Educação   Ensino/Aprendizagem  Psicopedagogia   Psicobiofisica
  Naturologia     Valores Humanos      Qualidade de Vida
         
Web Master:Prof. Jorge Paulo KOURY
Contato : kouryjp@gmail.com
        ATENDIMENTO INDIVIDUAL NA ÁREA EDUCACIONAL E TERAPEUTICA
                    CURSOS -PALESTRAS - ASSESSORIA - ATENDIMENTO
           ACOMPANHAMENTO DE ALUNOS COM DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM
                           Contato : kouryjp@gmail.com   - Curitiba - PR
   REFLEXÃO

      Os galhos das extremidades é o mais alto do topo de uma árvore são os que menos sustentam pesos sobre eles, embora sejam os que mais destacam o que neles se prendem ..., tendem a quebrar e cair.
                                                                                                Jorge Paulo Koury  - Abril 2007
Desenvolvimento de conteudo: Psicobiofisica     Foto kirlian      Radiestesia
     Prof. Jorge Paulo Koury
  -Licenciado : Matematica . Fisica
  -Bacharel em Física
  -Especialista em Física ( cunho didático/ pedagógico )  
  -Prof :Psicobiofisica e Naturologia Aplicada
  -Psicopedagogo  - Naturoterapeuta
    Busca da sobrevivência 

          Numa sociedade em que a necessidade de sobrevivência é posta , as criaturas tendo que ser coberto por um telhado, revestido por uma roupa, esquentada a fornalha do estômago com comida, para que o efeito morte não se faça presente, alguns ou muitos buscam  meios para tal , não importando quanto de verdade é sua atitude , nem o realizar com sua ação, Um pouco que sabe propaga como muito, quando interesse há de alguns por este pouco que diz que sabe muito, por facilitar esses alguns, o saber dito sabido se multiplica, e uma simbiose passa a ocorrer.
        E aí, se o pouco que sabe, e sabe, passa a ser o necessário para aquele instante de fazer, faz uma corrida estacionária, mas está a correr sem sair do lugar, como o cachorro correndo atras da lingüiça amarrada ao seu rabo.... quem pode dizer que ele não está correndo atrás de comida? 
       Mas o efetivo realizar com o fazer, em que a construção, de passo a passo, um adiante do outro, nos aproxima do propósito quando da ação pelo objetivo final traçado no início da jornada, acontecerá?
       Ou necessário é repensar  nossa presença , com nossos propósitos e ações, sair do desespero de ser, estar, fazer e poder, da forma egocêntrica, destruidora de si e da sociedade que participa, marcando seu  espaço desta forma, por em verdade, nada ser verdade , além da verdade que procura impor, pensar tudo para o todo e o todo com tudo,  todos serão, estarão , poderão sem cogitar em perdas futuras.
                                                                                                           Prof. Jorge Paulo KOURY
Educação
Ensino/Aprendizagem
Psicopedagogia
Psicobiofisica
Naturologia
Valores Humanos
Qualidade de Vida
Publicação Prof. Koury
Li e gostei 
Cursos Palestras Workshop
Apoio Escolar
IMAPORTANTE ´E O QUE SE DIZ E NAO QUEM DIZ... E O QUE SE FAZ E NAO QUEM FAZ
sempre com propósito de acrescentar para todos.
E que a partir da hora do feito ou dito, tanto o dito quanto o feito passe a ser posse do coletivo e não de quem partiu.
E sempre que por necessidade premente, qualquer ação mais contundente for necessária, que seja feita com o objetivo de retorno a normalidade, dentro dos critérios anteriormente definidos.
Sejamos todos UM, e sendo UM, tudo o que cada um fizer, todos seremos autores da ação.

QIE SE USE AS PALAVRAS PARA BEM DIZER OU ABENÇAR", ESCUTANDO-AS COMO PARA SI FOSSE PROFERIDAS E SÓ DEPOIS AS PRONUNCIAR
1