do Tribunal Cármico, começa este grande impulso da Terra rumo à elevação de freqüência e durará até o final de setembro, quando haverá uma grande reunião de Mestres Universais que assistem a evolução humana.
Acontecerão mudanças globais, principalmente nas áreas em que as vibrações se tornaram extremamente tóxicas.
A raça humana será purificada: é apenas uma questão de tempo. Então, vamos nos esforçar para estarmos entre os primeiros a desfrutarem deste novo paradigma planetário.

Muita Luz!
Diálogo sobre o Conhece-te a Ti Mesmo:
Sócrates ? agora, qual será a arte pela qual poderíamos nos preocupar conosco?
Alcibíades ? Isto eu ignoro.
Sócrates ? Em todo o caso, estamos de acordo num ponto: não é pela arte que nos permita melhorar algo do que nos pertence, mas pela que  faculte uma melhoria de nós mesmos.
Alcibíades ? Tens razão.
Sócrates ? Por outro lado, acaso poderíamos reconhecer a arte   que aperfeiçoa os calçados, se não soubéssemos em que consiste um calçado?
Alcibíades ? Impossível.
Sócrates ? Ou que arte melhora os anéis, se não soubéssemos o que é um anel?
Alcibíades ? Não, isto não é possível.
Sócrates ? Entretanto, será fácil conhecer-se a si mesmo? E teria sido um homem ordinário aquele que colocou este preceito no templo de Pytho? Ou trata-se, pelo contrário, de uma tarefa ingrata que não está  ao alcance de todos?
Alcibíades ? Quanto a mim, Sócrates, julguei muitas vezes que  estivesse ao alcance de todos, mas algumas vezes também que ela é muito difícil.
Sócrates ? Que seja fácil ou não, Alcibíades, estamos sempre em  presença do fato seguinte: somente conhecendo-nos é que podemos conhecer a maneira de nos preocupar conosco; sem isto, não o podemos.
Alcibíades ? É muito justo.
Platão, Alcibíades, 128d-129
II
? Dize-me Eutidemo, estivestes alguma vez em Delfos?
? Duas vezes, por Zeus!
? Viste, então, a inscrição gravada no templo: conhece-te a ti mesmo?
? Sim, certamente.
? Esta inscrição não te despertou nenhum interesse, ou, ao contrário, notaste-a e procuraste examinar quem tu és?
? Não, por Zeus! Dado que julgava sabê-lo perfeitamente: pois teria  sido difícil para eu aprender outra coisa caso me ignorasse a mim mesmo.
? Então pensas que para conhecer quem somos, basta sabermos o nosso  nome, ou que, à maneira dos compradores de cavalo que não crêem conhecer o  animal que querem comprar antes de haver examinado se é obediente,  teimoso...
? Parece-me, de acordo com o que acabas de dizer-me, que não conhecer o próprio valor equivale a se ignorar a si mesmo.
? Os que se conhecem sabem o que lhes é útil e distinguem o que podem  fazer daquilo que não podem: ora, fazendo aquilo de que são capazes,  adquirem o necessário e vivem felizes; abstendo-se daquilo que está acima de suas forças não cometem faltas e evitam o mau êxito; enfim, como são mais capazes de julgar os outros homens, podem, graças ao partido que daí  tiram, conquistar grandes bens e livrar-se de grandes males...  Contrariamente, caem nas desgraças.
** A Sexta Lei Hermética, a Lei de Causa e Efeito - Essa Lei é também chamada de Lei do Carma. **

A Lei diz: ?Toda Causa tem seu Efeito; todo o Efeito tem sua Causa; todas as coisas acontecem de acordo com a Lei: o Acaso é simplesmente um nome dado a uma Lei não reconhecida. Existem muitos planos de causalidade mas nenhum escapa à Lei?.

Este princípio hermético contém uma grande verdade que torna possível a compreensão de todas as leis que regem o nosso Universo: ele explica que nada acontece por acaso, que não existe o ?acaso"; e que ?acaso? é simplesmente um termo dado a um fenômeno existente e do qual não conhecemos a origem e portanto não reconhecemos nele a Lei à qual se aplica.
Este Princípio Hermético é um dos mais polêmicos, pois também implica no fato de sermos responsáveis por todos os nossos atos. No entanto, este princípio é aceito por todas as filosofias de pensamento desde a antiguidade. Não reconhecer esta Lei torna nulos os  pensamentos filosóficos antigos ou atuais que subtraem os fenômenos do universo de uma Ordem cósmica imutável. A ciência às vezes não ?explica? um determinado fenômeno, pois não sabe em que Lei ele se aplica, mas reconhece, no entanto, que ?precisa? existir uma ordem para ele.
Não reconhecer a Lei de Causa e Efeito é como dizer que algo (qualquer coisa materializada e existente) pode ser independente, pode ser subtraída de forma inexplicável desse universo fenomenal, pode não ser submetido à Lei Universal.
Tal coisa seria então superior ao TODO? Ou seria o próprio TODO que se subtrairia a esta Lei? A existência de tal coisa tornaria então sem efeito todas as Leis Naturais e mergulharia o universo na  desordem e no caos. Vocês imaginam o que aconteceria se de repente as galáxias, os sistemas solares, os planetas, tudo o que existe se subtraísse de repente a esta Ordem Invisível e começasse a ?enlouquecer??
Mas vamos falar do ACASO. Esta palavra tem em sua raiz a palavra ?cair?, (do latim ad-cado, verbo cadere=cair) que dá a idéia de que um acontecimento fruto do acaso ?cai? de repente, assim do nada, sem nexo nem ordem. É nesse sentido que normalmente empregamos este termo. Assim, podemos dizer que se você jogar os dados ao ?acaso? eles caem de qualquer maneira, sem nexo nem ordem. Mas sabemos que jogadores experientes (e mesmo matemáticos) conseguem prever com
uma certa lógica a seqüência na própria queda dos dados. Existe uma espécie de seqüência que faz que eles caiam de uma determinada maneira. Difícil de ser compreendida, mas existente.
Então, não existe acaso.Tudo obedece à Lei. Sempre há uma Causa e um Porquê para todos os acontecimentos.
Bem, mas no nosso caso, vamos examinar o que chamamos de Lei do Carma, à qual atribuímos todos nossos males e que tanto nos faz sofrer inutilmente. Muitas vezes escuto a pergunta: ?Mas para que serve a Lei de Causa e Efeito se a Causa acontece numa encarnação e o Efeito na outra? Não vou me lembrar mesmo?! Bobagem!
Nós lembramos, ou melhor, nosso espírito lembra. Nossa
mente racional não quer acreditar na intuição, intuição essa que é fruto da sugestão que o espírito nos transmite. E o espírito SABE! Nós é que não
escutamos! Nossa mente (que os cabalista chamam de Lúcifer pois ela nos trai com seus pensamentos ?racionais? não quer dar ouvidos à nossa intuição, vinda do nosso EU INTERIOR.
Assim, nada acontece sem uma Causa, ou mesmo sem uma
cadeia de causas. Nossos atos ordenam a eventualidade dos futuros acontecimentos, assim como eles são o fruto dos acontecimentos precedentes. ?Nenhum evento cria outro; ele faz parte simplesmente de um elo precedente na grande cadeia ordenada de eventos procedentes da energia criativa do "TODO?(O Caibalion).
Vamos raciocinar, ?nenhum evento cria outro?quer dizer que há uma continuidade em todos os acontecimentos (anteriores e posteriores) mesmo não diretamente ligados a um determinado ato. Exemplo: Uma pedra cai de um lugar montanhoso elevado e quebra o teto de uma cabana lá no vale. A principio podemos considerar este acontecimento como um fato casual, mas podemos, com um pouco de raciocínio, perceber que ele é fruto de uma cadeia de fatos: a chuva que amoleceu a terra, que deslocou a pedra, a falta de árvores para sustentar a terra, a erosão, etc. etc. É uma ?cadeia de acontecimentos? ou não?
Da mesma forma acontece na cadeia das encarnações. Não é absolutamente correto dizer que o que acontece nesta encarnação é conseqüência da precedente! Não acontece tudo de forma tão direta! Inúmeras são as variantes, mas todas se submetem à Lei. Esta é uma Verdade. Tudo tem um Propósito, lembram? E, de qualquer maneira, nossos atos podem ser também subseqüentes a atos procedentes NESTA MESMA ENCARNAÇÃO e não na precedente, não é mesmo? Sabemos que aprendemos com nossos erros, pelo menos se formos um pouquinho inteligentes! E se cuidarmos para não cometer erros nos livraremos de sofrimentos futuros.
Quando trabalhamos com consciência nossa encarnação atual nos tornamos mais atuantes quanto ao nosso destino individual. O Conhecimento nos leva a atuarmos de forma direta, a nos tornarmos responsáveis pelos nossos atos.
Ao fazer uma análise costumo dizer: devemos ?sair? do Destino Coletivo? para ingressarmos no Destino Individual e, se possível, desenvolvermos nossa Consciência Individual para no final, como o Cristo, o Buda e outros Mestres, chegarmos a encontrar a Consciência Cósmica. Este é o Caminho, essa é a
Senda. Quando tomamos as rédeas de nosso destino, quando evoluímos de forma consciente, sem querer nos esquivar das Leis Universais, estamos de alguma forma cumprindo o Propósito do Plano Superior.
Não quero me alongar sobre o assunto do Livre Arbítrio que entra em jogo quando falamos de evolução cósmica consciente. Mas é um fato que, se cuidarmos de nossas palavras, de nossos atos e de nossos pensamentos, se nos tornarmos Senhores de nosso Destino, podemos tomar as rédeas de nossa vida para não nos tornar simples peões ou dados jogados ao acaso pela Lei de Causa e Efeito. Os Mestres não escapam à Causalidade dos planos mais elevados, mas ?concordam? com as Leis Superiores, as reconhecem e agem de acordo, dominando assim as circunstâncias nos planos inferiores. Eles, os Mestres, conhecem as regras do jogo e não procuram se esquivar (nem o Cristo se esquivou de seu martírio na cruz!) e se propõem a seguir o Grande Plano sem fugir às conseqüências como simples instrumentos do TODO. Quando servimos o Plano Superior podemos atuar e governar o Plano Inferior ou Material.
Quantas verdades estão contidas nessa Lei! Quantos questionamentos!
Como vemos a aplicação dessa Lei em nosso dia a dia?
Como podemos atuar para nos adequar a esta Lei?
Podemos melhorar nosso destino?

Com votos de Paz Profunda!
Xenofonte, Memoráveis, IV, II, 26.
O (nosso) Caminho do Meio...

Muito se fala sobre isso, mas a compreensão exata do
que representa, cada um encontra a seu próprio tempo,
numa visão profundamente pessoal... Percebe-se de
forma diferente, o que na essência permanecerá sempre
inalterado!

É um caminho muito sutil, que só se apresenta aos
olhos da alma... e somente depois que encontramos o
equilíbrio perfeito entre os dois caminhos iniciais
que todo ser humano deve trilhar antes de encontra-lo:
o caminho da alma e o caminho do mundo...

Através da religião ou busca mística, despertamos a
centelha divina que nos permite estabelecer uma
ligação profunda e permanente com a Sabedoria do
Universo. Este será o caminho da expressão interna, da
essência, do invisível... o caminho da alma...

Entretanto, a busca mística somente não basta. Afinal
o próprio nome já indica: ?Caminho do MEIO?. É
necessário também que se encontre seu lugar no mundo,
geralmente bem visível para quem segue sua vocação,
seu dom, seu talento, enfim, o nome que queiram
usar... Este será o caminho de expressão externa, do
visível, do físico... o caminho do mundo...

Um fato comum, é confundir um desses dois caminhos com
o principal. Cria-se então um apego exagerado ao
externo ou interno, gerando desequilíbrio. Quando isso
ocorre, todo o processo evolutivo fica em suspenso até
que ambos atinjam o mesmo nível de desenvolvimento.
Por isso é que alguns caminham mais rápido que outros:
uns percebem essa ligação e outros não...

Ao atingir o ponto exato de equilíbrio dessas duas
grandes forças, acontece o DESPERTAR! Somente a partir
dessa nova consciência, encontramos esse outro
caminho... O nosso caminho do meio!... O nosso caminho
de Luz! Por onde seguiremos conscientes de que nos
tornamos um instrumento através do qual as Forças do
Universo se manifestarão, trazendo evolução e paz a
todos que estiverem à nossa volta!
=====================================
Links Uteis:
Fraternidade Rosa Cruz
Ordem Rosa Cruz AMORC.
Fale Comigo:
Este site e mantido por Alexandre Santos .
Duvidas e sugestoes ,assine o meu livro de visitas ou mande um e-mail clicando no link "Fale Comigo".
1