MILAGRES EM TEMPOS DE CRISE

Ouça uma parte dessa mensagem em áudio

Parte Um

Parte Dois

Parte Três

Parte Quatro

 

Introdução: O que é um milagre? Milagre é a intervenção divina numa situação, alterando radicalmente o curso normal da mesma. Normalmente acontece mais em tempos de crise. É em meio as crises que Deus costuma manifestar seu imenso poder, ainda que muita gente não consiga acreditar.

1-) O rei da Síria cercou Samaria e fechou todas as entradas e saídas da cidade, impossibilitando a entrada e saída de transportes de alimentos, levando a cidade a falência, elevando consideravelmente a inflação: "...uma cabeça de jumento por oitenta siclos e a quarta parte de esterco de pombas por cinco siclos" (II Rs.6:25).

2-) O rei de Israel não assumiu seu erro de estratégia em fortalecer a cidade e criar novos meios de provisão contra um possível cerco, antes, procurou um culpado pelo episódio: O profeta Eliseu.

· Este é o maior problema de muita gente, se recusa a assumir sua culpa, antes transfere para os outros a causa do seu fracasso: "De que se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados" (Lm.3:29).

3-) Eliseu ao ser interpelado pelo mensageiro do rei, marcou dia e hora para terminar a crise: "...assim diz o Senhor, amanhã, quase a este tempo, uma medida de farinha haverá por um siclo, e duas medidas de cevada por um siclo à porta de Samaria" (II Rs.7:1).

4-) A Dúvida do capitão: "Eis que ainda que o Senhor fizesse janelas no céu, poder-se-ia fazer isso?"

a) Para o capitão, Deus não iria atropelar o curso normal da situação, pois o trigo ou a cevada, são semeados, nascem, crescem e frutificam, levando algum tempo para esse processo. Para um incrédulo é sempre difícil crer numa intervenção sobrenatural de Deus. O milagre que Eliseu profetizou, seria quase que instantâneo: "amanhã". b) Para o capitão, se meios naturais seriam quase que impossíveis, quanto mais meios sobrenaturais: "...ainda que o Senhor fizesse janelas no céu...". Nunca questione a procedência do milagre, somente aceite.

5-) Deus usou quatro leprosos que estavam fora da cidade, pessoas a margem da sociedade, completamente alijadas do sistema. · Não tinham convívio social: Viviam fora da cidade · Não tinham convívio familiar: Viviam longe da família · Não tinham convívio religioso: Não podiam freqüentar a sinagoga · Eram excluídas do contexto: Tinham que gritar a uma distância de cem metros: "imundo, imundo...".

6-) Essa foi uma intervenção sobrenatural de Deus, pois usou pessoas que estavam à margem da história, vivendo crises existenciais, sem nenhuma perspectiva de vida, para realizar o milagre da provisão. Para Deus isso é coisa simples, para nós uma surpresa, mas Ele gosta de nos surpreender.

a) Mandou uma baleia transportar Jonas, quando um navio ou mesmo uma carruagem seria o mais simples. b) Mandou corvos e uma viúva sustentar Elias, quando o mais simples seria pessoas abastadas cuidar de seu profeta. c) Usou Davi para assassinar Golias, quando o mais simples seria um bem dotado e treinado exército faze-lo d) Preparou apenas trezentos homens para Gideão vencer os midianitas quando o mais simples seria uma aliança de vários exércitos. Deus sempre surpreende.

7-) Aqueles leprosos tornaram-se aos ouvidos dos sírios um poderosos exército em marcha, deflagrando uma fuga sem limites entre eles, levando-os a apoderarem-se dos despojos do inimigo.

8-) Os leprosos não forma egoístas, reconheceram que no tempo de Deus, não existe lugar para isso: "...se esperarmos até a luz da manhã, algum mal nos sobrevirá..."(II Rs 7:9c). A melhor coisa é estarmos dentro do tempo (kairós) de Deus.

Conclusão: Meu caro irmão, não se desespere diante da situação caótica em que está sua vida, saiba que Deus pode hoje ainda transformar sua crise em um profundo milagre que vai torna-lo vitorioso. Apenas creia, não seja como o capitão do rei que morreu atropelado pelo próprio milagre. Se duvidares poderás morrer no meio da benção, vendo-a mas não usufruindo dela. Que Deus te abençoe.

 

VOLTAR

 

 

1